NOSSO HOMEM EM BRASÍLIA: Desembargador Rui Ramos é convocado para atuar como juiz auxiliar da ministra Nancy Andrighi, a nova corregedora do Conselho Nacional de Justiça. VEJA, EM VÍDEO, RUI RAMOS FALANDO DE SUAS NOVAS ATIVIDADES

Desembargador Rui Ramos passa a atuar na Corregedoria Nacional de Justiça, auxiliando a corregedora geral de Justiça, ministra Nanci Andrighi

Desembargador Rui Ramos passa a atuar na Corregedoria Nacional de Justiça, auxiliando a corregedora geral de Justiça, ministra Nancy Andrighi

NA CORREGEDORIA

Desembargador Rui Ramos é convocado para atuar no CNJ em Brasília

ALEXANDRE APRÁ , do ISSOÉ NOTÍCIA

A ministra Nancy Andrighi, atual corregedora nacional de Justiça, convocou o desembargador Rui Ramos Ribeiro, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, para ser um de seus auxiliares na Corregedoria Nacional de Justiça, que funciona junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília. Ele deve coordenador as ações do CNJ em toda a região Centro-Oeste.

 

O presidente do TJ, desembargador Orlando Perri, foi comunicado oficialmente da pretensão de Andrighi, que já convocou Rui para a primeira reunião de trabalho, que deve acontecer na próxima semana, em Brasília. A ministra Nancy Andrighi tomou posse no cargo de corregedora em substituição ao ministro Francisco Falcão, que, assim como Andrighi, compõe os quadros do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

Rui Ramos é apontado, nos bastidores, como um dos candidatos ao cargo de corregedor-geral de Justiça de Mato Grosso nas eleições que devem ocorrer no fim do ano. Para o cargo de presidente são cotados os desembargadores Paulo da Cunha, Sebastião Moraes e Carlos Alberto Alves Rocha.

 

Ramos já ocupou o cargo de presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso, após a queda do então presidente Evandro Stábile, um dos denunciados na Opearção Asafe, que desbaratou um esquema de venda de sentenças no TJ e no TRE de Mato Grosso. É considerado “linha dura” e foi reconhecido por ter “moralizado” o TRE após o escândalo envolvendo Stábile.

 

Oficio Rui Ramos

13 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.57.233.61 - Responder

    Parabéns ao Dr. Rui Ramos! Grande magistrado e grande figura humana!

  2. - IP 177.35.123.99 - Responder

    Esse sim honra a magistratura. Grande profissional e humanista. Parabéns Doutor……

  3. - IP 177.17.203.254 - Responder

    Faço minhas as palavras do Ademar Adams.

  4. - IP 189.87.159.130 - Responder

    Não é coisa fácil, mas tenho que concordar inteiramente com o Ademar Adams.

  5. - IP 201.67.98.59 - Responder

    A ingenuidade dos adultos sempre me soa como o último estágio da hipocrisia e da desfaçatez… e o puxa-saco, na escala evolutiva, deveria vir logo depois do verme, porque demonstra o quanto pode ser infame e submisso o homo sapiens…

    Mas depois de Sigmund Freud e Charles Robert Darwin, tudo tem uma explicação racional ou irracional e a epopéia humana é antes de tudo a eterna luta pela construção da psique e do caráter:

    “RUI RAMOS RECEBE ONG MORAL – “Maioria da população está anestesiada. Nossa luta é levar a população a entender que é a política que define o preço o custo de vida. Se a população não se envolve, deixa que outros decidam por ela”, disse desembargador
    Por Enock Cavalcanti em Cidadania – 11/06/2011 21:58
    Presidente do TRE recebe visita da Ong Moral

    O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos Ribeiro, recebeu na tarde desta sexta-feira, 10 de junho, a visita de cortesia dos integrantes do Movimento Organizado pela Moralidade Pública e Cidadania (Ong MORAL).

    ‘É praxe pedir audiência com presidentes de instituições públicas. Viemos cumprimentar o senhor pela posse. Nós torcemos para que o senhor fosse reconduzido ao TRE porque acompanhamos o trabalho feito na gestão anterior e sabemos da retidão do seu caráter”, disse o presidente da Ong Moral, Ademar Adams.

    O desembargador Rui Ramos Ribeiro agradeceu a visita e colocou o Tribunal Regional Eleitoral à disposição da Ong Moral para parcerias futuras, com o intuito de estimular a população a participar ativamente da vida política do estado e do país.

    ‘Já estamos pensando em fazer algo nesse sentido. A grande maioria da população está anestesiada. Age como se a sua vida não dependesse da política, como se a política fosse problema dos políticos. Não é. Nossa luta é para levar a população a entender que é a política que define o preço da carne, o custo de vida. Porque se a população não se envolve, ela deixa que os outros decidam por ela. E, se não há envolvimento, não há fiscalização”, disse o presidente do TRE.

    Cláudio Finn, membro da Ong Moral, observou que se os cidadãos de bem, comprometidos com as causas públicas, não se envolvem com a política, o espaço será ocupado por homens e mulheres mal intencionados, o que significa campo fértil para a corrupção. ‘Ficamos felizes com o senhor conduzindo o TRE. Não existe nada melhor do que ter à frente da instituição um magistrado em quem a população pode confiar”, disse.

    Os membros da Ong Moral manifestaram ainda ao presidente do TRE sua preocupação com a corrupção nos três poderes da República.

    Roberto Vaz Costa, também membro da Ong Moral, disse que após cinco anos de luta o grupo conseguiu grandes avanços em Mato Grosso. ‘O Tribunal de Justiça melhorou muito e o Tribunal Regional Eleitoral está sendo bem conduzido”.

    Suas palavras foram complementadas por Enock Cavalcanti. ‘Estamos vibrando hoje porque identificamos dentro do Tribunal de Justiça pessoas que se preocupam em combater a corrupção”.

    FONTE TRE-MT”

  6. - IP 201.24.144.130 - Responder

    Bando de puxa-sacos!

    • - IP 201.57.233.61 - Responder

      A ofensa gratuita escondida no anonimato é crime.

  7. - IP 189.87.159.130 - Responder

    Parabéns Des Rui Ramos por ter sido escolhido para compor o CNJ. O Brasil é que ganha em ter no serviço público, pessoas comprometidas com a ética e com o constante aprimoramento profissional.

    Jamilson Haddad

  8. - IP 179.102.237.124 - Responder

    Quem me conhece sabe que bajulação e puxassaquismo nunca foi um atividade aceita ao meu caráter. Tenho o direito de fazer um elogio merecido a quem eu julgue merecer, mesmo porque eu sou conhecido por fazer duras críticas que vejo coisas erradas.
    Esse papo furado do Itagi é típico de quem nada faz pelo bem da sociedade, vive a agredir pessoas que estão aí na luta, só para tentar se passar por intelectual e paladino da moralidade.
    Vá se coçar num pé de tucum Bira!

  9. - IP 201.67.98.59 - Responder

    Ofereço a marchinha ao Ademar Adams que, ao ser surpreendido dando uma “chaleirada” em Sua Excelência, assegura e jura por todas as almas que essa não é sua principal atividade. Pelo menos desta vez Ademar foi bastante econômico nas ofensas e impropérios… creio que a presença de Sua Excelência fez com que o moralista aplacasse sua ira, contagiado provavelmente por essa sua dócil atividade secundária…

    E o casca-grossa ainda teve a bondade de indicar o remédio caseiro de suas coçeiras… que gentilmente agradeço e declino.

    “O cordão dos puxa-saco”

    “Iaiá me deixa subir essa ladeira
    Que eu sou do bloco
    Mas não pego na chaleira
    Lá vem
    O cordão dos puxa-saco
    Dando vivas aos seus maiorais
    Quem está na frente
    É passado pra trás
    E o cordão dos puxa-saco
    Cada vez aumenta mais
    Vossa Excelência
    Vossa Eminência
    Quanta reverência
    Nos cordões eleitorais
    Mas se o “doutor”
    Cai do galho e vai ao chão
    A turma toda evolui de opinião
    E o cordão dos puxa-saco
    Cada vez aumenta mais”

    de Roberto Martins e Erastótenes Frazão

  10. - IP 189.87.159.130 - Responder

    Ademar,
    Quem discute com louco é mais louco que o próprio louco.

  11. - IP 177.132.240.166 - Responder

    Não dê ouvidos a um recalcado! Comunista de quinta…

  12. - IP 191.11.252.156 - Responder

    Roberto, eu bem conheço o Itagi. Ele não é louco não. Ele é apenas PORRALOUCA. Kkkkkkkk….

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

8 − sete =