ELITE PREDADORA: Teté Bezerra aproveitou cargo de secretária de Turismo para passear pelo Brasil e pelo mundo afora. Às custas dos cofres públicos, é claro

Tendo para protege-la as costas largas do ex-governador e atual deputado federa. Carlos Bezerra, Teté Bezerra curtiu como poucas o cargo de secretária de Turismo de Mato Grosso. Agora, assumiu vaga de deputada, na Assembleia, onde o PMDB está assumindo o poder, com a queda cada vez mais expressiva do super processado deputado Geraldo Riva, já condenado pelo TJ e afastado da presidência do parlamento estadual

Tendo para protege-la as costas largas do ex-governador e atual deputado federa. Carlos Bezerra, Teté Bezerra curtiu como poucas o cargo de secretária de Turismo de Mato Grosso. Agora, assumiu vaga de deputada, na Assembleia, onde o PMDB está assumindo o poder, com a queda cada vez mais expressiva do super processado deputado Geraldo Riva, já condenado pelo TJ e afastado da presidência do parlamento estadual

tete bezerra sorriDiárias de Teté custaram R$ 140 mil

A ex-secretária de Turismo realizou 100 viagens em 859 dias de gestão; visitou destinos nacionais e internacionais no intuito de “vender” MT

RODRIGO VARGAS

DIÁRIO DE CUIABÁ

Foram 100 viagens em 859 dias. Uma por semana, em média. A maioria delas, para destinos nacionais – Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, principalmente. Mas também houve oportunidades para giros por concorridos destinos na Europa e América do Sul.

Somente em diárias, as andanças oficiais da ex-secretária estadual de Turismo, Teté Bezerra, consumiram R$ 140 mil dos cofres do Estado. A mais cara se deu em janeiro passado: R$ 15.150,16 em diárias, ao longo de quase duas semanas entre Milão (Itália) e Madri (Espanha).

Os números constam de um levantamento realizado pelo DIÁRIO nos registros do FIPLAN (sistema de planejamento, contabilidade e finanças do governo estadual) e considerou apenas os empenhos efetivamente pagos.

Desde a posse, em 1º de janeiro de 2011, até a quarta-feira passada (8), quando se desvinculou do cargo para reassumir sua vaga como deputada estadual, Teté Bezerra caracterizou sua gestão pela presença em feiras e eventos de divulgação do turismo.

Representantes do setor ouvidos pelo Diário, porém, afirmam que o ímpeto declarado de “vender Mato Grosso” não foi acompanhado por ações concretas para garantir condições de infraestrutura aos principais atrativos do Estado.

“Houve muito projeto, muita viagem, mas a realidade é que estamos a um ano da Copa do Mundo e quase nada foi executado. Não sei se haverá tempo para executar nem 50% do previsto”, avalia Jaime Okamura, presidente do Conselho das Entidades Estaduais do Turismo (CNTur-MT).

Segundo ele, a divulgação só tem resultado se ocorre em conjunto com os investimentos nos locais de interesse. “Eu vejo que a secretaria avançou muito em um lado e falhou no outro. Chapada não está pronta. Poconé não tem nada”, avalia.

O empresário André Thuronyi, que tem uma pousada na Transpantaneira, em Poconé, qualificou a gestão de Teté como “ridícula”. “A Copa do Pantanal vai ficar só no nome. O que o turista encontrar vai se dever exclusivamente aos esforços do setor. Do governo, mantido o cenário atual, não terá nada.”

Thuronyi critica a participação da secretaria em eventos de turismo de países como Portugal e Espanha, que estão com a economia em crise. “Fomos até lá vender para quem? Aqueles países estão quebrados”, afirma.

Lui Belfort, diretor de uma empresa de turismo em Chapada dos Guimarães, diz que as ações concretas no período se resumiram a “consultorias do Sebrae”. “Isso foi até interessante, mas não muda o fato de que a Salgadeira, o Portão do Inferno e a Cidade de Pedra seguem fechados”, diz.

Para Okamura, a preocupação do setor é com o ‘pós-Copa’. “Mato Grosso vai receber muitos jornalistas, que vão escrever matérias sobre o que encontrarem de bom e de ruim por aqui. O que será que irão dizer e escrever a respeito de nossa estrutura? Será que teremos uma divulgação positiva?”.

———-

Teté minimiza críticas e diz que resultados vão aparecer

DO DIÁRIO DE CUIABÁ

A deputada Teté Bezerra rebate as críticas à sua passagem pela Sedtur e afirma que os resultados de seu trabalho começarão a ser sentidos com mais “clareza” a partir deste ano. Segundo ela, muitas das ações previstas têm um “tempo de maturação”.

“Eu lancei muitas sementes que só irão dar resultado nos próximos meses. Mas isso não significa que nada foi concretizado até agora. Houve muitos avanços”, diz a parlamentar, em entrevista ao DIÁRIO.

Segundo ela, mais de R$ 250 milhões em recursos financiados pelo BNDES serão investidos até 2014 em três eixos: estradas, recuperação de atrativos e saneamento ambiental. As obras irão abranger um raio de 150 km a partir de Cuiabá. “É um investimento jamais visto no setor”, diz.

Em seu balanço, a ex-secretária contabiliza a realização de workshops, eventos com jornalistas, ações de fomento e qualificação para taxistas e a inclusão de Mato Grosso em roteiros nacionais e internacionais como objetivos alcançados.

Questionada sobre a preparação de Chapada dos Guimarães rumo à Copa, Teté admitiu que a cidade precisa de investimentos, mas se mostrou otimista. “Chapada não está pronta, mas vai estar”.

Sobre as polêmicas viagem, ela minimizou as críticas. “A secretaria participou de 23 viagens internacionais, mas eu acompanhei apenas nove. Em todas, porém, o objetivo foi o de promover Mato Grosso”.

Segundo ela, a presença do secretário nestes eventos amplia a possibilidade de contato com empresários e gestores dos países visitados. “Eu recomendo a todos os próximos secretários que façam o que fiz”, afirma.

As preocupações com a Copa do Mundo, segundo ela, são um resultado das “expectativas exageradas” em relação aos investimentos necessários. “As projeções estavam fora da realidade, e não apenas em relação ao turismo”. (RV)

Categorias:Jogo do Poder

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 200.140.95.3 - Responder

    A Teté não tá nem aí. O Importante é que ela curtiu muuuuuuito com esse cargo. Deem uma olhadinha nos álbuns de fotos dela.

  2. - IP 187.6.6.230 - Responder

    Tete foi oportunista como todos que ocupam cargos públicos e tem certeza que a memória do povo é curta

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

18 + 9 =