Moro dedurou à PF que Bolsonaro fazia questão de controlar PF no Rio, onde age sua família. LEIA INTEGRA DO DEPOIMENTO

 

Moro e Bolsonaro: inimigos íntimos

A deduragem de Sérgio Moro contra Bolsonaro é o assunto do dia, com vazamento da integra do depoimento do juiz à Polícia Federal, com divulgação logo em seguida autorizada pelo MPF. De acordo com o agora informante Sérgio Moro , desde janeiro de 2020 Jair Bolsonaro já cogitava interferir no comando da PF e mais especificadamente na superintendência do Rio de Janeiro.

Segundo Moro,  Bolsonaro, em 22 de abril, numa reunião de ministros, cobrara a substituição do superintendente do Rio, do diretor-geral e disse que poderia interferir em todos os ministérios. Se não pudesse trocar o superintendente da Polícia Federal no Rio, trocaria o diretor-geral e o próprio ministro, argumentava o capetão, segundo o que diz Moro, garantindo que pode provar.

“Moro, você tem 27 superintendências e eu quero apenas uma: a do Rio de Janeiro”, chegou a dizer Bolsonaro a Moro, como se a PF pudesse ser alvo de uma partilha de interesses.

Fica evidente, a se confirmarem as informações do informante, que Bolsonaro tem interesse direto na PF do Rio de Janeiro por que é no Rio onde age a sua família, familicia pra muitos, cujos membros já se tornaram alvo de diversas investigações.

 

 

 

Leia integra do depoimento … by Enock Cavalcanti on Scribd

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

treze − 1 =