(65) 99638-6107

CUIABÁ

ENTRETENIMENTO

Julgamento: as versões contraditórias de Johnny Depp e Amber Heard

Publicados

ENTRETENIMENTO

source
Johnny Depp e Amber Heard no filme “Diário de um Jornalista Bêbado”
Divulgação/FilmDistrict – 27.04.2022

Johnny Depp e Amber Heard no filme “Diário de um Jornalista Bêbado”

Os atores Johnny Depp, de 58 anos, e Amber Heard, 36, processam um ao outro por difamação, cada um alegando que foi abusado primeiro durante seu casamento de aproximadamente dois anos. Um júri do estado americano da Virgínia está ouvindo o caso, que deve durar até o final de maio. Há, portanto, diversas contradições entre os depoimentos das partes.

Enquanto Heard diz que Depp a agrediu várias vezes antes e durante seu breve casamento, com duração de 15 meses, o ator nega todas as acusações e afirma que era ela a agressora na relação, que começou em 2011, passou pelo casamento em 2015 indo até o início do processo de divórcio em 2016, concluído em 2017.

A estrela dos filmes “Piratas do Caribe” está processando Heard, de 36 anos, em US$ 50 milhões, dizendo que ela o difamou quando alegou ter sido vítima de abuso doméstico. Heard contra-processou por US $ 100 milhões, argumentando que Depp a difamou ao chamá-la de mentirosa.

O caso surgiu a partir de um artigo de opinião de dezembro de 2018 que Heard escreveu no “Washington Post”. O texto não mencionou Depp pelo nome, mas seu advogado disse ao tribunal que estava claro que Heard estava se referindo a ele e que isso afetou negativamente sua vida profissional.

Confira a seguir 9 dos principais episódios apresentados no Tribunal do Condado de Fairfax:

1. O caso da tatuagem ‘Wino’ na casa de Depp, 2012

O que Heard diz

A respeito de um dia em 2012, na casa do então namorado, a atriz de “Aquaman” disse que Depp deu três tapas em seu rosto depois que ela perguntou o que estava escrito em uma de suas tatuagens desbotadas. Tratava-se da tatuagem que ele havia modificado, deixando para trás expressão que dizia “Winona para sempre”, em referência à ex-namorada Winona Ryder, para “Wino para sempre”, usando um termo em inglês referente a uma pessoa, geralmente em situação de rua, que bebe muito vinho ou outras bebidas alcoólicas. Por imaginar que fosse uma piada, Heard disse que riu, o que teria desagradado Depp. De acordo com ela, esse episódio marcou a primeira agressão física no relacionamento.

“Eu pensei que ele estava brincando e ri, foi simples assim, eu ri pensando que ele estava brincando e ele me deu um tapa no rosto e eu ri porque não sabia mais o que fazer”, afirmou Heard no tribunal. “Eu não sabia o que estava acontecendo. Eu apenas o encarei, meio que rindo ainda, pensando que ele iria começar a rir para me dizer que era uma piada. Ele disse ‘Você acha que engraçado, vadia? Você acha que você é uma vadia engraçada?’ e ele me deu um tapa de novo, e ficou claro que não era mais uma piada”.

“Eu, como mulher, nunca tinha sido atingida assim. Ele me deu um tapa sem motivo, parece, e eu perdi o ponto. Eu apenas o encarei, não reagi ou me movi ou surtei ou me defendi, apenas olhei para ele, ele me deu mais um tapa, forte”, disse Heard.

Segundo a atriz, Depp depois começou a chorar, enquanto teria dito que pensava ter afastado “o monstro”.

Antes da suposta agressão, Head relatou que eles estavam ouvindo música e que Depp estaria bebendo e tinha “um pote cheio de cocaína na mesa”.

O que Depp diz

Depp negou que tenha agredido Heard em qualquer situação . Quando foi questionado sobre os supostos tapas por causa da tatuagem, ele disse que o incidente relatado pela ex-mulher não aconteceu. Para o ator, a história em si nunca fez sentido porque ele não vê razão numa agressão por causa da zoação de uma tatuagem.

Ainda no tema de tatuagens, Depp contou no tribunal que Heard tinha vontade de vê-lo fazer uma que lhe fosse relacionada. Ele topou, chegando a fazer duas ao longo do relacionamento, de forma que, após a separação, elas também viriam a ser alteradas.

“Eu estava fazendo o que podia para trazer um sorriso ao rosto dela em vez de uma carranca”, disse Depp.

O ator então afirmou que fez, mas o relacionamento começou a entrar num caminho em que “tudo começou a dar errado”.

“Se há um diálogo entre duas pessoas, ambas precisam falar. Mas não havia como encaixar uma palavra. Foi uma espécie de desfile rápido e interminável de insultos”, afirmou Depp.

2. O caso da suposta agressão no avião, maio de 2014

O que Heard diz

A atriz disse que Depp ficou chateado quando soube que ela havia beijado o ator James Franco para uma cena no filme de 2015 “Traumas de Infância”. A bordo de um avião particular, em maio de 2014, Depp teria chamado Heard de “vagabunda” e perguntou em linguagem sexualmente explícita o que Franco “fez com meu corpo”, de acordo com o depoimento dela, acrescentando que Depp cheirava a maconha e álcool.

Heard disse que trocou de lugar várias vezes durante o voo e Depp teria jogado cubos de gelo e utensílios nela. Em dado momento, ela contou que Depp teria ido atrás dela e a chutado nas costas, mas guardas de segurança e funcionários do avião não teriam reagido.

“Fiquei envergonhada que ele pudesse me chutar no chão na frente das pessoas”, afirmou Heard.

Heard também contou ter ido a um grupo de apoio para quem cuida de dependentes químicos em 2014 após o incidente do avião.

Leia Também:  Enzo Celulari mostra irmã tomando banho: "não tô sabendo lidar"

O que Depp diz

O ator negou qualquer agressão contra a ex-mulher. Ele disse que se sentou em seu lugar e começou a desenhar num caderno, mas percebeu que Heard estava aborrecida e “sabia que ela estava pronta para algum tipo de briga”, pois estava implicando com ele.

“O que aprendi sobre querer se esconder de alguém é que o lugar a que se deve ir é direto para o banheiro”, relatou Depp.

“Então voltei para a parte de trás do avião. Peguei um travesseiro e entrei no banheiro, tranquei a porta e deitei no chão do banheiro e fui dormir. E é onde permaneci pelo resto do voo”, acrescentou.

3. O caso da viagem para as Bahamas, agosto de 2014

O que Heard diz

A atriz disse que se sentiu num “inferno” quando foi com Depp para as Bahamas em agosto de 2014, enquanto ele estaria tentando se desintoxicar de Roxicodone. Por vezes, ele gritava e depois mudava, agindo de modo “calmo e doce”.

“Ele queria muito fazer sexo, o que não é nada parecido com Johnny”, afirmou Heard.

Numa ocasião, Depp teria falado sobre desistir da desintoxicação e reagido violentamente ao ouvir da então mulher incentivos para que continuasse.

“Eu disse algo para ele e ele ficou tão bravo comigo que me deu um tapa no rosto. Ele estava chorando, dizendo que nenhuma mulher o envergonhou assim, nunca o fez se sentir assim”.

Depp também acusou Heard de esconder um homem na casa, embora eles estivessem juntos em uma cabana em sua ilha, ela testemunhou.

“Foi um inferno”, resumiu ela a respeito da viagem.

Ela disse que tentou por mais de um ano manter as coisas calmas, não reagindo às acusações ou explosões de Depp.

“Nada que eu fiz o fez parar de me bater”, disse Heard.

“Eu tentaria atacar verbalmente”, acrescentou ela. “Nós dois estávamos dizendo coisas horríveis um para o outro”.

O que Depp diz

Para Depp, o processo de desintoxicação nas Bahamas, conforme receitado por seu médico particular, ficou marcado como “ponto mais baixo” de sua vida. Segundo ele, Heard estava a seu lado para ajudar no controle da medicação, mas, num dado momento, ela teria se recusado a lhe dar um remédio, dizendo não estar na hora certa. Depp disse, porém, que precisava tomá-lo naquele momento.

“Eu odeio dizer isso e odeio ter que admitir isso, mas esse foi o ponto mais baixo da minha vida”, afirmou Depp.

O ator lembrou que precisou implorar a ela a ponto de chorar. De acordo com seu relato, ele foi tomar um banho quente numa tentativa de tentar “enganar” seu corpo para poder lidar com a dor, em vez de seu organismo sofrer com os sintomas de abstinência.

“Isso foi o mais baixo que eu já senti como ser humano, porque eu tinha que dizer por favor. Por favor, que eu tenha os remédios, porque estão realmente fazendo efeito. Ela foi inflexível… ‘não é hora'”.

4. O caso do suposto nariz machucado após o Met Gala, maio de 2014

O que Heard diz

Heard afirmou que Depp teria lhe acusado de flertar com alguém na edição de 2014 do Met Gala, em Nova York. No quarto de hotel após o evento, ele a teria empurrado e os dois brigaram.

“Em algum momento, ele simplesmente me deu um tapa no rosto”, disse ela. “Suspeitei que tinha um nariz quebrado”.

O que Depp diz

Para reiterar a versão de Depp, que nega qualquer agressão contra Heard, a equipe jurídica do ator mostrou no tribunal fotos da atriz sem nenhum sinal de lesão num evento para homenagear o comediante Don Rickles realizado na noite seguinte ao Met Gala de 2014.

5. O caso da briga na ilha particular de Depp nas Bahamas, fevereiro de 2015

O que Heard diz

Sobre a viagem às Bahamas para a realização da cerimônia de casamento, Heard diz que o ex-marido a agrediu no banheiro e que ela jogou algo nele enquanto tentava fugir.

O que Depp diz

A administradora do imóvel Tara Roberts contou que viu Heard “implorando” para Depp voltar, conforme ele escapava. Para a atriz, o testemunho de Roberts foi “deturpado”.

6. O caso do dedo decepado na Austrália, março de 2015

O que Heard diz

Sobre uma discussão em março de 2015 na Austrália, durante as gravações de Depp para o quinto filme da franquia “Piratas do Caribe”, Heard afirmou que ele a agrediu sexualmente com uma garrafa. Quanto à ponta decepada de um dedo de Depp, a atriz contou que o viu jogar um telefone na parede e que, para ela, este seria seu “melhor palpite” sobre como ele se feriu.

“Eu estava com medo”, disse Heard. “Eu tinha acabado de me casar com ele”.

O que Depp diz

Nas fotos do local da briga que foram exibidas por Camille Vasquez, da equipe jurídica de Depp, não aparecem indícios do suposto telefone que teria sido quebrado por Depp. A advogada do ator reiterou que Ben King, o gerente da casa, testemunhou não ter visto nenhum telefone naquele estado.

O ator testemunhou que Heard ficou furiosa quando ele começou a beber na Austrália durante as filmagens de um dos filmes da franquia “Piratas do Caribe” e jogou uma garrafa de vodka nele, cortando a ponta de seu dedo.

“O sangue estava jorrando”, disse Depp. “Acho que entrei em algum tipo de… não sei como é um colapso nervoso, mas provavelmente é o mais próximo que já estive. Nada fazia sentido.”

Depp disse que se escondeu em um banheiro e mais tarde foi levado para um hospital, onde falou para os médicos que o dedo havia se machucado em grandes portas sanfonadas.

Leia Também:  Carlinhos Maia tem apartamento invadido por criminosos: 'Devastado'

“Eu menti porque não queria revelar que foi a Sra. Heard que jogou uma garrafa de vodka em mim e tirou meu dedo”, disse ele ao tribunal. “Eu não queria colocá-la em apuros.”

Um advogado de Depp mostrou imagens de aparições públicas que, segundo a equipe jurídica do ator, foram tiradas na época de suas brigas e pareciam não mostrar ferimentos, sugerindo que Heard editava fotos para fazer a vermelhidão parecer mais pronunciada. Heard negou editar as fotos.

7. O caso da briga durante a lua de mel, julho de 2015

O que Heard diz

A atriz disse ao júri que seu ex-marido a agrediu durante a lua de mel deles no Expresso do Oriente, de Bangkok a Cingapura, em julho de 2015. Heard acusou o ator de tê-la empurrado contra uma parede e enrolado uma camisa em seu pescoço. Sob interrogatório de seus advogados, Heard disse que o casal discutiu se Depp deveria beber durante a viagem. Ela disse que eles tinham um relacionamento amoroso quando Depp estava sóbrio, mas que muitas vezes ele ficava violento quando bebia ou usava drogas.

Segundo Heard, Depp teria dado um tapa no rosto dela em um vagão-dormitório no trem, e repetidamente teria jogado seu corpo contra a parede. Ele então teria tirado a camisa e a enrolado no pescoço da atriz.

“Foi assim que acordei na manhã seguinte”, afirmou Heard. “Acordei com ela ainda no pescoço e um nó gigante na parte de trás da minha cabeça.”

O que Depp diz

Segurança de Johnny Depp presente no trem da lua de mel, Malcolm Connelly testemunhou a favor do ator e afirmou ter tirado uma foto de Depp e Heard. Segundo ele, Depp “não estava feliz”. Ele também disse não ter visto nenhum ferimento na atriz, mas frisou que notou em Depp, de forma que “começou com um arranhão de vez em quando” e depois se intensificou. Foi apresentada ao tribunal a foto dos atores no Expresso do Oriente, e Connelly chamou atenção para o inchaço no olho de Depp.

8. O caso do cabelo puxado, dezembro de 2015

O que Heard diz

A ex-mulher de Depp relatou uma briga que teria ocorrido depois que ela descobriu mensagens no iPad dele indicando que ele a traiu dias após o casamento. Heard relatou que esta é a situação em que ela admite ter golpeado Depp, mas alegou que foi para proteger sua irmã, que estava perto do topo da escada dentro de casa enquanto tentava apaziguar a discussão. Heard disse ter sentido medo de que o ex-marido fosse empurrá-la escada abaixo.

“Pela primeira vez, eu bati no rosto dele”, afirmou Heard. Durante a briga, Heard disse que Depp a arrastou pelos cabelos, arrancando um tufo, deu uma cabeçada em seu nariz e segurou seu rosto no colchão.

“Eu estava sufocando neste travesseiro, ele estava me segurando, me socando várias vezes”, afirmou Heard.

Um dia depois, em 16 de dezembro de 2015, Heard participou do programa de TV “The Late Late Show with James Corden”. A amiga dela Rocky Pennington afirmou ao júri que viu os ferimentos de Heard enquanto ela pedia para a maquiadora Melanie Inglessis cobri-los. Esta versão é confirmada pela profissional, que afirmou ao tribunal ter escondido os machucados no rosto de Heard, descrevendo como fez a maquiagem naquela situação.

“Apesar de Amber sempre ter um lábio vermelho – é seu look de assinatura – lembro claramente de falar que não tínhamos outra opção naquela noite a não ser usar um batom bem vermelho para ter certeza de que poderíamos cobrir os ferimentos em seu lábio”, disse Inglessis.

O que Depp diz

Para reforçar a versão de Depp de nunca ter agredido a ex-mulher, seus advogados mostraram no tribunal um vídeo de Heard no “The Late Late Show with James Corden”, ressaltando que não há marcas visíveis ou hematomas no rosto. Além disso, exibiram fotos de Heard que consideram terem sido editadas para fazer parecer que áreas vermelhas da face estivessem mais intensas.

Advogados de Johnny Depp acusam Amber Heard de editar fotos para destacar marcas de suposta agressão

9. O caso das fezes na cama após aniversário de 30 anos de Heard, abril de 2016

O que Heard diz

Na época de seu aniversário de 30 anos, em abril de 2016, Depp teria desaparecido por dias supostamente por causa de drogas. Ela disse que tinha planejado um jantar, mas o então marido não apareceu, o que a frustrou. O descontentamento dela provocou uma discussão que teria gerado um confronto físico. Heard contou que Depp teria jogado uma garrafa que transpassou uma pintura que ela gostava, deixando a tela com um buraco enorme. A atriz relatou ainda que Depp teria jogado o celular dela pela janela. Ela então defenestrou o dele também.

Heard negou a alegação de Depp de que ela teria deixado fezes em cima da cama após a briga naquele aniversário. Um guarda de segurança testemunhou que Heard tinha admitido que as fezes seriam uma “pegadinha horrível”. Segundo ela, os excrementos eram do cãozinho Yorkshire de Depp, chamado Boo. Heard disse ainda que não cometeu nenhum tipo de brincadeira naquele dia, acrescentando que “não estava com humor para brincadeiras”.

“Eu tinha acabado de ser atacada no meu aniversário de 30 anos pelo meu marido, por quem eu estava desesperadamente apaixonada e sabia que precisava ir embora”, afirmou Heard.

O que Depp diz

Depp testemunhou que foram encontradas fezes na cama do casal em 2016. Um de seus seguranças contou que Heard lhe teria dito que era “uma brincadeira horrível que deu errado”. Heard negou qualquer envolvimento e sugeriu que um dos cães do casal era o responsável.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Atriz relata momentos de pânico durante tiroteio em shopping no Rio

Publicados

em

source
Atriz Jéssika Alves posta em storie relato sobre tiroteio em shopping
Reprodução/Instagram

Atriz Jéssika Alves posta em storie relato sobre tiroteio em shopping

O pânico provocado pela troca de tiros que deixou um segurança morto no shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, na noite deste sábado (25), causou medo e insegurança nos frequentadores. Muitas pessoas tiveram que se abrigar em lojas que foram fechadas enquanto criminosos armados tentavam roubar a joalheria Sara Joias. A atriz Jéssika Alves estava no shopping no momento do tiroteio e se abrigou em uma loja da Apple. Ela usou as redes sociais para contar o drama que vivenciou no estabelecimento.

Mesmo com o susto, Jéssika Alves publicou um registro que fez da loja assaltada após ataque dos criminosos. “Estamos bem! Estávamos dentro da Apple na hora que aconteceram os tiros, e estamos aqui ainda. A saída está sendo liberada aos poucos, mas tô sem coragem de ir. Aqui na loja os vidros são blindados e tem uma sala de segurança antiterrorismo, que foi pra onde todo mundo correu até ter notícias do que estava acontecendo. Juro, SURREAL”, escreveu a atriz em um storie no Instagram.

Leia Também:  Jade e Chay vão à Globo no mesmo dia e aumentam rumor: 'A novela vem'

Em postagens nas redes sociais, outros frequentadores narram que foram ouvidos pelo menos 50 disparos em um intervalo de poucos minutos. “Cara, fiquei no meio de um tiroteio no Village Mall, tô escondida dentro de um restaurante to tremendo”, disse uma internauta.

De acordo com a Polícia Civil, pelo menos 12 criminosos participaram do roubo, todos armados com pistolas. Dois carros e uma moto foram abandonados no estacionamento do shopping. Segundo a Polícia Militar, equipes do 31° BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram acionadas para checar uma ocorrência envolvendo disparos de arma de fogo dentro do shopping localizado na Avenida das Américas. “Chegando ao local, os policiais encontraram um segurança atingido e aparentemente em óbito. As circunstâncias da ação ainda estão sendo apuradas. A área foi isolada e diversas equipes seguem em varredura pela região”, informou a corporação, em nota.

Leia Também:  Cantor Conrado está internado em estado grave

Em fotos publicadas, aparecem lojas com as portas abaixadas e ainda a vitrine da Sara Joias com os vidros quebrados. Em algumas das imagens, é possível ver homens armados próximo a joalheria e ainda uma mulher sendo mantida refém no corredor do shopping pelos criminosos. Em uma das fotos, um segurança aparece morto em uma das saídas do estabelecimento. De acordo com a Polícia Civil, dois carros e uma moto foram abandonados no local pelos bandidos.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA