Campanha Coronavirus

Mendes ajuíza queixa-crime contra Éder e Midia News

É assim que acontece, na velha política: Mauro Mendes e Éder, os parceiros de ontem, à sombra de Blairo Máquinas, hoje entram em conflito para amanhã, quem sabe, traçarem um novo esquema de atuação conjunta, assim que Blairo Máquinas tiver interesse. Quem pensava que o Movimento Mato Grosso Muito Mais fosse construir alguma coisa diferente, já pode voltar a sepultar suas esperanças. Mauro Mendes se revela um marionete de Blairo Máquinas enquanto Lúdio Cabral se deixa manietar por Éder Moraes. O eleitor melhor informado, em Mato Grosso, fica sem rumo porque a velha política se sustenta a partir da manipulação de uma parcela expressiva do eleitorado que não acompanha as patifarias dos bastidores da política - e a "nova politica", ao que tudo indica, foi mais uma vez abortada nesta eleição.

Informa a assessoria do candidato Mauro Mendes:

“A coligação “Um Novo Caminho para Cuiabá” ajuizou queixa-crime contra o ex-secretário de Estado para a Copa, Éder Moraes, e o site Mídia News. Na representação, é pedida à Justiça condenação de Éder pelos crimes de injúria, calúnia e difamação e que o veículo de comunicação suspenda divulgação de informações falsas contra o candidato a prefeito Mauro Mendes (PSB). Ambos também podem ser condenados a pagar indenização por dano moral.

A queixa-crime foi ajuizada nessa segunda-feira (10), quando a coordenação jurídica da coligação pediu a suspensão imediata de toda e qualquer matéria que denigra a imagem de Mauro Mendes, além de direito de reposta diante das informações publicadas através de 2 matérias divulgadas nos últimos dias 9 e 10 sem que o candidato fosse ouvido com o mesmo destaque. Já no caso de Éder foi solicitada a condenação por injúria, calúnia e difamação com base nos artigos 324, 325 e 326 do Código Eleitoral, crimes que podem levar à detenção de Éder por 3 meses a 3 anos e pagamento de multa. A indenização requerida é de R$ 200 mil, que deverão ser repassados integralmente a entidades filantrópicas.

“É inegável o intento do representado em injuriar o representante, ofendendo-lhe a dignidade em seu âmago, ferindo o íntimo com as palavras e imputações falsas, inexpressíveis em sua plenitude”, afirma trecho da queixa-crime.

A ação é resultado de uma tentativa sistemática dos adversários em denegrir injustamente a imagem de Mauro Mendes, que tem priorizado a apresentação de propostas para Cuiabá e lidera todas as pesquisas de intenção de voto.”

 

PARA LER AS MATÉRIAS QUESTIONADAS POR MAURO MENDES CLIQUE NOS LINKS ABAIXO

http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=266&cid=133007

 

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três × 4 =