GREVE CADA VEZ MENOS GERAL: Após 33 dias, servidores penitenciários decidem pela suspensão do movimento grevista

SERVIDORES PENITENCIÁRIOS SAEM DA GREVE NA PAGINA DO E
Depois de mais 30 dias de greve no sistema penitenciário mato-grossense, a categoria decidiu em assembleia geral na manhã deste sábado (02.07) pela volta as atividades normais nas unidades penais do Estado a partir de domingo (03.07)
Para tomar essa decisão, os servidores penitenciários levaram em consideração a solicitação da assessoria jurídica do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT) que entrou com pedido de dissidio coletivo, o qual foi acatado pelo Tribunal de Justiça (TJ), que estará realizando na próxima quarta-feira (06.07) a primeira audiência para se discutir o assunto com o governo do Estado.
Durante a assembleia foi encaminhado e acatado pela categoria uma paralisação de 24 horas na próxima segunda-feira (04.07), sétimo dia do assassinato do agente penitenciário Aldo Halik (Bradock). “Será uma forma de prestarmos nossas condolências aos familiares e amigos, além de também ser uma forma de cobrarmos mais segurança para nossos servidores, além de chamarmos a atenção para os riscos da profissão”, informou o presidente do Sindspen-MT.
Na oportunidade João Batista parabenizou o empenho e o trabalho do comando de greve e demais servidores pela participação. “O trabalho dos servidores foi exemplar, recebemos muitos elogios das outras categorias pelo nossa atuação nessa greve, a maior do Estado de Mato Grosso, ou seja, nessa greve ganhamos o respeito dos outros servidores e conseguimos mostrar a todos o tamanho da nossa força”, disse Batista.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três × cinco =