GERAÇÃO COCA-COLA – Cover oficial faz show em Cuiabá em tributo aos 16 anos sem Renato Russo


Cover oficial faz show em Cuiabá em tributo aos 16 anos sem Renato Russo

Vivo no coração de muitos, relembrado pelos ‘guerreiros da revolução’ e mártir da ‘geração coca-cola’, o líder da Legião Urbana, Renato Russo, comemoraria 52 anos em março deste ano. Se ele não pode estar presente neste mundo, porque não, através de uma personificação em imagem e semelhança? Quem mora em Cuiabá vai ter oportunidade de dar de cara com Renato Russo no sabado dia 22/09 – quase na data dos 16 anos de sua morte – no Clube de Esquina – a partir das 21 horas – show de abertura da banda Heróis de Brinquedo que farão uma homenagem a Engenheiros do Hawaii.
Com o show ‘Tributo a Renato Russo’, o cover oficial do cantor, Diogo Vidhal, realiza há 23 anos apresentações em homenagem ao líder da banda Legião Urbana. Contudo, desde 1996, ano em que o rebelde morreu, é que Vidhal passou a incorporar um cover mais profissional.

“Sempre fui fã da Legião e do Renato. Se a Legião é uma banda respeitada até hoje, muito se deve ao carisma do Renato. Acredito nos ideais que um dia ele sonhou para a nossa geração”, afirma Diogo, que já se apresentou em Cuiabá – a última no antigo Café Cancun e foi um grande sucesso, ficando gente de fora!
Para sábado, Vidhal promete apresentar um show à altura de Renato Russo, ou seja, uma apresentação como ele faria. “Os fãs do Renato Russo não vão se arrepender. Quem curte a Legião Urbana e o seu líder certamente não podem perder o show. Vai ser um tributo aos 16 anos sem ele”, enfatiza o cover oficial de Russo.

A semelhança entre Renato Russo e Diogo Vidhal é tamanha, que, por várias vezes, este último foi tratado como parente de Renato Russo e até mesmo como o próprio artista. “Meu timbre de voz é idêntico ao dele, minha aparência também. Não faço nada forçado, é natural”, comenta Diogo.

Renato Russo – Renato Manfredini Júnior, o Renato Russo, nasceu no dia 27 de março de 1960 e morreu no dia 11 de outubro de 1996. Sua primeira banda foi o Aborto Elétrico (1978), que durou quatro anos e terminou devido às constantes brigas que havia entre ele e o baterista Fê Lemos. Russo herdou desta banda uma forte influência punk que influenciou toda a sua carreira. Nessa mesma época, aos 18 anos, assumiu para sua mãe que era bissexual e, em 1988, publicamente.

Em 1982, integrou a banda Legião Urbana, desenvolvendo um estilo mais próximo ao pop e ao rock do que ao punk. Russo permaneceu na Legião Urbana até sua morte. Gravou ainda três discos solo e cantou ao lado de Herbert Vianna, Adriana Calcanhotto, Cássia Eller, Paulo Ricardo, Erasmo Carlos, Leila Pinheiro, Laura Pausini, Biquini Cavadão, 14 Bis e Plebe Rude.

Os ingressos para o show estão sendo vendidos no próprio Clube de Esquina. Lembrando que são limitados.

FONTE DIVULGAÇÃO

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dois × um =