(65) 99638-6107

CUIABÁ

Direito e Torto

UM PACIFICADOR EM AÇÃO: Paulo Bomfim mobilizado para nova luta social devido a conflito de terras em torno do Lago do Manso

Publicados

Direito e Torto

Bomfim


O cidadão Paulo Bomfim, ativo correspondente deste blogue PAGINA DO E na região de Chapada dos Guimarães, contando com o suporte jurídico do Dr. Sony Taborelli e a logística de infraestrutura do escritório da empresa RM uniformes do Sr. Ricardo Sarmento, está debruçado desde a última segunda-feira no estudo das questões ambientais e sociais que compõem os diversos relatórios do EIA/RIMA do empreendimento de construção da Usina de Manso pela empresa Furnas Centrais Elétricas. São cerca de 140 volumes de processos que Paulo Bomfim está estudando, na forma de trabalho voluntário, para subsidiar os recursos administrativos e jurídicos dos moradores das diversas localidades de João Carro, em Chapada dos Guimarães contra as intenções desagregadoras de Furnas Centrais Elétricas S/A.
Como a imprensa mato-grossense registra hoje, Furnas Centrais Elétricas impetrou mais de 40 ações de reintegração de posse nos últimos dois meses para a retirada de empreendimentos localizados àas margens Lago de Manso, entre eles o Malai Manso Resort, pretensamente por estarem em áreas de preservação permanente. Moradores prejudicados com a medida é que acionaram Paulo Bomfim para atuar nesta questão e Bomfim não negou fogo.
As localidades de Campestre, Água Branca, Quilombo, Mamed, Bom Jardim e João Carro, em Chapada serão atendidas por Paulo Bomfim com este trabalho de levantamento da situação. Estudioso de Planejamento, Paulo Bomfim chegou a atuar como Secretário de Planejamento do Municipio de Chapada dos Guimarães, no inicio da gestão da prefeita Thelma de Oliveira. Ele também acumulou muitos anos de experiência, nesta área, no tempo em que residiu no Rio de Janeiro, tendo composto algumas das equipes de trabalho na gestão histórica do saudoso governador e engenheiro Leonel de Moura Brizola.

Disputa em Manso está documentada em cerca de 140 volumes


 
“Evidentemente que estes processos impetrados por Furnas causam temor e devem ser questionados, notadamente porque podem resultar em enormes prejuízos para as comunidades que hoje vive e trabalham nestas áreas” assegura Paulo Bomfim que, recentemente, participou das mobilizações desenvolvidas em Chapada para preservação do Parque Estadual da Quineira, no centro da cidade, alvo constante dos predadores da especulação imobiliária.
 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  OTACILIO PERON: Com o advento da Lei 12.997/2014, a atividade de trabalhador em motocicleta, passou a ser reconhecida como atividade de risco, e isto já está vigorando. O que não está vigorando é a obrigação de pagamento do adicional de periculosidade, pois depende de regulamentação pelo Ministério do Trabalho.

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Direito e Torto

Magistrados faturam alto no TJ-MT e Ong fala em “corrupção institucionalizada”

Publicados

em

Por

Luis Ferreira, Carlos Alberto e Maria Helena, da cúpula do TJ MT

A reportagem que o jornal O Estado de S.Paulo publica hoje, 20 de janeiro de 2021, sobre o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, é o famoso tapa na cara dos cidadãos, eleitores e contribuintes deste Estado.

A revelação do jornalão paulista é que temos um time de 30 desembargadores (em breve serão eleitos mais 9) que vivem à tripa forra, curtindo ganhos astronômicos, às custas dos cofres públicos, sustentados por uma população que, em sua maioria é pobre, semialfabetizada, submetida a uma pobreza constrangedora.

A denúncia vem de São Paulo porque aqui os chamados órgãos de controle parece que fazem ouvidos de mercador para as possíveis patifarias praticadas pelos magistrados, em seu ambiente de trabalho.

Reproduzi a reportagem do Estadão em meu Facebook, e o jornalista Enzo Corazolla veio lá de Alto Paraíso com seu comentário ácido: “O pior é a venda de sentenças, prática habitual. Se gritar pega ladrão…”

Benza Deus. Além dos ganhos nababescos, pelas tabelas oficiais, ainda teríamos um inacreditável ganho por fora que, apesar de muito aventado, não se consegue, com o rolar dos anos, se reprimir.

Leia Também:  MÁRIO NADAF: Neste Estado de Mato Grosso o agronegócio se expande de forma assustadora e a força do capital passa por cima de qualquer projeto ambientalista.

Espanto. Perplexidade. Raiva. Parece que o patrimonialismo do Estado brasileiro é inescapável, está sempre desabando sobre e nós, e nos cobrando sangue, suor e lágrimas.

Para reforçar os temores do veterano jornalista Corazolla, representantes da Ong Transparência Brasil, ouvidos pelos repórteres do Estadão, cogitam que uma “corrupção institucionalizada” grassaria entre os espertalhões e espertalhonas togadas que atuariam no nosso Tribunal de Justiça.

Como botar em pratos limpos tudo isso, se a Justiça é sempre tão temina, sempre tão inalcançavel?! Os controles de controle, vejam só, não controlam porra nenhuma e, aqui mesmo em Mato Grosso, e nos mesmos espaços de midia nacional, as doutas autoridades do Ministério Público de Mato Grosso já foram deduradas e denunciadas por também engordarem seus ganhos e suas propriedades, com toda sorte de privilégios. Em plena pandemia, que segue matando com destaque os pobres e os filhos dos pobres, promotores e procuradores se divertem com verbas extras para usufluirem da I-phones e seguros de saúde às custas do erário, sempre dilapidado de forma cruel.

Leia Também:  Procon-MT aplicou R$ 5,8 milhões em multas somente em fevereiro

Reproduzo, aqui, a matéria do Estadão. E divulgo uma lista com os pretensos ganhos dos desembargadores, em dezembros, que circula pelas redes sociais. E aguardemos novos desdobramentos.

 
LEIA A REPORTAGEM DO JORNAL O ESTADO DE S PAULO: Desembargadores de MT têm extra de até R$ 274 mil – Política – Estadão (estadao.com.br)
 
 

Lista Com Pretenso Faturamento de Desembargadores Do TJ MT Em Dezembro de 2020 by Enock Cavalcanti on Scribd

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA