Fábio Serra aos 31 anos comanda quatro empresas em Cuiabá

O empresário Fábio Serra, 31 anos, comanda com uma peculiar desenvoltura quatro empreendimentos na capital de Mato Grosso
Beatriz Girardi da redação CO Popular

Ser hoje um jovem empreendedor no Brasil é ultrapassar os desafios e a burocracia de um país que ainda não o vê como patrimônio, mas que será obrigado a descobrir a riqueza que tem em mãos. O empresário Fábio Serra, 31 anos, comanda com uma peculiar desenvoltura quatro empreendimentos na capital de Mato Grosso. Entre eles, uma agência de publicidade, uma produtora de vídeo, uma casa noturna e uma empresa de eventos. Filho da também empresária Suely Serra, herdou da mãe o talento e vocação para negócios. A produtora de vídeos já está na sua terceira campanha eleitoral, inclusive nestas eleições é responsável pela produção do programa eleitoral na televisão de um candidato a prefeito em Cuiabá. A agência de publicidade tem uma considerável cartela de clientes. Já a casa noturna é referência no país. Sem falar da empresa de eventos, responsável pelas mais badaladas festas na Capital.

Conhecido por sua criatividade e determinação, o jovem empreendedor brasileiro é atento à evolução dos negócios como chave para se destacar no mercado competitivo. Esta preocupação engloba todas as camadas da sociedade, tanto aquelas guiadas pela necessidade, quanto as que se agarram às oportunidades, e é essa veia empreendedora que está cada vez mais em evidência no mundo dos negócios. A trajetória de sucesso do jovem empreendedor Fábio Serra começou há quatro anos atrás com a aquisição da produtora de vídeo. Na sequência, vieram os demais negócios. A Boate Nuun é o seu mais recente investimento. Segundo o empresário, a casa noturna está sendo considerada a mais moderna do Brasil devido, principalmente ao complexo sistema de iluminação e som. A gência de publicidade é uma aquisição recente. Já está no mercado há 14 anos. “Serão feitas às devidas transformações, inclusive troca do nome. Está sendo formatada de acordo com nosso conceito”, relatou Fábio.  Somando os quatro empreendimentos, o empresário emprega 70 pessoas.

Não basta empreender, deve-se empreender com diferencial para não só sobreviver, mas para buscar longevidade. ”É preciso proatividade, persistência e paciência”, avalia Serra. O sucesso ainda na juventude é para quem tem um objetivo claro e a consciência de que nada acontece de imediato. Fábio está otimista em relação à economia e aos seus negócios para este ano. “O Brasil está diante de uma conjuntura econômica favorável. Além disso, o estado de Mato Grosso passa atualmente por uma efervescência extremamente positiva. Estamos em pleno desenvolvimento”. Conforme ele, independente do advento da Copa do Mundo, o progresso viria de forma contínua. “Como já está ocorrendo. No entanto, é preciso destacar a importância, a contribuição do Mundial para a econômia do estado através do reflexo dos seus projetos nas cidades. Mas, certamente não foi o fator determinante para o avanço”, disse.

Progressão empresarial

No ambiente profissional das mais diversas áreas, a maior parte dos esforços empresariais é direcionada para o aumento e o aprimoramento da produção, deixando de perceber a importância do plano das relações interpessoais e dentro dela a importância deste processo para obtenção de qualidade. Para Fábio, uma empresa saudável é sinônimo de resultados satisfatórios, harmonia, sucesso e rendimento produtivo. De acordo com ele, não se pode exigir resultados de uma equipe se esta não tiver um mínimo de comodidade e de condições para realizar suas necessidades básicas. Acredita que quanto melhor e mais bem atendida estas necessidades, tanto melhor será o desempenho de uma equipe. “A atenção que damos ao cliente é a mesma para os funcionários. Nos preocupamos em atender com qualidade e eficiência tanto o cliente como o colaborador”, assegura Fábio. Conta ainda que o compromisso de suas empresas com o consumidor certamente é a qualidade do produto ofertado. “Nossa maior preocupação é com a apresentação de material de primeira qualidade em todos os aspectos. Inclusive já ganhamos inúmeros prêmios pela excelência do serviço prestado”.

Para ele, sinônimo de empreendedorismo é coragem. “Hoje, é muito difícil vencer os obstáculos. A concorrência está muito acirrada, a mão de obra é complicada e o mercado exige muito. Enfim, são inúmeras dificuldades para serem superadas”, disse o empreendedor. Para manter os negócios em alta, conforme Fábio, é preciso inovar e investir. “Investimento em funcionário e em equipamento. Consequentemente, terá resultado na qualidade do serviço prestado”. Fábio Serra anuncia mais um empreendimento. “Em breve, aproximadamente 15 dias, iremos inaugurar um restaurante paralelo à casa noturna na capital, a boate Nuun”. Fábio também é DJ. Toca música eletrônica na sua boate e também em casas noturnas do país. Para finalizar, pergunto qual o homem de negócios que ele admira. Responde sem pestanejar, “minha mãe”.

Mercado

Empreender, comprovadamente, atrai os mais jovens. Segundo pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), que mede a atividade empreendedora e é realizada por importantes instituições de pesquisa internacionais e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), atualmente 31,7% dos empreendedores brasileiros têm entre 25 e 34 anos, 28,2% entre 35 e 44 anos e 20,8 % entre 18 e 24 anos.

Para os especialistas, o jovem que quiser garantir seu espaço nessa fatia precisa, principalmente, traçar um objetivo desde o começo da vida profissional. E para atingi-lo, é necessária muita persistência.

Categorias:Plantão

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × três =