Garotinho diz que Sérgio Cabral é blindado pelo PT. “Há um consórcio entre o Cachoeira e o Cavendish [presidente da Delta]. Só não sei porque um foi preso e o outro não foi”, disse Garotinho.

Garotinho entrega contratos do Rio com Delta

O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) entregou à CPI do Cachoeira documentos reunidos pelo parlamentar nos últimos dois anos que comprovariam irregularidades de contratos firmados pelo governo do Rio com a construtora Delta. Garotinho disse que os documentos mostram indícios de pagamentos efetuados à empresa em obras não realizadas pelo governo estadual, obras superfaturadas e aditivos contratuais além dos valores necessários à sua execução.

“É uma documentação muito forte, tudo oficial. Há um consórcio entre o Carlos Cachoeira e o Cavendish [presidente da Delta]. Só não sei porque um foi preso e o outro não foi”, disse Garotinho.

O deputado citou como exemplo um contrato firmado com a Cedae (Companhia de Água e Esgoto do Rio) com a Delta para a instalação de hidrômetros que custou R$ 256 milhões. “Onde já se viu um valor desses para se instalar hidrômetros. São vários contratos superfaturados”, afirmou.

VALOR ECONOMICO

Garotinho chegou à sala da CPI com um carrinho lotado com cópias dos contratos. O deputado disse tê-los obtido judicialmente, à medida que suspeitava de irregularidades em obras firmadas pelo governo Sérgio Cabral (PMDB). “Eu ia pedindo, eles não me davam. Aí eu entrava na Justiça e conseguia as cópias. Está tudo aqui.”

Garotinho cobrou a convocação de Cabral para explicar as irregularidades à CPI, mas disse que há uma blindagem que impede a presença do governador. “Aquele torpedo do deputado Cândido Vaccarezza [PT-SP] com o governador diz tudo: você é meu e eu sou teu.”

Categorias:Jogo do Poder

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

doze − cinco =