GRANDE, COMO ERA GRANDE – Claudionor Velloso, a velhinha tão querida, nacionalmente conhecida como Dona Canô, mãe de Caetano e Betânia,morreu na manhã deste dia de Natal

Dona Canô morre aos 105 anos
Claudionor Veloso esteve internada até a última sexta-feira (21)

Claudionor Velloso, nacionalmente conhecida como Dona Canô, morreu na manhã desta terça-feira (25). A idosa, de 105 anos, esteve internada na Unidade Cardiovascular Intensiva do Hospital São Rafael, em Salvador, até a última sexta-feira (21). Na ocasião, Dona Canô havia sofrido um ataque isquêmico cerebral, que provoca redução do fluxo de sangue nas artérias do cérebro.

Dona Canô teria morrido em sua residência, em Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo baiano, por volta das 10 horas (horário de Brasília). Mãe de Caetano Veloso e Maria Bethania, ela também teve mais seis filhos –  dois adotados.

Em mensagem publicada no microblog Twitter, na manhã desta terça-feira, Caetano agradeceu a solidariedade de todos. Segundo o texto postado na rede social, o velório de Dona Canô será às 18 horas no Memorial Caetano (17 horas de Brasília). Ainda no horário local, a missa ocorre na quarta-feira (dia 26), às 9 horas, na igrreja da Purificação, e o enterro será no Cemitério de Santo Amaro, às 10 horas.

Canô sempre simbolizou alegria e viveu rodeada de muita gente. Quando se casou com José Teles Velloso – morto em 13 de dezembro de 1983, aos 82 anos -, que não gostava de festas, foi morar com mais de 20 pessoas na casa da família dele. Em Santo Amaro, constantemente recebeu muita gente em sua casa branca de janelas e portas azuis, onde atendia visitantes de toda espécie e origem, curiosos, fãs de seus filhos e dela também, com a mesma simpatia com que reunia os inúmeros amigos em festas embaladas por boa música, histórias, memórias, serestas na varanda, carurus de 5 mil quiabos e outros atrativos.

Sobre a arte de viver bem, a matriarca disse certa vez numa entrevista quando estava prestes a completar 103 anos: “Se há que tenho orgulho, isso é meu orgulho de dizer. Não acredito muito em orgulho não, acho uma palavra muito pesada. Mas se há, posso dizer que sou orgulhosa.” Sua recomendação para o bem-estar permanente era não levar tudo “na ponta de faca”: “Não precisa a pessoa ser boa, não, basta ser comedida”.

Uma novena para dona Canô

Morre a simpática matriarca de Caetano Veloso e Maria Bethânia

25 de dezembro de 2012 | 13h 41

Liz Batista

 

O Estado de S.Paulo, 23/09/2007

Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo baiano está de luto, perdeu sua figura mais ilustre e fervorosa defensora social. dona Canô faleceu, nesta terça-feira (25), aos 105 anos de idade.

Claudionor Viana Teles Velloso, a matriarca de uma prole de oito filhos, se tornou uma figura  conhecida e querida  por todos desde que seus filhos artistas – Caetano Veloso e Maria Bethânia – ganharam fama.

Dona Canô na inauguração das obras de restauração do solar Conde de Subaé e instalação da Casa do Samba,   Santo Amaro, BA. 16/09/2007.

Foto: Valéria Gonçalvez/ESTADÃO CONTEÚDO

Figura carismática e popular, a doce senhora de vestes brancas e coque no alto da cabeça sempre pronta a dividir  palavras sábias e sinceras, era devota de Nossa Senhora da Purificação e tocava corações com suas manifestações de religiosidade e fé.

O Estado de S.Paulo, 07/02/2001

O Estado de S.Paulo, 04/09/2000

O Estado de S.Paulo, 18/09/2007

Em 1978, em entrevista ao Estado, dona Canô contou que viu cedo o destino do caçula de seus meninos, a mãe de Caetano contou que desde pequenininho ele já demonstrava que ia ser artista. Já, o talento da filha Maria Bethânia, para a música veio mais tardiamente, mas também sem surpresa. Canô conta que depois uma apresentou com Gil, Caetano e Gal ela soube que a filha também pertencia aos palcos.
Com carinho e franqueza  apontou as diferenças entre os filhos artistas, sem diminuir nenhum, disse que Bethânia cantava melhor, enquanto Caetano era mais sensível.

O Estado de S.Paulo, 02/09/1978

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.24.90.84 - Responder

    Grande data para morrer uma pessoa que presenteou ao Brasil com duas pessoas tão maravilhosas, almas limpas como Caetano e Bethânia. Vá com Deus senhora!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

7 + dezessete =