(65) 99638-6107

CUIABÁ

Direito e Torto

Galindo engaja Prefeitura na eleição de Júlio Pinheiro e Adevair

Publicados

Direito e Torto

Prefeitura usa a máquina administrativa para tentar garantir eleição de Pinheiro e Cabral
Jonas Jozino
24 horas News
Vereadores do PTB e PDT estão apelando para a máquina administrativa de Cuiabá, a Prefeitura, como forma de cooptação de votos no pleito eleitoral de 7 de outubro e, desta forma, garantir a reeleição.
Vários servidores públicos municipais entraram em contato com o Portal de Motícias “24 Horas News” para reclamar do assédio dos vereadores Júlio Pinheiro (PTB), presidente da Câmara Municipal de Cuiabá e Adevair Cabral (PDT) principalmente nas escolas municipais e creches.
“O que está acontecendo é vergonhoso. Tem diretor pressionado para votar no  vereador Júlio Pinheiro. Representantes da Educação organizam reuniões em nossa escola obrigando a direção a exigir nosso votos nele”, denunciou uma professora que pediu para não ter seu nome divulgado e nem a escola em que trabalha.
Outro internauta disse que o mesmo procedimento vem sendo adotado pelo vereador Adevair Cabral, que vai nas escolas pedir voto, com promessas de que se eleito vai garantir melhores estruturais, colocação de ar condicionado e outras vantagens. Além de pedir votos para a sua reeleição também pede para o empresário Mauro Mendes, candidato à Prefeitura de Cuiabá. Adevair como é de conhecimento tem grande penetração com os servidores da Educação.
No caso do vereador Júlio Pinheiro, mais do que garantir sua permanência no legislativo municipal por mais quatro anos, a meta é ter uma votação expressiva para lhe dar a sustentação necessária para garantir seu nome como candidato único à presidência da mesa diretora da casa.
E para conseguir seu objetivo, o “homem forte” do prefeito Chico Galindo no parlamento tem garantido ao seu lado toda a máquina administrativa . Em recente reunião do prefeito com Galindo e vários secretários municipais, entre eles Sílvio Fidelis, secretário de Educação, ficou acordado que a tropa de choque da Prefeitura fará de tudo para convencer os servidores municipais a votar em Júlio Pinheiro.
Servidores confirmaram que estão sendo procurados por seus chefes, diretores e supervisores e que pedem o voto em Júlio Pinheiro ou pelo em outro candidato a vereador do PTB.
________________________________________
Colaboraram Rubens de Souza e Valdemir Roberto

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sérgio Ricardo comanda rejeição de contas de Ságuas e Rosa Neide, no TCE, e diz que Educação retrocedeu, em Mato Grosso, sob o comando do PT

Propaganda
1 comentário

1 comentário

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Direito e Torto

Magistrados faturam alto no TJ-MT e Ong fala em “corrupção institucionalizada”

Publicados

em

Por

Luis Ferreira, Carlos Alberto e Maria Helena, da cúpula do TJ MT

A reportagem que o jornal O Estado de S.Paulo publica hoje, 20 de janeiro de 2021, sobre o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, é o famoso tapa na cara dos cidadãos, eleitores e contribuintes deste Estado.

A revelação do jornalão paulista é que temos um time de 30 desembargadores (em breve serão eleitos mais 9) que vivem à tripa forra, curtindo ganhos astronômicos, às custas dos cofres públicos, sustentados por uma população que, em sua maioria é pobre, semialfabetizada, submetida a uma pobreza constrangedora.

A denúncia vem de São Paulo porque aqui os chamados órgãos de controle parece que fazem ouvidos de mercador para as possíveis patifarias praticadas pelos magistrados, em seu ambiente de trabalho.

Reproduzi a reportagem do Estadão em meu Facebook, e o jornalista Enzo Corazolla veio lá de Alto Paraíso com seu comentário ácido: “O pior é a venda de sentenças, prática habitual. Se gritar pega ladrão…”

Benza Deus. Além dos ganhos nababescos, pelas tabelas oficiais, ainda teríamos um inacreditável ganho por fora que, apesar de muito aventado, não se consegue, com o rolar dos anos, se reprimir.

Espanto. Perplexidade. Raiva. Parece que o patrimonialismo do Estado brasileiro é inescapável, está sempre desabando sobre e nós, e nos cobrando sangue, suor e lágrimas.

Para reforçar os temores do veterano jornalista Corazolla, representantes da Ong Transparência Brasil, ouvidos pelos repórteres do Estadão, cogitam que uma “corrupção institucionalizada” grassaria entre os espertalhões e espertalhonas togadas que atuariam no nosso Tribunal de Justiça.

Como botar em pratos limpos tudo isso, se a Justiça é sempre tão temina, sempre tão inalcançavel?! Os controles de controle, vejam só, não controlam porra nenhuma e, aqui mesmo em Mato Grosso, e nos mesmos espaços de midia nacional, as doutas autoridades do Ministério Público de Mato Grosso já foram deduradas e denunciadas por também engordarem seus ganhos e suas propriedades, com toda sorte de privilégios. Em plena pandemia, que segue matando com destaque os pobres e os filhos dos pobres, promotores e procuradores se divertem com verbas extras para usufluirem da I-phones e seguros de saúde às custas do erário, sempre dilapidado de forma cruel.

Reproduzo, aqui, a matéria do Estadão. E divulgo uma lista com os pretensos ganhos dos desembargadores, em dezembros, que circula pelas redes sociais. E aguardemos novos desdobramentos.

 
LEIA A REPORTAGEM DO JORNAL O ESTADO DE S PAULO: Desembargadores de MT têm extra de até R$ 274 mil – Política – Estadão (estadao.com.br)
 
 

Leia Também:  A contribuição de TARSO GENRO para uma estratégia de esquerda plural e democrática: "Algumas experiências de vanguarda poderão ser feitas já nas próximas eleições municipais, mas o objetivo estratégico de uma esquerda democrática e plural, passa 2016 e até mesmo 2018. Trata-se, na verdade, de desbloquear um caminho cuja interrupção está sendo comandada, hoje, de maneira ordenada e sistemática pelo capital financeiro global, que orienta os bancos centrais e a farra permanente dos ricos do mundo que, para prosseguir, precisa agora sufocar a democracia e liquidar o Estado Social de Direito" - escreve o pensador e militante gaúcho.

Lista Com Pretenso Faturamento de Desembargadores Do TJ MT Em Dezembro de 2020 by Enock Cavalcanti on Scribd

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA