PREFEITURA SANEAMENTO

TCE gasta fortuna para garantir luxo de Sérgio Ricardo

Sérgio Ricardo e José Carlos Novelli: eles habitam o reino encantado do Tribunal de Contas de Mato Grosso, onde o dinheiro público, pelo que indica a reforma do gabinete do novo conselheiro, garante vida de nababo aos políticos que ali conseguiram se alojar

Quem informa é o insuspeito site “VG Noticias”, criado pela jornalista Édina Araújo, hoje secretária de imprensa do governo de Maninho de Barros, na prefeitura de Várzea Grande. A matéria mostra que, neste Mato Grosso de tantos horrores e carências, existem alguns ambientes que sobrevivem como uma espécie de reinos encantados, somente acessados por uns poucos privilegiados. Sustentados, é claro, pelo dinheiro público. Confira o noticiário. (EC)

Sala de recepção do conselheiro Sérgio Ricardo ficará em R$ 65 mil; Redecoração do gabinete já ultrapassa R$ 100 mil

O dinheiro público está sobrando no Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT). Recentemente, o órgão divulgou na Imprensa Oficial (Iomat) que gastaria mais de R$ 50 mil para “redecorar” o gabinete do conselheiro Sérgio Ricardo – ex-deputado estadual. Já na edição que circula nesta segunda-feira (05.11) em todo Estado, o TCE/MT divulgou mais uma despesa, desta vez, orçada em R$ 65 mil. Com isso, até o momento os gastos da redecoração do gabinete já somam R$ 119,4 mil.

O valor de R$ 54.400,00 foi destinado à aquisição de móveis planejados a ser instalados no gabinete do conselheiro. Para esta modalidade a empresa vencedora do certame foi a Dianez & CIA. LTDA. ME.

Porém, a decoração do gabinete de Sérgio Ricardo está custando os “olhos da cara”. Além da aquisição dos móveis planejados, o TCE/MT pretende remodelar a sala de recepção do conselheiro ao custo de R$ 65 mil.

De acordo com o aviso de resultado final de licitação do pregão presencial nº 23/2012, publicado na Iomat que circula hoje (05) em todo Estado, a empresa vencedora é a ATI Comércio de Móveis e Informática Ltda-ME. Ela será responsável por fornecer “materiais permanentes e utensílios específicos para compor a sala de recepção e o gabinete do conselheiro Sérgio Ricardo, conforme layout elaborado para remodelação do espaço”.

Vale destacar, que Sérgio tomou posse como conselheiro no início de maio para ocupar a vaga deixada por Alencar Soares – que se aposentou para disputar a Prefeitura de Barra do Garça.

por Rojane Marta/VG Notícias

———————–

OUTRA OPINIÃO

Sérgio Ricardo e Clodovil apenas uma coincidência
por VALDEMIR ROBERTO

Com toda a pompa e circunstância que a decoração merece.

Sim! Decoração…

Não sabia que o ex-deputado, jornalista e apresentador de programas populares voltados para as classes C e D, Sérgio Ricardo era tão sofisticado, ao ponto de empenhar mais de R$ 119 mil da redecoração de seu gabinete.

Depois de ingressar no Tribunal de Contas do Estado, seu estilo ficou refinado, muito diferente daquele homem que aparecia na TV com o cabo de enxada na mão, assentando piso e virando argamassa, na periferia de Cuiabá.

Pois é, leitores, as coisas mudam e ao que parece para alguns, para muito, mais muito melhor. Sérgio Ricardo assumiu como conselheiro em maio e desde então, lá se foram alguns mil reais para colocação de móveis planejados, pinturas e materiais necessários a fim de atender os anseios do conselheiro.

Sérgio Ricardo deve ter se inspirado no ex-deputado federal, estilista e apresentador Clodovil Hernandes (falecido), para torrar tanto dinheiro em apenas um gabinete, ou será uma mera coincidência?

Quem não lembra, que ao ser eleito deputado, com mais de 500 mil votos, Clodovil readequou totalmente seu gabinete ao custo de R$ 200 mil.

A única diferença entre Sérgio e Clodvil que o dinheiro para bancar o luxo do então deputado veio de seu próprio bolso, já Sérgio Ricardo…

Quem paga? Pelo visto o dinheiro tem jorrado das torneiras do TCE.

Vamos aguardar e observar como será a reforma do gabinete de Sérgio Ricardo, pelo andar da carruagem os tapetes devem ser Persas e as xícaras de porcelana da dinastia Ming, só pode.

 

VALDEMIR ROBERTO é jornalista em Cuiabá

fonte 24 HORAS NEWS

20 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.17.205.95 - Responder

    Aqui é um país do faz de conta. Esse cidadão até outro dia atrás, era vendedor de carros velhos na Pedra, ali no Bairro Dom Aquino. Hoje, pelo visto, já é um cabloco lord. Já se acha um lord inglês. Só que com verbas publicas. Por isso e tantas que este Brasil, passa ano e sai ano, nunca vai sair do atoleiro. Enquanto isso, a bugrada sem cultura e educação, morre nas portas do SUS. Tudo pela clássica falta de verbas. É assim mesmo, falta em lugar um e sobra em outro, para gastos como desse esnobe demagogo!

  2. - IP 200.140.16.232 - Responder

    Esse ficou importante abraçando e jogando murilinhos no rio Cuiabá. Com tantos problemas na saúde, temos que assistir a isso. Não tinha nem que estar preso, tinha que ir direto pros trabalhos forçados. Ou no paredão.

  3. - IP 187.54.112.129 - Responder

    Se aqui fosse o Japão esses conselheiros já teriam suicidado há muito tempo, aliás, isso teria ocorrido bem antes de serem conselhereiro porque por aqui o cara se dá mal na política ou faz acordões e de queda ganha uma promoção para Tribunal de Contas. Como dizia o ridículo Boris Casoy, ISSO É UMA VERGONHA, paisinho de quinta esse nosso!!! Por aqui tudo pode, tudo é permitido, desde que a pesasoa seja mal caráter, vagabundo, desonesto, ladrão, corrupto, mafioso, assassino, e político, não necessariamente nessa ordem. Mas o que mais gosto é da língua portuguesa, que riqueza, que variedade… ela nos proporciona uma infinidade de possibilidades….

  4. - IP 189.59.33.223 - Responder

    Tem que acabar com o tribunal de contas. Não serve para nada. Só fazem merda. Os conselheiros gostam de pagar de moralistas. São excelências em fazer merda.

  5. - IP 201.34.222.154 - Responder

    Na República de Mato Grosso sobra corrupção e mordomias nas três esferas de “Phoder” e faltam remédios na Farmácia de Alto Custo para os mais necessitados. Lembram do rombo do MT Saúde? Lembram do VLT e o tamanho da propina? E o escândalo dos maquinários? E os intermináveis rombos na AL/MT e seu vitalício presidente (com a conivência e cumplicidade dos demais caititus)? E o escândalo das cartas de crédito? E a falta de dinheiro para os hospitais regionais? E os resultados pífios na educação desse estado? E as estradas esburacadas e sem condições de tráfego? E….. haja espaço nesse blog para enumerar tantos escândalos e falcatruas! VERGONHA, VERGONHA,!

  6. - IP 177.41.80.214 - Responder

    Nem tudo “é lindo e maravilhoso, como parece”. Ouvi dizer que o Conselheiro Sergio Ricardo, anda pelos corredores do TCE perdido… Sem programa de TV, sem os holofotes da mídia e sem os poderes do legislativo… tá entrando numa “deprê”.

  7. - IP 186.213.225.135 - Responder

    Esse jornalista Sérgio Ricardo, decididamente, não honra as belas tradições do jornalismo em Mato Grosso. Ele só se aproveitou da profissão para garantir seus espaços e ir puxando brasa pra sua sardinha.

  8. - IP 177.198.54.26 - Responder

    Foi o próprio povo de Mato Grosso, através da “democracia” ou obrigação do voto, que colocou esse vendedor de carros na antiga pedra, perto da exposição, no poder…Depois disso, ele começou a usar dinheiro dos outros para construir casas pra miseráveis, abraços ao rio Cuiabá, distribuição de peixes, plagiando a invenção do Murilo Domingos, e muito mais coisas para se aparecer, inclusive com programa cretino da TV, herdado pelo FF… foi pescando, com o auxilio do coronel Riva, essa desmerecida vaga do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Agora é tarde para reclamar…Ainda bem que a mala de seu sobrinho gordo gastou e não levou, bem feito…
    Enquanto o voto for moeda de troca, apenas malas terão vida boa nesse Estado… Deixa ele decorar o gabinete com o que há de mais caro, não é ele quem está pagando…

  9. - IP 177.5.235.4 - Responder

    Nossa demcracia está contaminada pelo voto dos adolescentes estúpidos – que votam sem saber se quer as funçòes de cada eleito – pelo voto dos semi-alfabetizados e dos presidiários. São essas parasitas da democracia que elegeram gente como esse sergio ricardo.
    Alguém já disse que o TCE é melhor que o paraíso , pois para ir para o paraíso voce precisa morrer e para ir para o TCE voce vai vivo.

  10. - IP 177.3.227.177 - Responder

    Pra um (***) que conheci puxando cabos de microfones no canal 8, do então Fause Anache…esse (***) provou que em Cuiabá, os assaltos são rentáveis.

  11. - IP 177.63.156.214 - Responder

    E PARA QUE NINGUEM SE ESQUEÇA: O CITADO CONSELHEIRO, COMO TODOS OS DEMAIS INEGRANTES DAQUELE REINO ENCANTADO, É POSSUIDOR DE ILIBADA CONDUTA E SABEDORIA IMPAR! ESSE É O NOSSO PAIS DO FAZ-DE-CONTA!!!

  12. - IP 177.63.156.214 - Responder

    EU GOSTARIA DE SABER A QUANTAS ANDA O MOVIMENTO DA EX-SENADORA SERYS MARLY DE EXTINÇÃO DOS TCE’S. OU TUDO FOI PARA INGLES VER??? QUERO SABER QUAL A IMPORTANCIA DESSE ÓRGÃO SEM IMPORTANCIA ALGUMA? AHHHH… TEM UMA RAZÃO DE SER: CABIDE DE POLITICO CANSADO DA ÁRDUA TAREFA DE NAO FAZER NADA E, MESMO ASSIM, CONSEGUIR O STATUS DE “OTORIDADE” , E DE FORMA VITALICIA. MEUS DEUS! QUE PAÍS É ESTE???

  13. - IP 189.74.151.203 - Responder

    Estou lançando a campanha “pelo fim dos TCE”, que tal?! Infelizmente, nós trabalhadores ainda iremos pagar muito caro para manter as benesses de conselheiros, deputados e toda a elite do serviço público brasileiro! Pois não é?!

  14. - IP 177.63.102.47 - Responder

    Só para refrescar a memória. No milênio passado, esse canalha do Sérgio Ricardo se elegeu vereador. Por falcatruas na eleição o MPE pediu a cassação do seu mandato. Na votação no Pleno do TRE/MT, quando já haviam quatro votos pela perda do mandato, um ilibado desembargador pediu vistas.
    Passados 15 dias trouxe um voto divergente: o rito do processo contra o pilantra estaria errado. Não importava o crime eleitoral, o que importava era o rito. Aliás o então grande deputado Gilson de Barros disse uma vez na Câmara: “Preclusão é maior que a moral”.
    Em síntese, todos mijaram para trás e salvaram a pele do marreteiro da Pedra. Poderiam ter evitado que tal erva daninha se desenvolvesse. Deu no que de: Vereador, deputado, presidente da Assembléia, Conseglieri… PODE!!!!!!!!!!!!

  15. - IP 186.213.231.148 - Responder

    Enquanto isso, a Procuradoria Geral do Estado não tem sequer papel A4 para imprimir as petições de interesse do Estado de Mato Grosso. Vergonha.

  16. - IP 177.65.156.5 - Responder

    Essa conduta é resposta aos eleitores que se deixaram iludir com demagogias. Impossivel é não responder a algumas perguntas: Quem o arremessou ao TCE já que seria o presidente da vez na Assembléia? Oque está sendo costurado longe dos olhos do povo caso governador saia para candidatar?

  17. - IP 201.86.130.74 - Responder

    O problema nos tribunais de contas são as indicações políticas, entendo que o cargo de conselheiro deveria ser provido através de concurso público. Os servidores efetivos fazem a sua parte.

  18. - IP 177.17.204.193 - Responder

    A origem de todo esse problema é a má educação do povo . Infelizmente: não tem capacidade de analisar as estruturas, as conjunturas, políticas e sociais. Fica fácil para gente que só visa a política como meio de “vida” se eleger e se manter no poder. Não fosse isso, não teríamos, por exemplo, um “Tiririca” da vida eleito deputado e ainda Membro da Comissão de Educação e Cultura (Pasmem!!!). É por isso,que EDUCAÇÃO jamais será prioridade de nenhum destes governantes; pois quando isso acontecer, será o começo do fim para eles!

  19. - IP 187.54.110.223 - Responder

    Obras suntuosas e gastos perdulários, supérfluos e desnecessários é uma das formas de corrupção que sangra os cofres públicos. A grande imprensa irrigada com o dinheiro do contribuinte, faz ouvido de mercador e nada publica, nada questiona. O MP, fiscal da lei e da moralidade na condução da coisa pública, nada faz. O judiciário precisa ser provocado para dizer alguma coisa. A sociedade é complacente e já não reage diante a tamanha desfaçatez patrocinada por ditos fiscais dos gastos públicos. É mensalão em Brasilia, mesadas aqui e acolá. Obras nababescas e absolutamente desnecessárias. É preciso criar um forte movimento pelo fim dos conselheiros indicados por apaniguados políticos. Conselheiro precisa ser concursado. O TCE não pode ser casa de recompensa, de acomodação de políticos em fim de carreira.

  20. - IP 189.59.42.113 - Responder

    Pede pro Novelli abrir a casa dele pra ver quanto tem por lá dentro….

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 + 16 =