(65) 99638-6107

CUIABÁ

Lei e ordem

Barroso reafirma segurança de urnas eletrônicas durante testes no RJ

Publicados

Lei e ordem


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, garantiu a segurança da votação através de urnas eletrônicas. Ele acompanhou, neste domingo (12), a auditoria da votação eletrônica dos pleitos suplementares no estado do Rio de Janeiro, nos municípios de Silva Jardim e Santa Maria Madalena.

“O sistema é absolutamente seguro. Ele está em aplicação desde 1996 e jamais se documentou qualquer tipo de fraude. De modo que nós não temos preocupação nessa matéria. Porém, é fato que criou-se, na minha visão artificialmente, numa pequena minoria da população, algum grau de desconfiança. E, portanto, as instituições públicas devem ser responsivas às demandas da sociedade. Portanto, nós aumentamos a interlocução com a sociedade para demonstrar a transparência, segurança e auditabilidade do sistema”, disse o presidente do TSE.

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Barroso foi perguntado pelos jornalistas, durante coletiva de imprensa, sobre os últimos acontecimentos na área política, envolvendo o presidente Jair Bolsonaro, mas evitou entrar em detalhes: “Eu só respondo as questões institucionais. As pessoais, eu trato com absoluta indiferença. O resto é política, não me interessa”, concluiu o ministro.

Leia Também:  Relatório da Polícia Federal mostra que Lula não é dono de tríplex; deputados ironizam. "Ainda não é dessa vez que os golpistas, os corruptos e os conservadores vão conseguir se livrar de Lula", diz Paulo Teixeira. LEIA INTEGRA DO RELATÓRIO DA PF

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Lei e ordem

Agência Brasil explica como retirar certidão de antecedentes criminais

Publicados

em


A Polícia Federal (PF) oferece gratuitamente a emissão da certidão de antecedentes criminais. O documento é necessário para que o cidadão possa comprovar que não responde a nenhum crime federal. O documento serve para apresentar a informação quando for solicitada por um órgão público ou para fins privados. O serviço pode ser solicitado no site do governo federal.

Para dar início ao processo de emissão, o interessado deve preencher o formulário eletrônico com dados como nome completo, nome do pai e da mãe, números do documento de identificação, do passaporte e do CPF. Em seguida, basta clicar no ícone Pesquisar para que os dados sejam buscados na base de dados da PF e a certidão possa ser impressa imediatamente. 

Não é necessário ter em mãos todos os documentos para preencher a certidão, no entanto, o documento será emitido somente com as informações que forem inseridas. O cidadão deve fazer o preenchimento com o maior número de dados possíveis, como nome completo, RG, CPF, nome da mãe. 

A certidão tem validade de 90 dias. O documento também pode ser obtido nos sites dos tribunais de Justiça dos estados, tribunais regionais federais e das polícias civis dos estados.

Leia Também:  SAMUEL FRANCO ADIOU VOTAÇÃO: Júlio Campos (DEM) pode ter seu mandato cassado. Voto do juiz-relator José Blaszak é pela cassação no TRE. Na instrução do processo, dois agentes da Policia Federal se fizeram se passar por eleitores e constataram a compra de votos, segundo MP. Para comprar votos, em 2010, Julinho teria escalado seu filho Julio Campos Neto para distribuir ticket alimentação e ticket combustível. LEIA VOTO E RELATÓRIO DE BLASZAK

Dificuldades

Caso o solicitante tenha dificuldades na emissão do documento, por motivos como o sistema identificar uma pessoa com mesmo nome (homônima) ou alguma pendência no CPF, é preciso ir a uma unidade física do órgão. 

Edição: Denise Griesinger

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA