JOSÉ ORLANDO MURARO: “Eu sou do povo..eu sou um Zé-ninguém…aqui embaixo as leis são diferentes”…bela letra e música do Bikini Cavadão….. Sabe, é difícil admitir…mas o resultado das eleições presidenciais norte-americanas sempre me deixam confuso…. em um país marcado pelo racismo, eles elegeram um negro … e continuam matando negros com tiros pelas costas….elegeram um presidente negro que é pelo controle da venda de armas… mas continuam matando crianças dentro das escolas…. poderão eleger um socialista?

Muraro, com Bernie Sanders

Muraro, com Bernie Sanders

O fim de New York está próximo?
POR JOSÉ ORLANDO MURARO

Durante muitos anos, Frank Sinatra me enganou.
Não só porque ele era íntimo da máfia….. mas ele me enganou por várias décadas.
Só com a chegada da Internet, da “aldeia global” prevista por Marschall Macluhan foi que comecei a me dar conta de que havia sido miseravelmente enganado pelo Sinatra.

Desde pequeno, a música “New York, New York” explodia num longplay de vinil preto, na radiola lá de casa.

Para mim, dentro da minha pequenez, tanto de tamanho como de idade, a música seria um hino à cidade, assim como “Cidade maravilhosa” era para o Rio de Janeiro…. “Sampa” para a cidade de São Paulo …. mas o “Eh Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais” referia-se ao porta-aviões Minas Gerais e não ao Estado homônimo…l

Há uma ideologia destilada: ou você é o primeiro em New York, ou você é um fracassado, um zéninguém, sem eira nem beira….

É um hino à competição desenfreada, a vencer a todo e qualquer custo….
New York, New York
Start spreading the news
I’m leaving today
I want to be a part of it
New York, New York
These vagabond shoes
Are longing to stray
Right through the very heart of it
New York, New York
I wanna wake up in that city
That doesn’t sleep
And find I’m king of the hill
Top of the heap
Comece a espalhar a notícia
Estou partindo hoje
Eu quero ser parte disso
Nova Iorque, Nova Iorque
Estes sapatos vagabundos
Estão querendo passear
Direto através do coração de
Nova Iorque, Nova Iorque
Eu quero acordar naquela cidade
Que nunca dorme
E descobrir que sou o rei do pedaço
O maioral
E desfilar de carrão, jatinho particular, etc e tal….
Mas algo está fora da ordem….da nova ordem mundial. Assim cantou Caetano….
Bernie Sanders, o senador democrata pelo Estado de Vermont, nos Estados Unidos, viaja pela classe econômica, defende o ensino superior gratuito e universal, um sistema de saúde público, e, pasmem, o aumento de impostos e taxas das grandes corporações e dos especuladores de Wall Stret !
These little town blues
Are melting away
I’ll make a brand new start of it
In old New York
If I can make it there
I’ll make it anywhere
It’s up to you
New York, New York
New York, New York
I want to wake up
In that city that never sleeps
And find I’m a number one, top of the list
King of the hill
A number one
Esta pequena cidadezinha
Está se derretendo
Eu vou fazer uma nova marca
Na velha Nova Iorque
Se eu conseguir fazer isso lá
Eu vou fazer em qualquer parte
Só depende de você
Nova Iorque, Nova Iorque
Nova Iorque, Nova Iorque
Eu quero acordar
Naquela cidade que nunca dorme
E descobrir que sou um número um, no topo da lista
Rei do pedaço
O número um
E o senador Bernie Sanders devagar, naquele modorrento sistema eleitoral norte-americano, aos poucos vai detonando com as pretensões de Hilary Clinton….
O que mudou em New York? O que mudou nos Estados Unidos?
Ser o primeiro em New York, ser o rei do pedaço, the king of the hill, ao que tudo indica, deixou de ser a ideologia popular dominante…..
Uso o termo ideologia com a mesma definição de Karl Marx: uma idéia artificial ou falsa, normalmente imposta pela classe dominante….
O movimento de massas, a contra-cultura, os hippies, impuseram a derrota dos Estados Unidos no Vietnã…. uma guerra de brancos, onde só negros lutam para defender os amarelos do perigo vermelho… definição magistral na peça- e depois filme- “ Hair”…. a era de Aquarius….
O movimento “ocupar Wall Strett”, apesar da violência com que foi reprimido, calou fundo na população norte-americana….
E Bernie Sanders acabou sendo a voz daqueles que não têm voz…. dos homeless…jobless… “We, the people”… nós, o povo…são as primeiras palavras da Constituição americana…
“Eu sou do povo..eu sou um Zé-ninguém…aqui embaixo as leis são diferentes”…bela letra e música do Bikini Cavadão…..
Sabe, é difícil admitir…mas o resultado das eleições presidenciais norte-americanas sempre me deixam confuso…. em um país marcado pelo racismo, eles elegeram um negro … e continuam matando negros com tiros pelas costas….elegeram um presidente negro que é pelo controle da venda de armas… mas continuam matando crianças dentro das escolas…. poderão eleger um socialista?
Há um longa caminho nesta trilha eleitoral …. vou abrir uma garrafa de vinho Pérgola, colocar duas pedras de gelo dentro do copo, e derramar o vinho dentro…. “à cuiabana”…. sentar na sombra da mangueira e pensar: com 74 anos, um homem desafia a lógica do mercado e da competição à qualquer preço…. tem homens que lutam a vida inteira…estes são imprescindíveis…escreveu Brecht na peça Galileo…
Cem anos após a Revolução Russa (1917) pode ser que um socialista assuma a presidência dos Estados Unidos…por esta nem Lenin esperava….
Muito bom…muito bom mesmo…..

Cuiabá, 12 de fevereiro de 2016
JOSÉ ORLANDO MURARO, advogado, chapadense, fundador do jornal Pluriverso Chapadense

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

8 + 12 =