Maria Helena Póvoas fala do esforço do Tribunal Regional Eleitoral para garantir que eleições aconteçam em paz e de forma organizada, em Mato Grosso. “Eu não conheço ferramenta melhor que a democracia”, diz a desembargadora para quem processo de escolha “é um eterno aprendizado”

 

Maria Helena Póvoas, desembargadora e corregedora do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso

Maria Helena Póvoas, desembargadora e corregedora do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso

O processo eleitoral é um eterno aprendizado para os cidadãos brasileiros. Esse é o entendimento da desembargadora Maria Helena Póvoas, que se afastou, temporariamente, de suas funções no Tribunal de Justiça, para se dedicar, exclusivamente, às suas atividades como corregedora do Tribunal Regional Eleitoral, uma das responsáveis pela organização das eleições de 2014 em todas as comarcas de Mato Grosso.

Em entrevista à TVJus, a desembargadora Maria Helena discorreu sobre as dificuldades enfrentadas pelas autoridades da Justiça Eleitoral na montagem de toda a logística necessária para o pleito do próximo dia 5 de outubro, quando os eleitores serão mais uma vez convocados às urnas para a escolha do futuro presidente do Brasil, do futuro governador de Mato Grosso e também de um novo senador da República e de deputados estaduais e federais.

Como é fácil de imaginar, um Estado como Mato Grosso, marcado por longas distantes e pela convivência de comunidades urbanas com comunidades indígenas, os desafios são enormes. Maria Helena Póvoas, todavia, se entusiasma com a proximidade do pleito e com a possibilidade que se abre para todos os cidadãos inscritos na Justiça Eleitoral de escolher, como muita consciência, seus novos representantes.

Para ela, a eleição é um eterno aprendizado, marcado por um contínua evolução do trabalho da Justiça Eleitoral e das atitudes e decisões dos eleitores. “Não conheço melhor ferramenta do que a democracia”, reafirmou a magistrada, sempre integrado nos esforços de aperfeiçoamento de nossas instituições.

Veja no vídeo a íntegra da entrevista da corregedora do TRE, desembargadora Maria Helena Póvoas.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

4 × um =