Movimento pela OAB Democrática com Luciana na OAB

João Cabrito acusou a atual gestão de utilizar a OAB para interesses privados favorecendo "o empobrecimento dos advogados”. Renato Nery destaca a possibilidade da OAB-MT ser presidida pela segunda vez por uma mulher.

A Oposição se unifica, cada vez mais, em torno do nome da advogada Luciana Serafim para a disputa da sucessão no seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil. No final de semana, duas lideranças de destaque do Movimento pela OAB Democrática, os advogados Renato Gomes Nery e João Cabrito declararam seu entusismado apoio a Luciana.

Em almoço de adesão à candidatura de Luciana, manifestou a certeza de que Luciana Serafim reúne as melhores condições para disputar esta eleição contra Maurício Aude, o candidato da situação (que já vem dando sinais de que pode ser substituído a qualquer momento), por se tratar de uma profissional “honesta que não está nesta campanha por interesses pessoais”.

– Esta na hora da mudança e de acabar com o uso da máquina da OAB por interesses privados, como tem sido visto no dia-a-dia da entidade. A atual gestão não soube preservar a dignidade da classe. A OAB é a Casa da Democracia. Não pode ser usada para interesses eleitorais. Como vamos cobrar o Poder Executivo, se o Faiad é advogado do governador? Com a candidatura de Luciana, vamos reverter essa situação e restabelecer a independência da Ordem em Mato Grosso – assinalou João Carlos Brito.

Já o advogado Renato Gomes Nery, ex-presidente da OAB-MT, conselheiro vitalício da Ordem em Mato Grosso e uma das lideranças mais destacadas do Movimento pela OAB Democrática, em artigo divulgado na imprensa regional destacou o fato de Luciana Serafim despontar como a segunda mulher a presidir os destinos da Ordem dos Advogados em nosso Estado.

– No atual deserto de lideranças, essse é um fato é auspicioso: a presença de uma mulher liderando a oposição para as eleições de novembro de 2012. Não é a primeira vez que isto acontece, será a segunda, mas certamente não será a última, pois a presença da mulher nos cargos de mando é cada vez maior. E um sinal concreto de que acreditamos nas mulheres é que outorgamos há pouco tempo a uma delas o cargo de Presidente da República. E não há queixas a respeito da gestão da primeira mulher que presidiu a OAB/MT por dois mandatos. E a mulher que ora pleiteia o cargo de Presidente da OAB/MT tem defeitos como todo mundo, mas tem relevantes qualidades, a primeira é de ter coragem – que muitos homens não tiveram – de liderar a oposição. A segunda é que já demonstrou esta coragem ao se afastar daqueles que passaram a não cumprir os compromissos com a classe e com a sociedade. E já comprovou que tem preparo, vivência e competência para presidir a nossa Instituição, onde já exerceu diversos cargos de relevo – escreveu Renato Gomes Nery.

Categorias:Jogo do Poder

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.47.153.131 - Responder

    Parabéns, pessoal! Enock, Mahon, Renato, João Celestino, Cabrito e muitos outros já somaram. Faltam apenas Paulo e Scarevelli. Estamos aqui fortalecidos pelo racha da situação, amplamente divulgado, subindo nas pesquisas todas as semanas.

  2. - IP 201.3.35.32 - Responder

    Eu sou oposição e o melhor candidato é o Dr Pio da Silva, que possui as melhores propostas, trata-se de pessoa que nunca comungou com os desmanddos da situação atual, já a Dra Luciana Serafim com todo o respeito tem imagem desgastada e já foi da situação por 14 anos.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

treze + 18 =