Lula é o grande vitorioso das eleições de 2012, no Brasil

Muitos disseram que Fernando Haddad era mais um "poste" que Lula queria impor. Povo paulista acabou levando para o segundo turno o ex-ministro apadrinhado por Lula

Intervencionista e corajoso, Lula mostra sua força

Em plena temporada do mensalão, ex-presidente botou a cara em julgamento; destituiu candidatos, nomeou quem quis no PT e foi o maquinista do trem eleitoral do partido; ida de Fernando Haddad para o segundo turno em São Paulo, renovação apontada por Marcio Pochman em Campinas e massacre patrocinado por Luiz Marinho em São Bernardo mostram que ele só cresceu no maior Estado do País; derrotas em Belo Horizonte e Recife têm contrapeso nos bons desempenhos de seus candidatos em Curitiba e Manaus; PT tornou-se campeão nacional de votos, com 17,25 milhões contra 16,65 milhões do PMDB; Lula é ferro!

BRASIL 247

Os comentaristas conservadores podem torcer o nariz. Mais uma vez. Porém, com seu estilo intervencionista, atropelador e, sobretudo, corajoso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mostrou de novo a força de sua popularidade. Registre-se, de saída, que ele sofreu derrotas pessoais em Recife, onde impôs Humberto Costa no lugar do prefeito que tinha chances de vitória João da Costa, e também em Belo Horizonte, capital mineira em que seu escolhido Patrus Ananias ciscou chegar, mas ficou na poeira da vitória em primeiro turno de Marcio Lacerda. Nos dois casos, Lula bateu de frente com dois dos mais fortes caciques regionais do País, o governador Eduardo Campos, em Pernambuco, e o senador Aécio Neves, em Minas. Deu torcida sobre o primeiro, mas passou longe de ameaçar o segundo. Mas alguém ousaria, ao menos, tentar?

Porém, o que dizer da alavancagem que Lula proporcionou ao ex-ministro Fernando Haddad, em São Paulo, outra de suas criticadas escolhas? Com praticamente zero por cento em dezembro, cravou 29% dos votos no domingo 7, ficando a um ponto do bicho-papão José Serra e olhando pelo retrivisor o azarão Celso Russomano. Carregado pela mão por Lula, Haddad, se caísse, arrastaria Lula para um bueiro de críticas. Ao passar para o segundo turno em condição de favoritismo, com 45% das intenções segundo o Instituto Datafolha, contra 39% de Serra, Haddad só não puxa o prestígio de Lula ainda mais para cima nas páginas da mídia tradicional. Na realidade, o ex-presidente consumou um prodígio de transferência de votos na maior e mais complexa cidade do País. Haddad é sua maior vitória, acima de todas as outras.

Em Campinas, com o ex-presidente do Ipea Márcio Pochmann, que as pesquisas davam por derrotado, Lula prosseguiu positivamente, agora na segundo maior cidade do Estado de São Paulo, em seu movimento de renovação do PT, carregando-o para talvez o mais improvável dos segundos turnos. Seu amigo pessoal Luiz Marinho, por outro lado, ganhou estourando em seu berço político, São Bernardo do Campo. Na vizinha Santo André, por pouco a fatura não foi liquidada logo na primeira volta, com Carlos Grana, do PT lulista, fechando com 42% dos votos.

De volta ao Nordeste, ACM Neto, do DEM, tinha tudo para ganhar em primeiro turno, mas ficou apenas um ponto a frente de Nelson Pelegrino, do PT, outro embarcado no trem eleitoral pilotado pelo maquinista Lula. Isso não conta? Em Manaus, noutra capital em que jogou seu prestígio, o ex-presidente igualmente provocou o segundo turno contra o arquirival petista Artur Virgílio, guiando a senadora Vanessa Graziotin, do PCdoB, para as águas de um novo escrutínio.

É preciso refrescar a memória com outra informação que aponta para Lula como, inconteste, a maior liderança política do País. Quando ele chegou à Presidência da República, em 2002, seu partido tinha cerca de uma centena de prefeituras. Agora, essa base está multiplicada por seis, chegando a perto de 650 cidades administradas pelo partido. O índice pessoal de popularidade do presidente é maior até mesmo que o da presidente Dilma Roussef, uma recordista de aprovações. Com Lula, agora, o PT tornou-se o campeão nacional de votos, com 17,25 milhões, a frente do PMDB que atingiu 16,65 milhões.

Na véspera das eleições de domingo, Lula foi direto ao ponto teclado com insistência por seus críticos, em cima do palanque de Marinho em São Bernardo. “Tem muita gente que a vida inteira torce para o fim do PT e o que vai acontecer é que o PT vai sair mais forte dessas eleições do que entrou, em todas as regiões”, disse. “Mas o PT sairá fortalecido aqui no ABC e no Brasil”, acrescentou Lula. “Tenho certeza de que será a legenda mais votada no Brasil inteiro, porque é muito boa”. Sempre fiel a seu jeitão, ele previu a superação, por Haddad, de sua primeira prova de fogo. “Se tem um candidato que vai para o segundo turno é o Haddad, agora, quem vai com ele eu não sei”, afirmou. Errou? Não. Erraram os que duvidaram, com desdém, do grande vitorioso das eleições municipais de 2012: Lula.

5 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 200.140.16.249 - Responder

    Não adianta distorcer os fatos. Na verdade ele é o grande derrotado. Em 17 capitais, onde o PT disputou as eleições, só conseguiu eleger o candidato de Goiânia, e ainda assim porque era uma reeleição, Impôs candidato no Recife e perdeu feio, quase que não leva nem a medalha de bronze – terceiro lugar. Em São Paulo quase rodou o candidato imposto. Em Belo Horizonte, perdeu feio. Lulão mensalão é o grande derrotado. Nem com a ajuda do Malufão!!!

  2. - IP 189.31.2.109 - Responder

    Aff! Enock , puxa-saquismo tem limites . O pt ( partido dos traidores) do lulla ( o collorido) amigo de jader, renan , maluf, collor , sarney …. leva uma caçambada e voce vem com esse delirio de vitoria do lulla ( o collorido)?
    Desapega cara , esse povo do pt ( partido dos traidores) nem de longe representa aquilo que até eu um dia acreditei.

  3. - IP 189.59.37.188 - Responder

    Parabens pela analise correta dos fato Enock. Realmente o Lulismo sempre foi maior que o PT, mas mesmo assim temos que vincular um ao outro. Parafraseando , ….jamais na historia desse Pais existiu alguem tao peitudo e carismatico como o Lula. Podem falar tudo contra ele , mas nada gruda , dos presidentes que passaram foi aquele que colocou o brasil entre as grandes potencias do mundo. Na questáo social e educacional realizou avancos brutais no poder de compra dos classes menos favorecidas e a criacao de inumeras universidades por esse brasil afora.

  4. - IP 200.96.244.2 - Responder

    Avá….. ninguem merece. Esse bandido tá podre de rico e vc Enock fica puxando saco dele. Tá difícil te aturar, hein ?

  5. - IP 201.40.57.108 - Responder

    Parabéns, Enock! Você faz uma análise isenta, como poucos, neste País do PIG (Partido da Imprensa Golpista). Mesmo com tantos comentários negativos, postados pelos que torcem pela derrocada do Brasil, você não se intimida e isto significa para mim que nem tudo está perdido. Para os seus leitores que concordam com o que você diz, mas não postam comentários, deixo uma frase de Luther King: “O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética… O que me preocupa é o silêncio dos bons.”

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze − oito =