Íntegra da decisão do juiz Sérgio Moro, no caso da Petrobrás

Juiz Federal Sérgio Moro decreta prisão de 17 empreiteiros no caso da Petrobrás by Enock Cavalcanti

Sérgio Fernando Moro, juiz federal, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná

Sérgio Fernando Moro, juiz federal, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná

Em um texto de 52 páginas, o juiz federal Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, relaciona as evidências e decreta a prisão de 17 empreiteiros acusados pelo Ministério Público Federal de envolvimento em práticas de corrupção no caso da Petrobrás. São eles:

1) Dalton dos Santos Avancini, da Construtora Camargo Correa;
2) João Ricardo Auler, da Construtora Camargo Correa;
3) Mateus Coutinho de Sá Oliveira, da OAS;
4) Alexandre Portela Barbosa, da OAS;
5) José Aldemário Pinheiro Filho, da OAS
6) Ednaldo Alves da Silva, da UTC;
7) Carlos Eduardo Strauch Albero, da Engevix;
8) Newton Prado Júnior, da Engevix;
9) Otto Garrido Sparenberg, da IESA;
10)Valdir Lima Carreiro, da IESA;
11) Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC;
12) Walmir Pinheiro Santana, da UTC;
13) Othon Zanoide de Moraes Filho, da Queiroz Galvão;
14) Ildefonso Colares Filho, da Queiroz Galvão;
15) Jayme Alves de Oliveira Filho, subordinado de Alberto Youssef;
16) Adarico Negromonte Filho, subordinado de Alberto Youssef; e
17) Carlos Alberto da Costa Siva, emissário das empreiteiras.

O documento também ordena a prisão temporária do lobista Renato de Souza Duque e
Fernando Antônio Falcão Soares, o Fernando Baiano, apontado como operador do PMDB no esquema.

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.221.96.140 - Responder

    Olha aí o PT acabando com a Petrobrás, gente.

  2. - IP 189.59.33.193 - Responder

    Os tubarões petralhas querem ser julgados é no supremo, pelo Toffoli, Lewandoski.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

nove + três =