PREFEITURA SANEAMENTO

No sábado, acontece em Cuiabá o seminário “Os Desafios da Advocacia Popular na Defesa dos Direitos Humanos Frente às Lutas Populares”. Participa do evento como palestrante o advogado e ativista de direitos humanos Aton Fon Filho, de São Paulo, conhecido por sua participação na luta em defesa dos sem-terra

O advogado Aton Ton Filho é ativista dos direitos humanos e tem atuado representanto o Movimento dos Sem Terra

O advogado Aton Ton Filho é ativista dos direitos humanos e tem atuado representanto o Movimento dos Sem Terra

 

Advogados populares se reúnem sábado, em Cuiabá
Neste sábado, 5 de abril de 2014, acontece na sede do sindicato dos bancários em Cuiabá o seminário “Os Desafios da Advocacia Popular na Defesa dos Direitos Humanos Frente às Lutas Populares”. O evento é aberto ao público, e destinado a entidades sindicais e seus dirigentes, e aos advogados que atuam na defesa dos direitos humanos.

Participa do evento como palestrante o advogado e ativista de direitos humanos, Dr. Aton Fon Filho, de São Paulo, conhecido na luta em defesa de sem-terras, tendo sido advogado assistente de acusação no caso Doroty Stang. A religiosa foi morta no interior do Pará, após denunciar abusos e crimes ambientais, e o processo foi acompanhado por entidades de todo o mundo.

Entre os assuntos que estarão em debate no seminário, está a discussão sobre a proposta de lei que criminaliza os protestos populares contra a realização da Copa do Mundo no Brasil, a própria exclusão social provocada pelo evento, com desapropriações e super endividamento de estados e prefeituras, e a parcialidade do poder judiciário nos processos de desocupação de áreas em litígio.

Ao final deverá ser elaborada um documento escrito, a “Carta de Cuiabá”, com as discriminação das diretrizes que os movimentos sociais deverão adotar nos enfrentamentos futuros, a crítica política à atuação de agentes estatais e o repúdio à violência e tortura.

O evento começa às 08 horas de manhã de sábado, no sindicato dos bancários, rua Barão do Melgaço, em Cuiabá, e conta com o apoio do MCCE, Sintep, Renap, MST e sindicato dos bancários.

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um + 8 =