Ministro ameaça suspender vendas da TIM

Presença constante nas listas dos Procons dos Estados, a operadora TIM foi ameaçada de ter suas vendas suspensas caso o sinal de seus serviços não melhore. O alerta veio diretamente do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo: “Ou a TIM investe e melhora o serviço, ou vamos proibir a venda de novos planos”.

A exigência do ministro é para que a empresa acelere os investimentos em suas redes a fim de melhorar a qualidade do serviço em algumas regiões. Segundo o ministro, “em seis ou sete estados” o serviço da operadora está muito aquém do ideal.

A TIM respondeu as declarações de Paulo Bernardo por meio de nota, pela qual afirmou desconhecer a informação sobre a assinatura do termo junto à Anatel. A operadora de telefonia celular destacou que o acompanhamento da prestação do serviço é uma prática rotineira da agência junto às empresas do setor. “A operadora está à disposição do órgão regulador para tratar de eventuais deficiências suscetíveis à rede de uma operadora móvel”, diz o documento.

Em junho, a TIM foi vice-líder no ranking de reclamações do Procon-SP. Desde janeiro, o órgão de defesa do consumidor recebeu 5.713 reclamações ou pedido de orientação sobre problemas com telefone celular. Do total, 1.385 queixas são referentes a TIM. Os principais problemas são a cobrança por serviços não solicitados, serviços não fornecidos, incluindo queda de sinal e velocidade de internet abaixo da contratada.

Nas redes sociais, os internautas já editaram a foto da personagem Gabriela, interpretada por Juliana Paes na série da Globo, para tirar sarro do sinal ruim da operadora. Na imagem original, Gabriela está em cima de um telhado com uma pipa na mão. Na alterada, ela segura um celular e uma frase interpreta sua fala: “Consegui um sinal da TIM!!!”.

BRASIL 247

——————–

Atritada, ironizada e sob ameaça, TIM despenca 7%
Dois meses depois de demitir por fraude Luca Luciani da presidência da empresa no Brasil, TIM não resiste a crítica de sinal fraco disparada pelo ministro Paulo Bernardo; na internet, com Gabriela em cima do telhado, virou motivo de chacota; na Bovespa, ações derretem em razão do risco de não poder obter novos clientes

247 – As linhas da TIM estão ocupadas. Pelas críticas do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que acusou a empresa de ter sinal fraco e, por isso, correr o risco de não poder captar novos clientes. Pela ainda não assimilada demissão do ex-presidente no Brasil Luca Luciani, acusado de participação na fraude de chips falsos espalhados pela Europa. E também pelas piadas que circulam na internet, na qual a notória dificuldade de entrada em rede com seus aparelhos só pode ser resolvida pela famosa escalada de Gabriela, personagem de Jorge Amado, subindo ao telhado para conseguir a captação do sinal.

Esse inferno astral se refletiu negativamente, é claro, no desempenho das ações da companhia na Bolsa de Valores de São Paulo. Pouco antes do fechamento do mercado, as ações da TIM Participações caíam nada menos que 7,93%. O motivo é simples: o ministro Bernardo deixou claro que, se a empresa não melhorar a qualidade de sua rede, poderá ser proibida de captar novos clientes. A empresa tem cerca de 25% do mercado brasileiro de telefonia móvel.

Abaixo, notícia do portal Infomoney a respeito da despencada da TIM na Bolsa:

SÃO PAULO – As ações da TIM Participações (TIMP3) caem forte nesta quinta-feira (12) após o ministro das comunicações Paulo Bernardo ameaçar suspender a venda de novos planos da operadora, conforme publicou o jornal O Estado de S. Paulo na noite de quarta-feira. Ainda segundo a reportagem, o ministro alertou que de seis a sete estados os serviços da TIM estão muito aquém do ideal.

Às 11h55 (horário de Brasília) os papéis da TIM despencam 7,65%, aos R$ 9,78, na mínima do dia e no pior desempenho do Ibovespa. Enquanto isso, o principal índice acionário da bolsa cai 1,66%.

A notícia é, claramente, negativa para as ações da empresa, diz Felipe Rocha, analista da Omar Camargo. O impacto ainda é amplificado por conta do dia ruim para os mercados acionários de uma forma geral.

Contudo, ele alerta que é difícil prever o impacto dessa possível suspensão, já que depende de qual estado ocorreria e qual ou quais planos seriam suspensos. No entanto, ele diz que o desfecho dessa situação é imprevisível. “Se essa suspensão vai acontecer mesmo ou se é só um aviso para que a empresa tome alguma posição é difícil de prever”, conclui.

Já a companhia afirma que a qualidade da prestação de serivços é um tema de constante discussão com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e que é sempre trabalhada com a equipe técnica da empresa. “A TIM ressalta ainda que está à disposição do órgão regulador para tratar de eventuais deficiências suscetíveis a uma rede de uma operadora móvel”, esclarece a companhia, em nota enviada à InfoMoney.

Categorias:Direito e Torto

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.2.66.20 - Responder

    A prestação de serviço no atendimento ao call center é uma piada. Até para cancelar uma caixa postal é um “parto”.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

17 − catorze =