O jornalista Anderson Cheni noticiou em seu blogue que a Rádio Estadão, ex-Eldorado, acaba de ser vendida ao missionário R.R. Soares, dono da Igreja Internacional do Reino de Deus. A se confirmar, um negócio desses não pode ser considerado normal. Mas acontece frequentemente no Brasil. Um canal de rádio ou de TV resulta de concessão pública e está sujeito a limites legais. Limites que, no Brasil, são desrespeitados impunemente. Como um bem público pode ser vendido assim, de uma para outra?

R.R.SOARES PASTOR COMPRA RADIO ESTADAO

A venda da Rádio Estadão para R.R. Soares, por Audálio Dantas

Por Audálio Dantas, via facebook

QUE NEGÓCIO É ESSE? – O jornalista Anderson Cheni noticiou há poucas horas em seu blogue que a Rádio Estadão, ex-Eldorado, acaba de ser vendida ao missionário R.R. Soares, dono da Igreja Internacional do Reino de Deus.

A se confirmar,um negócio desses, feito como outro qualquer, não pode ser considerado normal. Mas acontece frequentemente no Brasil.

Um canal de rádio ou de TV resulta de concessão pública e está sujeito a limites legais.

Limites que, no Brasil, são desrespeitados impunemente. Como um bem público pode ser vendido assim, de uma para outra?

Os concessionários da Rádio Estadão estavam autorizados a fazer a transação?

A resposta deve ser dada pelo Ministério das Comunicações.

Com essa venda, a ex-rádio Eldorado, que marcou época como emissora que privilegiava o jornalismo, a informação, passa a operar no ramo de negócios religiosos.

Quem perde é a sociedade, que, na verdade, é a legítima proprietária dos canais de rádio e TV.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezessete + onze =