Arruda, do Mensalão do DEM, pode voltar à vida pública

MENSALÃO DO DEM: Arruda ficaria com 40% do dinheiro desviado, Paulo Octávio com 30% e os secretários de governo com 20%. Cerca de 10% ficavam à disposição de Arruda para comprar parlamentares.

Lentidão da Justiça pode devolver José Roberto Arruda Arruda à vida pública.  

Sem condenação em órgão colegiado, ex-governador do DF é ficha-limpa e já aparece em pesquisas eleitorais

Jailton de Carvalho

O GLOBO

BRASÍLIA — Três anos depois de passar 60 dias preso por corrupção e ter a imagem pública devastada por um vídeo em que aparece recebendo uma bolada de dinheiro, o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda ainda pode voltar à vida pública. Até hoje, não há decisão colegiada da Justiça sobre as acusações que pesam contra o ex-governador. Pesquisas encomendadas por partidos locais e por empresários apontam Arruda como um dos favoritos nas eleições para o governo local em 2014. Como não sofreu condenação de órgãos colegiados, nada impede que Arruda se candidate.

Até hoje o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda não decidiu se acolhe ou não a denúncia que o Ministério Público Federal demorou dois anos para fazer contra Arruda, o ex-governador Paulo Octávio e mais 36 outros acusados. Em agosto do ano passado, o ministro Arnaldo Esteves, relator do caso, desmembrou a denúncia e abriu prazo para notificar os réus a se manifestar antes de levar as acusações formais à Corte Especial. A expectativa no tribunal é que isso só ocorra em maio. Ou seja, seria apenas o início do processo contra o ex-governador, uma situação que pode se arrastar por anos até a sentença.

— Esse é o nosso Judiciário. No Brasil é assim. É uma resposta cínica, mas é isso que acontece — afirmou David Fleischer, professor de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB).

O ex-governador foi acusado de comandar um esquema de desvio de dinheiro público para enriquecimento pessoal e para a compra de apoio parlamentar, o chamado mensalão do DEM. As cenas de corrupção explícita foram filmadas pelo ex-secretário de Assuntos Institucionais, o delegado Durval Barbosa. Em meio a série de arrecadação de distribuição de propina, documentada em detalhes por Barbosa, o Ministério Público Federal chegou a cogitar a possibilidade de pedir intervenção do DF. Foi o escândalo mais rumoroso da capital.

Mas, com a demora de resultados práticos das investigações, Arruda pode voltar à cena política com força total. Pesquisas feitas pelos institutos Exata e do Dados, entre dezembro de 2012 e janeiro deste ano, apontam que Arruda seria um dos candidatos mais fortes ao governo local. Ele aparece com volume de intenções de voto igual ou até maior que o do atual governador, Agnelo Queiroz (PT).

Ciente de seu potencial, o ex-governador vem discretamente preparando o caminho de volta ao centro do poder. Segundo antigos interlocutores, ele poderia voltar como candidato ao governo ou a deputado. Poderia também se tornar um cabo eleitoral de peso. Arruda se mudou com a mulher para São Paulo ano passado, mas tem mantido frequentes contatos políticos em Brasília.

Ex-governador coleciona condenações e processos

Mesmo fora do alcance da Lei da Ficha Limpa, Arruda tem sido alvo de uma coleção de processos. No início da última semana, Arruda foi condenado pela 4ª Vara Criminal de Brasília a cinco anos e quatro meses de prisão por irregularidades na reforma do ginásio Nilson Nelson. Ele poderá recorrer e postergar ainda mais a decisão final da Justiça local sobre o caso e, com isso, manter o caminho livre em direção às urnas em 2014.

Arruda foi obrigado a deixar o cargo de governador por uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral em 2010. Mas o caso não se enquadra nas regras da Lei do Ficha Limpa. Apesar de ser um colegiado, o TRE do DF aplicou a punição ao ex-governador por ele ter deixado o DEM e o enquadrou na legislação eleitoral que trata de infidelidade partidária. Esse tipo de processo não proíbe um político de se candidatar nas eleições seguintes.

Em agosto do ano passado, Arruda foi condenado por violar, em 2001, o painel eletrônico do Senado. O ex-governador recorreu, e o caso ainda se arrasta no Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O ex-governador responde ainda a duas ações por improbidade administrativa na 2ª Vara Criminal. É alvo também de uma investigação sobre desvio de quase R$ 9 milhões destinados ao patrocínio do jogo entre Brasil e Portugal, em 2009, no Distrito Federal.

O Ministério Público local pediu o bloqueio de parte dos bens de Arruda em duas ações cautelares. Numa delas, a Justiça reteve R$ 1 milhão. Mas, para os promotores que iniciaram as investigações da Operação Caixa de Pandora, o valor seria irrisório diante do volume de recursos que teria sido desviado pelo grupo do ex-governador, estimado em mais de R$ 1 bilhão de 2005 até 2010.

Mesmo com todos esses problemas, Arruda se mantém como um dos principais caciques da política brasiliense.

— Ele tem pelo menos um terço dos eleitores — afirma Elizabeth Flamínio, diretora do Instituto Dados, especializado em pesquisas eleitorais.

O ex-deputado Raimundo Ribeiro, um dos principais interlocutores de Arruda, nega que o amigo queira voltar ao governo. O ex-governador teria alimentado este sonho por longo tempo. Mas a condenação criminal no início desta semana teria provocado forte impacto.

— Tenho ouvido falar das pesquisas (favoráveis a Arruda). Mas nas últimas vezes em que nos encontramos, ele falou mais do processo a que está respondendo — disse Ribeiro.

10 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.64.224.170 - Responder

    Meu deus do céu! Arruda de novo, não!

    • - IP 177.221.97.226 - Responder

      Não entendi, Silvia Maria, se até o João Paulo e o José Genoíno, genuíno petista, são deputados federais, porque o José Arruda, também não poderia?? Nós, os indgnados, chocados, ludibriados é que estamos precisados de um banho de arruda para espantar espantar todos eles.

  2. - IP 177.64.224.170 - Responder

    quem tem mínimo de informação e não fica reprisando campanha idiota e tucana contra o pt, sabe que arruda foi condenado com provas fortes, inclusive um video, mostrado na tv, em que aparece agasalhando o dinheiro da corrupção. contra genoino e o outro, por maisque que gente como você fique desesperado da vida, fazendo escândalo, o que se teve é uma forssação de barra de um grupo de ministros do sjupremo (não todos eles) , e nenhuma prova. ou você vai abandonar a bobajada e vai descrever para mim as provas que apareceram nesse julgamento contra o genoino, caro tucano? chupa essa manga!

  3. - IP 189.31.3.160 - Responder

    Para os petralhas os condenados do mensalÃo ( políticos , banqueiros , deputados , empresários ) sÃo gente inocente . É engraçado ; o genuino , o waldemar , o pedro “änry” , o joao paulo , esses estão lá infectando o ar de Brasilia , mas a petralhada acha normal . Ô gentinha sem vergonha na cara. Querem cobrar dos outros aquilo que eles são geneticamentge incapazes de fazer . SEREM PROBOS.

  4. - IP 177.64.224.170 - Responder

    provas, as provas contra o arruda, contra esse que quase foi o vice do Cerra, nós vimos na tv. mas as provas contra o genoino? o que vimos foi essa vergonha de um julgamento feito por ministros com ego inflado pela midia. o tucano roberto ruas não tem crebilidade porque só fica neste blablabla anti-petista que qualquer wilson santos da vida é capaz de emitir…e as provas, camarada? julgamento forjado contra genoino só pode mesmo fortalecer o pt

    • - IP 177.221.97.226 - Responder

      Abra o olho, companheira, as provas contra o João Paulo, todo mundo viu, pois o dito cujo recebeu dinheiro da empresa que ele contratou, enquanto era presidente da Câmara dos Deputados, para fazer a propaganda da Casa. Quero ver se fosse o Riva que tivesse recebido dinheiro da agencia de publicidade da Assembléia Legislativa, vocês, petistas, estariam babando pela condenação, e estariam certos. Mas como o João Paulo é um “cumpanheru”, vocêd acham que deve ser absolvido, e estão errados. No fundo vocês pensam que se for petralha, então aí pode roubar à vontade, né? Silvia Maria. Pare de apoiar ladrões sem-vergonhas, só porque são do PT.
      Quanto às provas contra o Genoíno, genuíno petista, ele assinou os contratos fraudulentos com as agencias do Marco Valério. Precisa mais????
      Banho de arruda na Sílvia Maria!!!!!

  5. - IP 177.65.145.145 - Responder

    A justiça nos trata como um bando de palhaços esse senhor foi flagrado com a mao na massa e ainda não foi preso, os petralhas ligados a Dilma e Lula o segundo tbm denunciado na roubalheira do mensalao não acontece nada, acho que somos o unico pais do mundo que temos deputados condenados e ainda são condecorados com comissoes importantes com é a ccj. O pior de tudo é que ainda aparece uns idiotas que defendem esses ratos, esta na hora de tira o partido mais corrupto da historia do Brasil do poder. Fora petralhas e não venham dizer que oq o pt fez foi pela patria, independente de cor partidaria ladrão é ladrão. Fora PT ja fazem doze anos que estão no poder ta na hora de mudar.

  6. - IP 177.64.224.170 - Responder

    Senhores, o Genoino está condenado a 6 anos e 11 meses por corrupção passiva e por quadrilha, como presidente nacional do PT. Formação de quadrilha, segundo o procurador Gurgel porque, como presidente do PT, ele conversava com os lideres de outros partidos, para que aprovassem as teses de interesse do PT. Qual o lider partidário que não faz assim? Também pelo que li da denúncia do MPF, Genoino teria assinado um empréstimo de R$ 3 milhões, para lesar o erário público. Só que o emprestimo, esses 3 milhões, foi quitado pelo PT, em parcelas, depois do escândalo. Nada apareceu nas contas do Genoino, nenhum depósito, nenhum cheque, nada. Então, contra ele, só essas coisas sem nexo, amarradas políticamente e apoiadas, na maior cara de pau, pela maioria dos ministros com ego lambido pela midia.

  7. - IP 201.88.97.138 - Responder

    Pelo que estou entendendo essa Silvia Maria acha que que Zé Genoíno merecia ser absolvido porque as fraude por ele cometidas foram não foram em proveito próprio, mas e proveito do partido.

    Aí está a essência do PT e de boa parte dos petistas: eles acreditam, sinceramente, que em favor do partido nada do que fizerem será crime.

    Não, Silvia Maria, roubar ou fraudar em favor do partido, também é crime.

    Além disso, você disse muito bem, os empréstimos fraudados só foram pagos depois que estourou o escândalo, ou seja,mera tentativa de tapar o sol com a peneira.

    Mas porque você não defendeu o João Paulo também?? Esqueceu??

    • - IP 201.15.65.99 - Responder

      Matou a pau João . Esse povo que defende o pt ( partido dos traidores) , deveria ter no mínimo a decência de dizer que sindicato paga para ficarem aqui defendendo corruptos.
      ROUBAR PARA O pt AI PODE ????
      Que decadência!!!!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

vinte − dezesseis =