O deputado Zeca Viana (PDT-MT) questionou da tribuna da Assembleia a forma irregular como foi votada a redação final do Plano Plurianual (PPA) do governo de Zé Pedro Taques para 2016. Wilson Santos, cada dia mais “caititu” diante do governador, manobrou para favorecer o governo e aprovar matéria só com a “panelinha” aliada dos tucanos. Com sutileza, Zeca diz que “há um zum-zum da sociedade que esta Casa está sendo manipulada por outros Poderes”. Pra que essa sutileza, deputado?! Todo mundo já percebeu o controle implacável que Zé Pedro Taques, igualando-se aos velhos caciques, procura manter sobre instituições do Estado

Zeca Viana, deputado estadual pelo PDT/MT

Zeca Viana, deputado estadual pelo PDT/MT

Para Zeca Viana, sessão do PPA foi irregular e tem indício para ser anulada

JONAS SILVA

Especial para a PAGINA DO E

O deputado Zeca Viana (PDT-MT) questionou da tribuna da Assembleia Legislativa nessa terça-feira (20/10) a forma irregular como foi votada a redação final do Plano Plurianual (PPA) do governo para 2016. A votação dos deputados foi realizada em sessão extraordinária na semana passada, dia 13.

“Uma matéria importante, orçamentária, não podia ser votada na forma como foi feita, na sessão extraordinária”, argumentou Zeca Viana. “Para fazer uma sessão extraordinária, a gente deveria ter sido avisado ou deveríamos ter sidos convocados para discutir esse assunto”, completa.

“Eu sou companheiro, não procuro fazer nada obscuro. O que eu  gostaria é que houvesse um respeito mútuo entre nós. Viemos para trabalhar pelo cidadão mato-grossense, para fiscalizar o Poder Executivo, para criar leis”, explica o deputado do PDT.

A sessão foi realizada pelo primeiro-vice-presidente, Eduardo Botelho (PSB) e articulada pelo líder do governo, Wilson Santos (PSDB).

“Foi aberta a sessão, foi suspensa, foi liberado os deputados para irem para casa. E depois reuniu-se os deputados, junto com o líder do governo, junto com o vice-presidente dessa Casa, e fizeram a sessão, inclusive sem o consultor técnico na Mesa Diretora”, denunciou o erro. O Regimento Interno do legislativo estabelece no artigo 70 a sessão deve ser acompanhada pelo consultor técnico.

FALTA DE TRANSPARÊNCIA

Zeca Viana afirma faltou transparência na condução da sessão para aprovar a redação final do PPA na semana passada. Essa atitude, esclarece, vai contra o que os cidadãos de Mato Grosso pedem para os novos tempos de mudança no comando da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

“Eu acho que nós temos que ter mais respeito, mas consideração entre os colegas. E fazer as coisas com mais transparência. Eu estou vendo a luta da Mesa, de vossa Excelência, pelas mudanças que está acontecendo. E nós sabemos que nos mandatos anteriores tinha sim muitas falcatruas por intermédio da Mesa”, comparou Zeca Viana.

“Essa Mesa veio para fazer a diferença, para mostrar para a sociedade um trabalho sério, transparente. Então é inaceitável que continuemos a fazer um trabalho dessa forma”, cobrou Zeca Viana. “Eu estava presente, eu saí, como vários outros colegas saíram. Então, não é justo, nós tínhamos que ter um mínimo de respeito”.

De acordo com o deputado Zeca Viana, há um”zum-zum da sociedade que esta Casa está sendo manipulada por outros Poderes”.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.2.92.112 - Responder

    E Wilson Santos só abana o rabo…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três × três =