(65) 99638-6107

CUIABÁ

Brasil, mostra tua cara

Poder do Comendador Arcanjo se mantém, apesar da prisão

Publicados

Brasil, mostra tua cara

A Gazeta Pagina Do e – Revista de Roo Divulga Poder de Arcanjo
Na edição deste domingo, jornal A Gazeta mostra que mesmo preso e condenado, o bicheiro João Arcanjo Ribeiro continua controlando negócios milionários, em Mato Grosso, pelo Brasil afora e também no exterior. O promotor Mauro Zaque, que atuou no desbaratamento da quadrilha de Arcanjo, classifica informe publicitário, publicado em revista de Rondonópolis como “um verdadeiro acinte à toda a sociedade. Eu, como promotor e cidadão, fico indignado e estarrecido com tamanha mostra de desprezo à legislação e às famílias das vítimas que esta organização fez”. Confira a reportagem de A Gazeta. (EC)
Revista destaca grupo JAR
10 ANOS DEPOIS – Informe publicitário de 6 páginas, publicado em Rondonópolis, enfatiza investimentos feitos pela empresa de Arcanjo
GLAUCIO NOGUEIRA
A GAZETA
Dez anos depois da morte do jornalista Domingos Sávio Brandão, estopim para a deflagração da operação “Arca de Noé”, que destruiu a organização criminosa comandada por João Arcanjo Ribeiro, o grupo empresarial comandado por ele ressurge em informe publicitário, mostrando que mesmo preso continua com enorme poder e influência. Material de 6 páginas, publicado em uma revista de Rondonópolis (212 km ao sul da Capital), deixa claro que os negócios de Arcanjo, que incluem shoppings centers e hotéis no Brasil e no exterior, são tocados pelo genro e diretor do grupo, Giovanni Zem.
No texto publicado na revista, vários pontos deixam claro que o Grupo JAR continua ativo, mesmo com a prisão de Arcanjo. “É mister ressaltar a visão empreendedora do fundador e presidente do Grupo, o empresário João Arcanjo Ribeiro, sem o qual nada que será apresentado a seguir seria possível”, diz trecho de abertura do informe. Uma foto de Zem, em um dos escritórios não esconde que quem manda na empresa é o personagem de uma foto que aparece ao fundo, João Arcanjo Ribeiro. O genro de Arcanjo foi preso em 16 de outubro de 2007, durante a operação “Arrego”. De acordo com a acusação, ele é apontado como gerente do jogo do bicho fora da prisão.
Era ele quem determinava o que deveria ser feito para que a contravenção continuasse, quem pagar e quanto pagar, tudo a mando do “Comendador”. Devido a estas acusações, Arcanjo foi transferido para a Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, onde continua detido. Zem responde ao processo em liberdade.
Promotor de Justiça do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) à época da “Arca de Noé” e da “Arrego”, Mauro Zaque classifica o material como um recado de que mesmo após todas as condenações, Arcanjo continua com influência em Mato Grosso. “É um verdadeiro acinte à toda a sociedade. Eu, como promotor e cidadão, fico indignado e estarrecido com tamanha mostra de desprezo à legislação e às famílias das vítimas que esta organização fez”. Zaque destaca que parte dos empreendimentos elencados no informe, como o Hotel Crowne Plaza Universal, localizado na cidade americana de Orlando, Estado da Flórida, estava no rol de patrimônio confiscado durante as investigações. “Claro que se eles ainda controlam a empresa e divulgam isso é porque a Justiça devolveu o bem para a família”. O local, um hotel 5 estrelas, conta com mais de 440 acomodações de luxo e um restaurante, o “Arcanjo’s Bistrô”.
Especialistas avaliam que o empreendimento está avaliado em cerca de U$ 100 milhões.
Procurador federal que atuou à frente das investigações da “Arca de Noé” e atualmente senador por Mato Grosso, Pedro Taques (PDT) acredita que a influência de Arcanjo só será de fato interrompida quando o braço político da organização criminosa que era comandada por ele for julgada. “Além disso, existem vários processos em nível estadual contra ele. Há um risco muito grande que logo ele esteja em liberdade.
Agora, se preso desde abril de 2003 no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) ele consegue se manter assim, imagina solto”.
Destruir financeiramente as quadrilhas é a única forma de impedir que elas ressurjam, defende o promotor de Justiça do Gaeco, Arnaldo Justino da Silva. “Nossa experiência com outras organizações mostra que se não for desta forma, isso o que vemos com o Grupo JAR, hoje, mais cedo ou mais tarde aconteceria”.
Outro lado – Giovanni Zem não foi localizado pela reportagem. O diretor da revista onde foi feita a publicação destaca que negociou as páginas e que o material foi encaminhado pelo cliente. Ressalta que a publicação não tem nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo do texto.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  ADVOGADO VILSON NERY:  Ao suspender as negociações para o fechamento da delação da OAS em razão do vazamento ocorrido, na linguagem jurídica uma “quebra de confidencialidade”, comete-se uma imoralidade, um tapa na cara da sociedade. E para completar, o Juiz Moro devolve os passaportes do deputado Eduardo Cunha e de sua esposa. É necessário que seja feita uma “delação” sobre o que ocorre nessas delações (e que fica oculto da população)!

Propaganda
3 Comentários

3 Comments

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil, mostra tua cara

Em Brasília, Simone Tebet promete concluir creches inacabadas 

Publicados

em

A candidata do MDB à presidência da República, Simone Tebet, cumpriu agenda nesta quarta-feira (17) em Brasília, onde visitou uma creche na região administrativa Estrutural, situada na periferia da capital federal. Ao afirmar que educação será prioridade, caso seja eleita, a candidata defendeu a conclusão de todas as escolas e creches inacabadas. “Ao lado dos prefeitos, vamos concluir todas as escolas e creches inacabadas. São mais de 2 mil. Estamos falando de algo em torno de R$ 1,5 bilhão, quase R$ 2 bilhões, não é muita coisa. E vamos fazer parcerias com os municípios, especialmente nas creches e na primeira infância”, disse.

Saneamento Básico

Saneamento básico foi outro tema abordado pela candidata na manhã de hoje. Ela lembrou que o Congresso Nacional aprovou o marco legal do saneamento. A norma prevê que até 2033 todas as cidades terão que ter pelo menos 90% de esgoto tratado no Brasil, além do fim dos lixões até 2026, e a universalização da água. “Nós sabemos que a cada R$1 que colocamos em saneamento básico, nós economizamos R$4 em saúde pública, sabemos que a cada esgoto tratado é menos criança morrendo, é menos mortalidade infantil”, ressaltou.

Leia Também:  RAPHAEL ARANTES - São 3 anos acompanhando efetivamente o trabalho árduo não só do presidente da OAB, Cláudio Stábile, mas de toda a Diretoria e membros das Comissões Temáticas. Hoje posso falar: gostei do que vi.

Auxílio Brasil

Sobre o pagamento do Auxílio- Brasil, a presidenciável disse que, se eleita, vai continuar com o programa, mas defendeu que o valor de R$600 seja apenas o piso do benefício. “Vamos ter como piso R$600 e para os miseráveis, valores diferenciados a depender do tamanho da família. Dinheiro tem, ele só está sendo desviado por corrupção ou pelo orçamento secreto, nós vamos redesenhar o orçamento brasileiro”, disse. Simone Tebet ressaltou ainda que, em um eventual governo dela, vai recriar o Ministério do Planejamento e resgatar o dinheiro público para dentro do Executivo. “Quem tem a chave do cofre na mão, quem sabe onde estão os gargalos, as deficiências, tem condições com transparência, junto com os órgãos de fiscalização e controle, fazer uma boa gestão é o Poder Executivo e é isso que vamos fazer”, disse.

Ensino Médio

Ao falar de educação, Simone Tebet avaliou que, apesar da aprovação da reforma do ensino médio, falta vontade política de regulamentar a norma, e com isso, pagar o que a lei já diz: R$2 mil por aluno para cada escola que garanta período integral no ensino médio. Às 16h, ainda hoje, a candidata cumpre agenda na capital paulista, onde visitará o Hospital e Maternidade Amparo Maternal.

Leia Também:  Se Mauro traiu, PSB-PDT-PV não podem ficar reféns do Mauro!

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA