Greve no sistema agrícola, agrário e pecuário vai parar MT

 

Os sindicalistas Gilmar Brunetto (Sinterp) e Marcelo Pioli (Sintap) estiveram na SAD para entregar a notificação de greve que será iniciada no próximo dia 19

Prazo de resposta vence e silêncio do governo leva Sintap e Sinterp protocolar notificação de greve em órgãos estaduais

Alexandra Araújo/Sintap-MT

O Sintap-MT  e Sinterp-MT protocolaram  em órgãos  do governo estadual , no final da tarde desta quinta-feira (13), ofício referente à notificação de greve do sistema agrícola, agrário e pecuário.  Conforme a presidente  Diany Dias, foi encaminhado vários ofícios solicitando a reestruturação do Indea-MT, a saída deste órgão do Núcleo Sistêmico Agropecuário e, principalmente que seja garantida a autonomia administrativa e financeira do mesmo.
O delegado do Sintap, Marcelo Magalhães Pioli e o presidente do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto na SAD

A presidente lembrou que no dia 11/09 foi realizada audiência pública na Assembleia Legislativa para tratar desse assunto, e após três horas de debate entre servidores, legisladores e entidades, os deputados entenderam como urgente a reestruturação, tendo em vista a precariedade que se apresenta o sistema agrícola, agrário e pecuário.

Desta forma, os legisladores requisitaram que fosse aberto um prazo de 48 horas para que o governo do estado manifestasse sobre as reivindicações, entretanto, não houve nenhum retorno a respeito.  Portanto, os representantes sindicais decidiram pelo movimento a ser deflagrado no próximo dia 19.  Conforme determinação do Sintap-MT, serão fechadas todas as unidades regionais, locais, a administração central e os laboratórios, bem como fazendo uma campanha de divulgação, com a participação também do Sinterp-MT, informando à sociedade os reais motivos da greve.

 Sem saída – “É lamentável chegarmos a esse ponto, de ter que parar um estado pra conseguir trabalhar,   porque vai ficar na história de Mato Grosso, que um sindicato para uma base não para reivindicar salários, mas sim condições de trabalho com dignidade. Espero que o governo, com esse prazo ainda que estamos dando, até o dia 19 (dezenove), chame essa diretoria do sindicato, que representa o Indea, Intermat, dedraf e empaer, e que sente conosco e fale o que poderá fazer de imediato para atender nossa reivindicações. Fico triste de ver que não vamos atingir só o governo, e que também vamos atingir a sociedade, que é a pagadora de nossos tributos e salários, mas só assim esta verá como está precária as condições no sistema agrícola, agrário e pecuária” finalizou Diany.

 Sinterp-MT – “Nós respeitosamente estamos informando o governo que, conforme o combinado, que até o dia 10, ele daria uma resposta, e até agora nada, portanto,  a única alternativa que nos restou,  de forma constitucional, de exigir nossas condições de trabalho”, comentou o presidente do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto, após protocolar ofícios de notificação da greve ao governo do estado.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 186.254.35.53 - Responder

    Vago…muito vago…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis − dez =