Juiz Aristeu Batista atende delegado Eduardo Botelho e determina que jornalista Cláudio Natal deponha mesmo contaminado pela covid. LEIA DOCS.

 

 

 

Botelho, Natal e Aristeu Batista

O jornalista Claudio Natal, de Cuiabá, editor do site PAGINA DO ESTADO – www.paginadoestado.com.br – vive situação inusitada. Escreveu matéria questionando as atitudes do secretário de Segurança de Mato Grosso, Alexandre Bustamante, durante investigação que envolve o conselheiro afastado do TCE-MT Antonio Joaquim – e foi processado por Bustamante perante o Juizado Especial de Cuiabá.

No decorrer do processo, o delegado Eduardo Botelho, delegado titular da Gerência de Combate aos Crimes de Alta Tecnologia (Gecat), determina que ele compareça à delegacia, para depoimento. Claúdio então requereu, junto ao Juizado Especial Criminal Unificado de Cuiabá, através de HC, sua dispensa para comparecer na Delegacia pois estava contaminado por Coronavirus, comprovando a contaminação através de laudo do Laboratório Laborsan de Cuiabá, datado de 26 de junho.

De inicio, o magistrado Aristeu Dias Batista Vilella denegou a liminar, solicitando informações ao delegado Eduardo Botelho. Após as informações prestadas, tanto o Ministério Publico Estadual quanto o delegado Botelho se manifestaram contra suspender a oitiva do jornalista na Delegacia, mesmo contaminado pelo coronavirus.

Em contato com a PAGINA DO E, o jornalista Cláudio Natal expressou sua perplexidade, já não mais entende o que vem ocorrendo com o Poder Judiciário de Mato Grosso. Recentemente, ao pedir Habeas Corpus para poder exercer sua profissão, este lhe fora negado sob pretexto de que deve ficar em quarentena, para se precaver do coronavirus.

Depois disso, já contaminado pelo coronavirus, sendo obrigatória sua permanecia em casa, fora intimado pelo Delegado Eduardo Botelho para comparecer na Delegacia. Por estar contaminado, o jornalista argumentou que não poderia ir para não espalhar o vírus para outras pessoas no caminho e até mesmo dentro da Delegacia.

Como o delegado persistiu em sua ordem, requereu Habeas Corpus para ser dispensado do comparecimento, pois está contaminado com o coronavius.

Ao analisar o HC, o magistrado Aristeu Batista entendeu que o pedido deve ser negado, o que obriga o jornalista a comparecer, mesmo contaminado, na Delegacia.

Um caso inusitado que marca este período de pandemia, na Policia Judiciária e no Juizado Especial Criminal de Cuiabá.

CONFIRA O QUE CLAUDIO NATAL ESCREVEU SOBRE ALEXANDRE BUSTAMANTE

Claudio Natal impetra HC para não depor na delegacia por estar contaminado pela Covid 19 by Enock Cavalcanti on Scribd

Juiz Aristeu Batista nega HC para Cláudio Natal e determina depoimento mesmo com covid by Enock Cavalcanti on Scribd

Claudio Natal em HC 2 pede para depor mesmo contaminado sem ser preso by Enock Cavalcanti on Scribd

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis − um =