HOMEM-BOMBA – Processado por Chico Daltro, Éder fala em abrir o bico sobre bastidores do VLT e denúncia de propina de 80 milhões

Eder Moraes ressalta que está aberto a qualquer questionamento e que o requerimento aprovado pela Assembleia Legislativa convidando para esclarecimentos o vice-governador Chico Daltro e o seu ex-assessor especial Rowles Magalhães deveria incluir outras autoridades. “O convite deve me incluir, além dos deputados José Riva e Guilherme Maluf e o conselheiro do Tribunal de Contas, Sérgio Ricardo. Isso deve ser feito para que não fique a impressão de parcialidade. Não tenho nada a esconder”.

Éder pede para ser convocado pela AL e adianta que falará “apenas a verdade”

Menos de 24 horas após ser acionado criminalmente, o ex-secretário da Copa do Mundo, Eder Moraes, assegurou estar absolutamente tranquilo em relação à queixa crime registrada no Fórum de Cuiabá pelo vice-governador Chico Daltro (PSD), que alega ser vítima de calúnia, injúria e difamação. “Estou absolutamente tranquilo. É uma demonstração clara de arrogância, prepotência de um vice-governador do Estado em relação ao Estado democrático de direito e liberdade de expressão”, cutucou o ex-secretário.

Para Eder, Daltro está numa situação constrangedora e busca criar fatos para diminuir o desgaste. “Contra fatos não há argumentos. Daltro contratou Rowles Magalhães para atuar em seu gabinete e só decidiu demiti-lo pela pressão da opinião pública”.

O vice-governador disse através de seu advogado Huendel Rolin que o ex-secretário Eder Moraes, demitido do Estado, terá que dar explicações para a Justiça e a sociedade. “É bem verdade o que ele afirma, contra fatos não há argumentos e como foi ele quem adquiriu o estudo do VLT, ele portanto, se relaciona com Rowles Magalhães há mais tempo”, disparou.

Eder Moraes ressalta que está aberto a qualquer questionamento e que o requerimento aprovado pela Assembleia Legislativa convidando para esclarecimentos o vice-governador Chico Daltro e o seu ex-assessor especial Rowles Magalhães deveria incluir outras autoridades. “O convite deve me incluir, além dos deputados José Riva e Guilherme Maluf e o conselheiro do Tribunal de Contas, Sérgio Ricardo. Isso deve ser feito para que não fique a impressão de parcialidade. Não tenho nada a esconder”.

O processo de doação do projeto de viabilidade do VLT também não foi tão essencial, explica Eder Moraes. “Parte deste estudo foi aproveitado. A Secopa buscou outras fontes para confeccionar o produto final que serviu de base para o anteprojeto do RDC (Regime Diferenciado de Contratação)”.

A transparência também foi um dos procedimentos adotados. “O estudo doado foi registrado em cartório de títulos, tornando público o documento”.

5 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.10.10.105 - Responder

    Fala, Éder…

  2. - IP 177.41.85.64 - Responder

    Fala, Fala, Fala. E aproveita e explica o milagre da multiplicação, pois sou gerente de banco e moro no CPA. Eu sonho em um dia morar num condomínio fechado com uma bela casa de 4 milhões, sonho com um carrão alemão de 400 mil. Como faço para conquistar isso em 10 anos? Fala aí. Porque se eu me lembro secretário de estado ganha perto de 15 mil p mês, assim em 120 meses dá um total de 1.800.000,00 sem gastar nada. Ah! Detalhe minha esposa não trabalha, sou eu q sustento o lar. Fala aí Sr. Eder.

  3. - IP 200.129.242.34 - Responder

    MANDA A REECEITA FEDERAL E O MP INVESTIGAR ESSE ENRIQUECIMENTO SEM CAUSA KKKKKK AÍ EU QUERO VER O CARA DAR AULA DE ECONÔMIA KKKKKK JOÃO BERTOLDO ISSO É UM MILAGRE QUE SÓ ACONTECE AOS DEPUTADOS, E SECRETÁRIOS KKKKK

  4. - IP 187.6.6.237 - Responder

    Seria bom se os 2 duelassem e ambos conseguissem acertar o tiro, estaríamos livres de 2 problemas com um duelo só.

  5. - IP 177.132.246.232 - Responder

    Essa disputa, me lembra as guerras de facções… nos morros carioca.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

14 + treze =