(65) 99638-6107

CUIABÁ

Brasil, mostra tua cara

Brunetto defende que Assembléia autorize processo contra Silval

Publicados

Brasil, mostra tua cara

“Falta cumprimento daquilo que foi pactuado com a sociedade, falta pagamento de emendas parlamentares, falta pagamento das OSS, poderia elencar uma dezena de fatores que mostram que o governo vai muito mal. Como deputado tenho o dever e a obrigação de cobrar e exigir algumas condutas e explicações” - disse Brunetto, num alerta ao governador Silval Barbosa


Para cobrir o ‘tema proibido’,  valoroso Olhar Direto aciona Catarine Piccioni, de Brasilia.  Na Tv Centro América, de Zilmar Melatti, e na Gazeta, de Dorileo Leal,boca de siri. Não é interessante a vibrante imprensa de Mato Grosso? Confira o noticiário. (EC)
“Governador acha que somos palhaços”, diz deputado insatisfeito
De Brasília — Catarine Piccioni
O deputado estadual Ademir Brunetto (PT) afirmou que está atuando para que a Assembleia Legislativa autorize, a pedido do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o prosseguimento da ação penal contra o governador Silval Barbosa (PMDB). Em tom de revolta, o petista disse que também está liderando um bloco de oposição para, inclusive, boicotar a reunião prevista para esta terça –feira (23) com Barbosa, no Palácio Paiaguás. O objetivo principal do encontro seria discutir a situação do estado.
De acordo com Brunetto, mais de 13 deputados não devem comparecer à reunião. Por telefone, ele disse ainda nesta segunda (22) que a relação com o Executivo estadual está insustentável e que Silval Barbosa não está cumprindo propostas para o interior do estado apresentadas em campanha eleitoral.
Riva diz que AL ainda não apreciou pedido do STJ contra Silval por falta de quórum
“As estruturas do estado estão falidas. A gestão é péssima. Ele (governador) acha que nós (deputados) somos palhaços. Ele não honra compromissos com os servidores e com a sociedade, por exemplo”, criticou Brunetto.
O detalhe é que a reunião prevista para esta terça foi solicitada pelos próprios parlamentares com o objetivo oficial de discutir sobre repasses de verbas para a saúde e outros problemas referentes à secretaria estadual de Meio Ambiente, ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso e à Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural.
Sobre a ação penal, o deputado assegurou que, apesar de a grande maioria dos deputados pertencer à base aliada do governo estadual, vai usar a tribuna da Assembleia para discutir sobre a denúncia contra Silval Barbosa. “José Riva (PSD) e Romoaldo Junior (PMDB), por exemplo, estão trabalhando para evitar o tema. Não vou barganhar”, acrescentou. O governador é alvo de denúncia por fraude em licitação, lavagem de dinheiro decorrente de crime contra administração pública, supressão de documentos, peculato, ordenação de despesa não autorizada por lei e formação de quadrilha.
———————–
Luciane diz não duvidar de barganha envolvendo ação penal contra Silval
Catarine Piccioni
OLHAR DIRETO
A deputada estadual Luciane Bezerra (PSB) afirmou não duvidar que o pedido de autorização — feito pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) à Assembleia Legislativa — para dar prosseguimento à ação penal contra o governador Silval Barbosa (PMDB) seja utilizado para barganha. “Tudo é possível”, disse, em entrevista por telefone nesta segunda (22). Ela citou que não teve acesso ao teor da denúncia que pesa contra o governador e que não sabe se vai ou não participar de reunião prevista para esta terça-feira no Palácio Paiaguás.
Luciane disse ainda que se trata de uma questão “difícil” de ser aprovada pela Assembleia, inclusive porque o deputado estadual José Riva (PSD), presidente da Casa, está entre os acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) no mesmo caso. Oficialmente, a situação do estado deve ser discutida na reunião com o governador, no Paiaguás.
“Mas, pela primeira vez, estou sentindo insatisfação com o governo por parte de outros deputados. Então, nesse momento, pode ser que consigamos um julgamento justo. De qualquer forma, preocupa-me o fato de Riva estar entre os envolvidos, porque a maioria dos parlamentares e ele são unidos”, disse Luciane.
“Cabe à Assembleia fiscalizar e controlar o Executivo. A denúncia deve ter procedência; se não, já teria sido arquivada. Se o pedido do STJ for negado, a Assembleia vai ter de justificar”, concluiu Luciane, dizendo se sentir uma “andorinha só que não consegue fazer verão”. A concessão de autorização, solicitada pelo STJ, depende da manifestação de dois terços dos deputados, isto é, ao menos 16 precisam votar a favor.
O MPF também ofereceu denúncia contra contra Humberto Bosaipo (ex-deputado e conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado) e contra outras 12 pessoas sob as acusações de fraude em licitação, lavagem de dinheiro decorrente de crime contra administração pública, supressão de documentos, peculato, ordenação de despesa não autorizada por lei e formação de quadrilha.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O Direito Penal deveria acabar”, sentencia desembargador gaúcho Amilton Bueno de Carvalho. “Tem pessoas a quem não damos outras possibilidades de vida a não ser a delinquência”, argumenta Bueno

Propaganda
7 Comentários

7 Comments

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil, mostra tua cara

Presidente visita Salão de Avicultura e Suinocultura em São Paulo

Publicados

em

O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta terça-feira (9), da abertura do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura, no complexo do Anhembi, zona norte paulistana.

Em discurso, o presidente lembrou medidas do governo federal no setor, como as negociações com a Rússia para fornecimento de fertilizantes ao Brasil. “Quando vimos no Brasil a possibilidade de faltar fertilizante, fomos à Rússia. Mesmo com pesadas críticas de grande parte da mídia, inclusive o mundo, contra a nossa ida à Rússia”, disse.

Boslonaro e o presidente russo, Vladimir Putin, mantiveram encontro, em fevereiro deste ano, e um dos principais assuntos foi o fornecimento de fertilizantes agrícolas ao Brasil.

Segundo o presidente, a expectativa agora é que a Rússia também forneça óleo diesel ao Brasil. “Chegaram os fertilizantes. Agora, estamos negociando também óleo diesel para o nosso Brasil”, disse.

Em julho, durante uma visita à sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York (Estados Unidos), o ministro das Relações Exteriores, Carlos Franca, disse que negociava com os russos o fornecimento do combustível, especialmente para o agronegócio.

Leia Também:  TSE avalia punição a aplicativo usado para desinformação

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA