PREFEITURA SANEAMENTO

‘NUVENS DE VENENO”: Documentário de Beto Novaes mostra impactos do uso de agrotóxicos em Mato Grosso. Médico e pesquisador Wanderlei Pignatti, mais uma vez, está na fita falando da ameaça que esses agrotóxicos representam para a saúde dos trabalhadores do campo e da cidade. VEJA AQUI

Wanderlei Pignati, médico, professor e pesquisador da UFMT se firmou como uma das maiores autoridades brasileiras com suas pesquisas e estudos sobre a infestação que os agrotóxicos vem promovendo nos alimentos consumidos pela nossa população

Wanderlei Pignati, médico, professor e pesquisador da UFMT se firmou como uma das maiores autoridades brasileiras com suas pesquisas e estudos sobre a infestação que os agrotóxicos vem promovendo nos alimentos consumidos pela nossa população

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de soja, algodão e milho. É também um dos maiores consumidores de fertilizantes químicos e agrotóxicos.O filme “Nuvens de Veneno”, do cineasta e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Beto Novaes, reafirma Mato Grosso como campeão nacional em uso de venenos agrícolas, principalmente no plantio de grãos.

Em 25 minutos, o documentário mostra os riscos da cultura do agrotóxico para quem pulveriza as lavouras e para quem come os alimentos.

Médico e pesquisador da UFMT que tem se dedicado com muito afinco ao tema, Wanderlei Pignati, que já foi vereador em Cuiabá, candidato a prefeito da capital e suplente de Senador da República pelo PT, é um dos especialistas que aparece no filme apontando os malefícios deste tipo de agricultura para a saúde do trabalhador da cidade e do campo em Mato Grosso.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.130.16.126 - Responder

    Quem da para a indústria as liminares que os permite comercializar produtos proibidos?????
    Estes também devem ser responsabilizados.
    Já que nos EUA e Europa são proibidos muitos venenos, o que eles usam lá em substituição? Por que não se desenvolve mais os venenos orgânicos?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

cinco × dois =