Campanha Coronavirus

MENSALÃO – Lista mostra 38 réus e suas principais acusações

MENSALÃO – Lista mostra 38 réus e suas principais acusações
Relembre quem são os acusados no caso, que poderá ser julgado em agosto

Déborah Gouthier
OPÇÃO

Às vésperas do julgamento do mensalão, que poderá ser realizado em agosto, as polêmicas sobre o caso ressurgem sob o nome do procurador-geral da República Roberto Gurgel, que trará ao STF (Supremo Tribunal Federal) os argumentos da acusação.

Gurgel terá cinco horas, conforme definiram os ministros do Supremo, para argumentar sobre a ação de 38 réus, acusados de uma diversidade de crimes, como formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e outros tipos de corrupção. Entre eles, alguns dos mais fortes nomes do PT, como José Dirceu e José Genoíno. Além de toda a polêmica, o processo é apontado como de enorme complexidade, já que conta com 234 volumes, 495 apensos e mais de 50 mil páginas.

Veja a seguir o nome dos principais réus do processo e as acusações que recaem sobre eles, na ordem em que são citados na ação:

José Dirceu: crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa;

José Genoíno: crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa;

Delúbio Soares: crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa;

Marcos Valério: crimes de formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas;

Ramon Hollerbach: crimes de formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas;

Cristiano Paz: crimes de formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas;

Rogério Tolentino: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e corrupção ativa;

Simone Vasconcelos: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas;

Geiza Dias: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas;

Kátia Rabello: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta de instituição financeira e evasão de divisas;

José Roberto Salgado: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta de instituição financeira e evasão de divisas;

Vinícius Samarane: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta de instituição financeira e evasão de divisas;

Ayanna Tenório: crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta de instituição financeira;

João Paulo Cunha: crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato;

Luiz Gushiken: crime de peculato;

Henrique Pizzolato: crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato;

Pedro Corrêa: crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Pedro Henry: crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

João Cláudio Genu: crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Enivaldo Quadrado: crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro;

Breno Fischberg: crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro;

Carlos Alberto Quaglia: crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro;

Valdemar Costa Neto: crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Jacinto Lamas: crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Antônio Lamas: crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro;

Bispo Rodrigues: crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Roberto Jefferson: crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Emerson Palmieri: crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Romeu Queiroz: crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

José Borba: crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Paulo Rocha: crime de lavagem de dinheiro;

Anita Leocádia: crime de lavagem de dinheiro;

Professor Luizinho: crime de lavagem de dinheiro;

João Magno: crime de lavagem de dinheiro;

Anderson Adauto: crime de corrupção ativa e lavagem de dinheiro;

José Luiz Alves: crime de lavagem de dinheiro;

Duda Mendonça: crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro;

Zilmar Fernandes: crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.10.40.35 - Responder

    Como diz o Casoy “Isto é uma vergonha!”. Além de roubar milhões, essa minoria que tem sabe lá, 14, 15 ou mais salários por ano, enquanto uma grande parte da população: passam fome, não tem moradia, não tem assistência médica, vivem na miséria. Quando comprovado estes deveriam apodrecer na prisão sem direito a nada muito menos à Habeas Corpus. Estes deveriam ser expurgados da sociedade e do Brasil. Vai aqui minha indignação.

  2. - IP 189.59.69.195 - Responder

    Como representante do sem número de políricos corruptos de Mato Grosso, lá esta o nobre parlamentar pantaneiro, PEDRO HENRY (ou Henríií, como dizia Roberto Jefferson). Cadeia pra ele!

  3. - IP 187.58.28.147 - Responder

    olha o lula e a dilma segurando para não rir! esse PT é ridículo. Enganaram o povo brasileiro. A justiça divina cuidará muito bem de cada um, porque a terrena….

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

cinco + vinte =