Jornalista Eduardo Gomes – do “MT Aqui” – luta para manter seu saite no ar. “Não sonho com o maior nem com o melhor saite de Mato Grosso. Tudo que quero é fazer o jornalismo” – escreve

Eduardo Gomes, o Brigadeiro, é jornalista em Mato Grosso e editor do site-revista MT Aqui

De zero ao nada
por EDUARDO GOMES

Manter site é tão cansativo quanto alimentar bicho-da-seda, o inseto voraz que devora seu cardápio vegetal com impressionante velocidade.

Quando decidi lançar este site sabia o desafio que me esperava. Mesmo assim, o joguei na rede, mas o fiz com prudência pedindo paciência ao internauta para que pudesse atravessar dois meses em caráter experimental antes de alcançar o patamar que julgava ideal  pra profissionalizar este canal de informação.

O tempo é implacável. O prazo de dois meses chega ao fim no dia 1º de março. Em razão disso e em nome do devido respeito ao internauta peço a dilatação desse acordo moral por alguns dias.

Já alinhavei a pequena equipe que me ajudará na tarefa de levar o site adiante. Procurei profissionais da melhor qualidade possível. Filtrei para evitar figuras identificadas com políticos na composição desse grupo.

Seria temeroso iniciar março com a nova fase que sonho para o site.

Acho prudente protelar o prazo. Até lá, aprenderemos (me permitam o plural, porque os futuros companheiros também estão se afinando pra tanto) a produzir melhor imagem, aprimoraremos tonalidades, capricharemos nos infográficos, daremos melhor trato nos textos com boa revisão, teremos fotos mais nítidas e jornalisticamente corretas.

Até lá espero (volto ao singular) manter a fidelização e ampliá-la até onde for possível. Este site trabalha com a realidade. Seu começo foi muito difícil no campo dos acessos. Nos primeiros 19 dias a média diária de visitas foi de 52 (era período natalino, com pouca gente na internet). Isso, em termos de capilaridade é fiasco! O site www.mtaquionline.com.br não passava de um insignificante traço nos grupo de centenas de sites mato-grossenses. Quando completamos 40 dias, o maior volume de acesso diário foi de 121 (esse número alcançado no 40º dia).

Mesmo sem publicidade, atravessando período experimental, abafado pelos demais sites e desconsiderado por assessorias de Imprensa mtaquionline manteve crescimento diário. No 50º dia seu número de acessos alcançou 178. No dia seguinte rompeu a barreira dos 200, com 219. O crescimento foi mantido e na última semana os acessos superaram a marca dos 500 diariamente.

O registro de acessos é feito pelo Google e não permite que uma máquina figure na estatística em duplicidade nem que vote mais de uma vez nas enquetes num período de 24h.

Seletivo, o site não posta artigos bajulativos e os chamados textos sem pés e sem cabeça. O conteúdo é sério e o faz diferente dos demais, porque não contemporiza, não afaga nem descamba ao radicalismo.

Nesse momento (no dia 1º de março) o site inicia a prorrogação de seu período experimental. Espero tê-lo no rol dos internautas. Também espero que você ajude a divulgar este veículo de Comunicação.

Não sonho com o maior nem com o melhor site de Mato Grosso. Tudo que quero é fazer o jornalismo que falta ao conjunto da mídia na internet oferecendo qualidade editorial e isenção na informação. Se você busca esse tipo de jornalismo junte-se ao mtaquionline. Fora disso, com a exceção de praxe, é acrescentar zero ao nada.

Obrigado.

Eduardo Gomes de Andrade – Editor

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

12 + vinte =