ENOCK CAVALCANTI: Roseli Arruda, cronista da cuiabania, clama pela volta da ditadura. Devemos ter piedade da velha senhora que perdeu o rumo. LEIA CARTA DOS GOVERNADORES

 

O velho blogueiro Enock Cavalcanti e a velha senhora Roseli Arruda, na porta do quartel, bancando a vivandeira da ditadura militar

Apoiadores de Bolsonaro pedem o fechamento do Congresso e do STF Por Enock Cavalcanti

Meus amigos, meus inimigos: não tivemos um domingo sangrento, mas tivemos um domingo de horror, nesse 19 de abril de 2020.

Por todos os cantos do Brasil, e também em Cuiabá, Mato Grosso, brasileiros e brasileiras, aderindo ao chamamento do atual presidente Jair Bolsonaro, se vestiram mais uma vez de verde e amarelo e saíram às ruas para defender a volta do AI-5, ou seja, a volta da ditadura militar com o fechamento do Congresso e do STF.

Sem o Congresso e sem o STF, ou seja, sem parlamento e sem Judiciário, o que nos restaria neste Brasil varonil? O Brasil governado pela família do capetão?!  Aqui em Cuiabá, diante do 44º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro, se juntaram alguns gatos pingados.

Não foram tantas camisas amarelas como o Junior Vitamina, o Pedro Taques, o Abílio Junior, o Dilemário Alencar e tantos e tantos outros costumavam juntar nas manifestações que se avolumaram desde o fatídico golpe contra a presidenta Dilma Roussef.  Mas lá estava a velha cronista da cuiabania mais tradicional, a senhora Roseli Arruda, toda orgulhosa, com um grande cartaz gritando pela volta do AI-5.

Sim, são esses os golpistas de 2020, as velhas senhoras da melhor sociedade cuiabana, algo confusas, gritando que a Rede Globo é comunista, que Rodrigo Maia e Alcolumbre estão a serviço da ditadura assassina de Pequim, China e outras churumelas que me enchem, ao mesmo tempo, de horror e de pena. 

Evidentemente que a velha senhora tomou o remedinho antes de sair de casa – mas que jornais e sites ela anda lendo?! Como é que as informações desencontradas deste mundo de informações cada vez mais desencontradas estão repercutindo em sua veneranda cabeça? Que memória Roseli Arruda guardou dos tempos da ditadura militar, quando o advogado e poeta Silva Freire e outros intelectuais e militantes mato-grossenses eram caçados pelas ruas de Cuiabá como ratazanas prenhes?!

Já trabalhei com a Roseli Arruda, sei que ela não é uma mulher agressiva, por mais que o Warner Willon fale de sua solteirice. Alguém mais chegado que eu deveria visitá-la para um chá da tarde em louça delicada, conversar com calma, recordar à velha senhora alguns fatos históricos.

Lembrar a luta histórica de velhos jornalistas daqui mesmo como Ronaldo de Castro que, depois da juventude inquieta, terminou seus dias bem acomodado no Tribunal de Contas de Mato Grosso. Pretende a senhora Roseli Arruda que o nosso Gibran Lachowski, que tem cabelinhos loiros e encaracolados, como um anjo de Boticelli, e hoje fala e escreve muito contra Bolsonaro, tenha o mesmo tratamento que tiveram, no passado, Silva Freire e Ronaldo de Castro?! Deveram os veículos de informação de agora terem suas redações invadidas e empasteladas como fora a redação do jornal do Jota Maia?! ( N.R: O verdadeiro nome do pintor Sandro Botticelli foi um pouco maior: Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi. Portanto, não é de se admirar que o nome do artista tenha sido encurtado para Sandro. Já “Botticelli”, era um apelido que significava “barrilzinho” )

Quando é que a velha cuiabania fará seu acerto de contas consigo mesma? Como naquela dolorida canção da Clementina de Jesus temos que pedir piedade para Roseli Arruda.  E eu lembro aqui daquele poema “O Desespero da Piedade”, do poetinha Vinicius de Moraes, do qual recito um trecho, talvez seja capaz quem sabe de encher de piedade o coração da velha senhora Roseli Arruda, piedade para com todos nós, que defendemos o isolamento social neste momento de pandemia, todos nós que queremos Bolsonaro fora do poder e o Brasil bem governado segundo as normas constitucionais, e que outra coisa não queremos senão  um pouco de paz. Eis o que escreveu Vinicius:

Tende piedade dos homens públicos e em particular dos políticos
Pela sua fala fácil, olhar brilhante e segurança dos gestos de mão
Mas tende mais piedade ainda dos seus criados, próximos e parentes
Fazei, Senhor, com que deles não saiam políticos também.E no longo capítulo das mulheres, Senhor, tende píedade das mulheres Castigai minha alma, mas tende piedade das mulheres
Enlouquecei meu espírito, mas tende piedade das mulheres
Ulcerai minha carne, mas tende piedade das mulheres!Tende piedade da moça feia que serve na vida
De casa, comida e roupa lavada da moça bonita
Mas tende mais piedade ainda da moça bonita
Que o homem molesta – que o homem não presta, não presta, meu Deus!

Tende piedade das moças pequenas das ruas transversais
Que de apoio na vida só têm Santa Janela da Consolação
E sonham exaltadas nos quartos humildes
Os olhos perdidos e o seio na mão.

Tende piedade da mulher no primeiro coito
Onde se cria a primeira alegria da Criação
E onde se consuma a tragédia dos anjos
E onde a morte encontra a vida em desintegração.

Tende piedade da mulher no instante do parto
Onde ela é como a água explodindo em convulsão
Onde ela é como a terra vomitando cólera
Onde ela é como a lua parindo desilusão.

Tende piedade das mulheres chamadas desquitadas
Porque nelas se refaz misteriosamente a virgindade
Mas tende piedade também das mulheres casadas
Que se sacrificam e se simplificam a troco de nada.

Tende piedade, Senhor, das mulheres chamadas vagabundas
Que são desgraçadas e são exploradas e são infecundas
Mas que vendem barato muito instante de esquecimento
E em paga o homem mata com a navalha, com o fogo, com o veneno.

Tende piedade, Senhor, das primeiras namoradas
De corpo hermético e coração patético
Que saem à rua felizes mas que sempre entram desgraçada
Que se crêem vestidas mas que em verdade vivem nuas.

Tende piedade, Senhor, de todas as mulheres
Que ninguém mais merece tanto amor e amizade
Que ninguém mais deseja tanto poesia e sinceridade
Que ninguém mais precisa tanto de alegria e serenidade.

Tende infinita piedade delas, Senhor, que são puras
Que são crianças e são trágicas e são belas
Que caminham ao sopro dos ventos e que pecam
E que têm a única emoção da vida nelas.

Tende piedade delas, Senhor, que uma me disse
Ter piedade de si mesma e de sua louca mocidade
E outra, à simples emoção do amor piedoso
Delirava e se desfazia em gozos de amor de carne.

Tende piedade delas, Senhor, que dentro delas
A vida fere mais fundo e mais fecundo
E o sexo está nelas, e o mundo está nelas
E a loucura reside nesse mundo.

Tende piedade, Senhor, das santas mulheres
Dos meninos velhos, dos homens humilhados – sede enfim
Piedoso com todos, que tudo merece piedade
E se piedade vos sobrar, Senhor, tende piedade de mim!

 

 

Bem, deixo de falar da Roseli. E digo que, felizmente, contra os atos dos bolsonaristas, em Cuiabá e pelo Brasil afora, tivemos uma enorme reação (reveja no vídeo a reportagem do Fantástico). E  os governadores divulgaram uma carta neste domingo (19) repudiando a participação e discurso do presidente Jair Bolsonaro em ato pelo fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal e contra as medidas de isolamento social pela epidemia do coronavírus.

20 dos 27 políticos assinam o documento que fala em ‘superar diferenças através do diálogo democrático’.  Gostei que até o nosso governador Mauro Mendes (DEM) se manifestou ao lado do Congresso e do STF, ao lado da democracia, contra o capetão e seu séquito de arruaceiros.

Acho que a guerra está declarada. Mas não está perdida para os democratas. Evidentemente que a nossa resistência precisa se avolumar. E precisamos tirar velhas senhoras como Roseli Arruda das ruas, com suas bandeiras sangrentas. Elas precisam ficar em casa, cuidar da própria saúde e da saúde de nossa liberdade,

 

 

Abaixo, leia a carta dos governadores na íntegra.

CARTA ABERTA À SOCIEDADE BRASILEIRA EM DEFESA DA DEMOCRACIA

O Fórum Nacional de Governadores manifesta apoio ao Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, e ao Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, diante das declarações do Presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a postura dos dois líderes do parlamento brasileiro, afrontando princípios democráticos que fundamentam nossa nação.

Nesse momento em que o mundo vive uma das suas maiores crises, temos testemunhado o empenho com que os presidentes do Senado e da Câmara têm se conduzido, dedicando especial atenção às necessidades dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios brasileiros. Ambos demonstram estar cientes de que é nessas instâncias que se dá a mais dura luta contra nosso inimigo comum, o coronavírus, e onde, portanto, precisam ser concentrados os maiores esforços de socorro federativo.

Nossa ação nos Estados, no Distrito Federal e nos Municípios tem sido pautada pelos indicativos da ciência, por orientações de profissionais da saúde e pela experiência de países que já enfrentaram etapas mais duras da pandemia, buscando, neste caso, evitar escolhas malsucedidas e seguir as exitosas.

Não julgamos haver conflitos inconciliáveis entre a salvaguarda da saúde da população e a proteção da economia nacional, ainda que os momentos para agir mais diretamente em defesa de uma e de outra possam ser distintos.

Consideramos fundamental superar nossas eventuais diferenças através do esforço do diálogo democrático e desprovido de vaidades.

A saúde e a vida do povo brasileiro devem estar muito acima de interesses políticos, em especial nesse momento de crise.

Brasília, 18 de abril de 2020.

RENAN FILHO

Governador do Estado de Alagoas

WALDEZ GÓES

Governador do Estado do Amapá

RUI COSTA

Governador do Estado da Bahia

CAMILO SANTANA

Governador do Estado do Ceará

RENATO CASAGRANDE

Governador do Estado do Espírito Santo

RONALDO CAIADO

Governador do Estado de Goiás

FLÁVIO DINO

Governador do Estado do Maranhão

MAURO MENDES

Governador do Estado de Mato Grosso

REINALDO AZAMBUJA

Governador do Estado de Mato Grosso do Sul

HELDER BARBALHO

Governador do Estado do Pará

JOÃO AZEVÊDO

Governador do Estado da Paraíba

PAULO CÂMARA

Governador do Estado de Pernambuco

WELLINGTON DIAS

Governador do Estado do Piauí

WILSON WITZEL

Governador do Estado do Rio de Janeiro

FÁTIMA BEZERRA

Governadora do Estado do Rio Grande do Norte

EDUARDO LEITE

Governador do Estado do Rio Grande do Sul

CARLOS MOISÉS

Governador do Estado de Santa Catarina

JOÃO DORIA

Governador do Estado de São Paulo

BELIVALDO CHAGAS

Governador do Estado de Sergipe

MAURO CARLESSE

Governador do Estado do Tocantins

Enock Cavalcanti, jornalista, é editor do blogue PAGINA DO ENOCK, editado a partir de Cuiabá, MT, desde o ano de 2009

CONHEÇA A SELEÇÃO DE VIDEO SOBRE NOSSO COTIDIANO FEITA PELO BLOGUEIRO ENOCK CAVALCANTI NO VIMEO

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 + 6 =