ÉDER MORAES, ROBERTO TURIN E A GAZETA: São muitas as hipóteses a se considerar e a se investigar, a partir do fato de Éder Moraes, na conversa com o representante do MP, falar de pressões tremendas do jornal sobre o governo de Silval Barbosa. Será que essas pressões efetivamente aconteceram? Não passará tudo de delírio do Éder Moraes que, como se sabe, é um personagem que tem muito de delirante? A possibilidade de que A Gazeta tenha sido paga, efetivamente, com dinheiro da Encomind, que teria passado pelo esquema do BIC Banco, esquema que teria sido coordenado por Eder Moraes, revelaria que a empresa comandada por Dorileo Leal teria recebido dinheiro que, estranhamente, não teria saído dos cofres da Secom

Lista apreendida na casa de Riva pode ser pista para “dinheiro sujo” pago pelo ex-presidente da Assembleia… by Enock Cavalcanti

Dorileo Leal, proprietário de A Gazeta, com o ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso Éder Moraes, no detalhe

Dorileo Leal, proprietário de A Gazeta, com o ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso Éder Moraes, no detalhe

A possibilidade de que A Gazeta tenha sido paga, efetivamente, com dinheiro da Encomind, que teria passado pelo esquema do BIC Banco, esquema que teria sido coordenado por Eder Moraes, revelaria que a empresa comandada por Dorileo Leal teria recebido dinheiro que, estranhamente, não teria saído dos cofres da Secom, como devem ter saído todos os recursos regularmente pagos às empresas jornalisticas de Mato Grosso que prestaram serviços ao Governo do Estado no ano de 2014.

Será que ficaram registros destes pagamentos?

Será que tudo não passa de especulação mentirosa de Éder Moraes?

Seria que A Gazeta foi engordada com verba de propina?

São muitas as hipótese a se considerar e a se investigar, a partir do fato de Éder, na conversa com o representante do MP, fala nas pressões tremendas do jornal sobre o governo de Silval Barbosa.

Será que essas pressões efetivamente aconteceram? Não passará tudo isso de delírios do Éder Moraes que, como se sabe, é um personagem que tem muito de delirante?

Que “cartas frias” teriam sido essas que A Gazeta teria emitido para poder receber dinheiro farto do esquema do Éder?

O Ministério Público, depois desse tempo todo, terá seguido e traçado o possível rastro deste dinheiro?

Será que o promotor Roberto Turin já avançou no esclarecimento deste rolo, depois mais de um ano?

Será que a reportagem política de A Gazeta vai nos ajudar também a esclarecer estes fatos?

Temos que ter paciência. A vida em uma democracia como a democracia brasileira, marcada por contínua instabilidade, exige muita paciência

 

Promotor Roberto Turin

Promotor Roberto Turin

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 × 3 =