HOMEM DE OURO DE MAGGI, SILVAL E RIVA: Éder Moraes é investigado por evasão de divisa, sonegação tributária, formação de quadilha e lavagem de dinheiro

Durante muito tempo, Éder Moraes pontificou como governador de fato, em Mato Grosso. Agora, que parece ter entrado em queda livre, quem será que ele vai arrastar consigo? Ou o homem, realmente, é só uma pobre vítima de perseguição política?

Tudo que sobe, diz a sabedoria popular, tende a cair. Na política e na administração de Mato Grosso, depois de pontificar por muito tempo como uma espécie de Ás de Ouro, Éder Moraes, ultimamente, deu de cair, cair, cair. Com seu nome envolvido em algumas das principais maracutaias do passado recente de Mato Grosso, muito se especulou mas nada se provou contra ele. Será que o MPF vai conseguir agarrar algum rabo deste personagem que é um dos mais lisos que já surgiram no cenário político de nosso Estado? Não dá pra condenar sem provas, como temos defendido no caso do Mensalão. Mesmo Zé Dirceu, mesmo Éder Moraes, tem o sagrado direito ao devido processo legal.  De qualquer forma, Éder Moraes será sempre um personagem de segunda linha, um peão no intricado jogo da política. Tal como os caciques que o incensavam como grande planejador e realizador e também são figuras escorregadias da política. Estou falando, é claro, de Blairo Maggi, Silval Barbosa e Geraldo Riva. Resta saber se chegou, verdadeiramente, a hora do descarte deste senhor tão aparecido. Aguardemos, pois, pelas provas, já que usar o domínio do fato, aqui em nosso Estado, seria mais que prejudicial à elite dominante destas terras pantaneiras.  A torcida é para que  o inquérito sobre Éder Moraes não seja um inquérito tão demorado na apresentação de seus resultados, como o inquérito do MPF que apura possível participação de Faiad, Cláudio Stábile e outras figuras de proa na OAB em fraudes em licitação. E que seja também muito menos arrastado que a decisão do MP estadual, sobre a possibilidade de vir a relacionar Blairo Maggi com o Escândalo dos Maquinários. Nesse caso dos Maquinários, como se sabe, Pedro Taques já se calou, depois de um almoço à beira do Lago de Manso. Na cúpula, as coisas sempre se acertam, dizem – e Taques, agora, é um homem da cúpula, badalado pelo PIG. De vez em quando, todavia, acontece uma exceção, como na investigação do Escândalo da Maçonaria, sob Orlando Perri. O fato é que Mato Grosso, certamente, ainda tem muitos podres a serem expostos, para melhor conhecimento de todos os seus cidadãos. Há as boas noticias, é claro, eu gostaria tanto de só trabalhar com elas. Mas, para as noticias grandiloquentes sobre a nossa produção rural, os feitos marcantes do nosso esporte, as transformações com que a atual conjuntura econômica vem beneficiando Mato Grosso, aí está a Rede Globo.  Confira o noticiário. (EC)

Éder insinua perseguição política sobre investigação do MPF

Tarso Nunes

 RD NEWS

Em resposta à abertura de inquérito pelo Ministério Público Federal (MPF) de Mato Grosso no último dia 23, o ex-secretário da Secopa e atual representante de Mato Grosso no escritório em Brasília, Éder Moraes, disse desconhecer o teor das investigações e acredita se tratar de perseguição política. Segundo Éder, a partir do momento em que anunciou disputar uma vaga ao Palácio Paiaguás, começaram a surgir investigações. “Irei antecipar e apresentar todas as informações necessárias ao MPF”, explicou.

Éder será investigado por supostos crimes de evasão de divisa, sonegação tributária e quadrilha, além de lavagem de dinheiro. A abertura do inquérito foi determinada pela procuradora da República Cármen Sant’anna, que ordenou uma investigação completa em todos os sistemas e bancos de dados disponíveis, incluindo vínculos trabalhistas, rastreamento societários, bens e propriedades, bem como antecedentes criminais do ex-secretário.

A procuradora estabeleceu também que se oficie à Receita Federal para informar se consta algum procedimento fiscal em desfavor a Éder. Cármen pediu que se oficie o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), a fim de notificar quanto à existência do relatório de inteligência financeira com informações sobre movimentações em nome do investigado.

————

Éder Moraes é investigado pelo Ministério Público Federal

MICHELY FIGUEIREDO Blog do Antero

Eder MoraesO Ministério Público Federal em Mato Grosso abriu investigação no último dia 23 para apurar a ligação de Éder Moraes com os crumes de evasão de divisas, lavagem de dinheiro, sonegação tributária e formação de quadrilha. Ex-secretário chefe da Casa Civil, ex-secretário da Secopa, ex-secretário de Fazenda, hoje Éder é responsável pelo comando do escritório de Mato Grosso em Brasília. Foi nomeado para a função no último mês pelo governador Silval Barbosa (PMDB).

A investigação está sendo conduzida pela procuradora da República Carmen Sant’ anna. Ela determinou que uma pesquisa completa seja feita sobre Éder Moraes em todos os bancos de dados existentes.

A procuradora ainda determinou encaminhamento de ofício à Receita Federal . A finalidade é saber se existe algum procedimento fiscal contra Éder Moraes no órgão. Pente fino também deve ser realizado no Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para saber se existe algum relatório de inteligência financeira, considerando movimentações em nome de Éder.

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 65.49.14.145 - Responder

    E viva o “toma lá da cá”

    o Eder mexe seus pausinhos para fazer vazar o esquema já conhecido a tempo nos bastidores políticos como “mensalinho do gaeco” e em seguida sofre essa representação!

    Que o Eder não é santo é fato, mas me assusta essas manobras do MP pra desviar o foco… Por que não começou esse procedimento antes?

    As falcatruas do Eder assim como o mensalinho do gaeco são conhecidas a tempo, estranho as duas coisas virem a tona no mesmo dia! Puro jogo de interesses!

  2. - IP 177.17.201.196 - Responder

    Agora é Federal. Não é gaequinho, não! Agora não tem essa cagação de discutir se Blairo entra ou não na pica do saci (nessa os procuradores de justiça se cagaram). Com o MPF, aparentemente, não tem brincadeira ou enrolação política. O que tem de inevitável é a burocracia dos trabalhos. Essa PEC poderia instituir apenas um MP, o Federal!

  3. - IP 177.0.3.173 - Responder

    Veremos agora, caso ele seja realmente investigado se vai aparecer os tais dossiês que dizem que ele tem contra os chefes das gangs…

  4. - IP 200.17.60.247 - Responder

    SE FOSSE OCORRER ALGUMA PUNIÇÃO JUDICIAL AO ÉDER MORAES, ISSO JÁ TERIA ACONTECIDO HÁ MUITO TEMPO, POIS A CHUVA DE DENÚNCIAS CONTRA ELE OCORRE DESDE QUE MAGGI AINDA ERA O GOVERNADOR DE MT. DA MESMA FORMA ,ACONTECE COM O SR. RIVA… SE HOUVESSE PRISÃO OU ALGO PARECIDO, DEVERIA TER OCORRIDO HÁ MUITO TEMPO… DEIXEM ELES EM PAZ, NÓS, A SOCIEDADE QUE PAGA OS IMPOSTOS CORRETAMENTE E QUE TRABALHA MUITO PARA GANHAR POUCO, É QUEM ESTAMOS ERRADOS…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

19 + vinte =