(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

SUS e rede privada são obrigados a fornecer teste de autismo em bebês

Publicados

É bem Mato Grosso


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Já está em vigor desde quinta-feira (29) uma lei de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que obriga as unidades públicas e privadas de saúde em Mato Grosso a oferecer o questionário M-CHAT, permitindo assim aos bebês com faixa etária de 16 a 30 meses ser diagnosticado com autismo.

A sanção da Lei nº 11.349 pelo governador Mauro Mendes (DEM) foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado (DOE). A norma é aplicável ao Sistema Único de Saúde (SUS) e as clínicas e hospitais particulares.

Atualmente, o instrumento de identificação precoce do TEA (Transtorno do Espectro do Autismo) recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria é a escala M-CHAT.

O teste é composto por 23 questões do tipo sim/não, que devem ser respondidas pelos pais de crianças entre 16 e 30 meses de idade que estejam acompanhando o filho em uma consulta pediátrica.

As respostas aos itens da escala levam em conta observações dos pais com relação ao comportamento do filho.

A soma total dos pontos poderá indicar a presença de sinais do autismo, facilitando assim que as mães adotem precocemente medidas em favor do desenvolvimento dos filhos.

Em caso de pontuação elevada, é fundamental que a criança siga para uma avaliação com um médico especialista e uma equipe multidisciplinar.

Leia Também:  Mais de duas toneladas de drogas são retiradas de circulação em Mato Grosso

Confira a versão do M-CHAT em português:

Preencha as questões a seguir referentes às atitudes e comportamentos do seu filho (a). Procure responder de forma precisa a todas as perguntas feitas.

Caso o comportamento seja raro (ex.: você só observou uma ou duas vezes), por favor, responda como se seu filho não tivesse o comportamento.

 1. Seu filho gosta de se balançar, de pular no seu joelho etc.?

2. Seu filho tem interesse por outras crianças?

3. Seu filho gosta de subir em coisas, como escadas ou móveis?

4. Seu filho gosta de brincar de esconder e mostrar o rosto ou de esconde-esconde?

5. Seu filho já brincou de “faz de conta”, como, por exemplo, fazer de conta que está falando no telefone ou que está cuidando da boneca ou qualquer outra brincadeira de “faz de conta”?

6. Seu filho já usou o dedo indicador dele para apontar para pedir alguma coisa?

7. Seu filho já usou o dedo indicador dele para apontar para indicar interesse em algo?

8. Seu filho consegue brincar de forma correta com brinquedos pequenos (ex.: carros ou blocos) sem apenas colocar na boca, remexer no brinquedo ou deixar o brinquedo cair?

Leia Também:  Delegacia do Meio Ambiente e Sema apreendem 100 kg de pescado transportado irregularmente

9. O seu filho alguma vez trouxe objetos para você (pais) para lhe mostrar este objeto?

10. O seu filho olha para você no olho por mais de um segundo ou dois?

11. O seu filho já pareceu muito sensível ao barulho (ex.: tapando os ouvidos)?

12. O seu filho sorri em resposta ao seu rosto ou ao seu sorriso?

13. O seu filho imita você (ex.: você faz expressões/caretas e seu filho

imita)?

14. O seu filho responde quando você o chama pelo nome?

15. Se você aponta um brinquedo do outro lado do cômodo, o seu filho olha para ele?

16. Seu filho já sabe andar? 

17. O seu filho olha para coisas que você está olhando? 

18. O seu filho faz movimentos estranhos com os dedos perto do rosto dele?

19. O seu filho tenta atrair a sua atenção para a atividade dele? 

20. Você alguma vez já se perguntou se seu filho é surdo? 

21. O seu filho entende o que as pessoas dizem? 

22. O seu filho às vezes fica aéreo, “olhando para o nada” ou caminhando sem direção definida? 

23. O seu filho olha para o seu rosto para conferir a sua reação quando vê algo estranho?

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Seduc abre inscrições para processo seletivo do programa Alfabetiza MT

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) abre, nesta segunda-feira (20.09), inscrições para seleção de profissional da rede estadual de ensino de Mato Grosso para atuar como coordenador regional, formador regional de educação infantil, formador regional de alfabetização e consultor de formação do Programa Alfabetiza MT, lançado no mês passado pelo Governo do Estado. As inscrições para coordenador podem ser feitas até quarta-feira (22). Para formador e consultor até sexta-feria (24). Confira o edital.

A política pública tem a finalidade de alfabetizar crianças na idade certa, até o segundo ano do Ensino Fundamental, em regime de colaboração do Estado com os municípios. O governo estadual investirá R$ 16,5 milhões ao ano e terá apoio da Fundação Lemann, Associação Bem Comum e Instituto Natura.

Há incentivos para as profissionais e premiações conforme o desempenho de alfabetização dos envolvidos. O programa é inspirado em uma política pública que melhorou a qualidade da educação no Estado do Ceará.

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto destaca que 135 municípios já aderiram ao Alfabetiza MT, o maior programa de alfabetização da história de Mato Grosso. Lembra que, em parceria com os municípios, o Governo do Estado vai focar na formação continuada dos profissionais, na avaliação diagnóstica, na formação complementar e todo o acompanhamento e monitoramento que os parceiros precisarem.

Leia Também:  Delegacia do Meio Ambiente e Sema apreendem 100 kg de pescado transportado irregularmente

“Não queremos mudar a política de alfabetização do município, muito pelo contrário, o Estado quer fortalecer a gestão de alfabetização. Vamos premiar as escolas que atingirem os melhores resultados e auxiliar as que tiverem os piores índices para garantir o nível de aprendizado dessas crianças. A base de tudo é a alfabetização e a formação dessas crianças para que elas possam ter nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, uma qualidade maior no aprendizado. E eu tenho certeza que, em parceria com os municípios, nós vamos ter um ganho muito grande na qualidade da educação no Estado de Mato Grosso”.

Vagas, carga horária e seleção

O processo seletivo simplificado será para o preenchimento de vaga e formação de cadastro reserva, com a validade de dois anos, prorrogáveis por igual período.

O procedimento contempla os critérios para cada um dos cargos. Para 15 coordenadores regionais, poderão participar professores efetivos da rede estadual de ensino de Mato Grosso, lotados nos municípios que constituem os polos das 15 Diretorias Regionais de Educação (DREs).

Já os 15 formadores regionais de educação infantil, 15 formadores regionais de alfabetização e um consultor de formação poderão participar professores pedagogos, na condição de bolsista.

Os coordenadores regionais atuarão por 40 horas semanais e terão remuneração mensal do subsídio do servidor e mais 33,33%, com a vigência de 24 meses. Os formadores terão 30 horas de carga mensal e receberão R$ 600,00 por mês em um período de 8 meses. Enquanto o consultor de formação será remunerado por R$ 4 mil ao mês em contrato de 12 meses.  

Leia Também:  CGE treina Unidades Setoriais para uso do Sistema de Monitoramento

O processo de seleção para todos os cargos ocorrerá em duas etapas. A primeira com a análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório, com pontuação máxima de 15 pontos. E a segunda, entrevista semiestruturada, de caráter eliminatório e classificatório, via Google Meet ou presencial, a fim de concretizar uma avaliação adequada do candidato, conforme os quesitos exigidos para cada cargo/função.

A secretaria criará uma Comissão de Seleção composta por diretor, coordenador pedagógico e um professor formador da DRE de inscrição dos candidatos.

A Seduc informa que a participação no processo seletivo não implica na obrigatoriedade do recrutamento do profissional, apenas quando ocorrer a expectativa de contrato. A Secretaria de Estado de Educação se reserva no direito de proceder às chamadas em número que atenda às necessidades de alfabetização.

O Processo de Seleção será organizado pela Secretaria de Estado de Educação, por meio da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas e Secretaria Adjunta de Gestão Educacional, através da Comissão de Seleção das DREs.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA