(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Reunião na chefe da Casa Civil busca valorização salarial da Polícia Penal

Publicados

É bem Mato Grosso


Foto: BRUNO BARRETO / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), na manhã desta terça-feira (14), liderou uma comitiva de policiais penais rumo ao Palácio do Governo do Estado de Mato Grosso. O encontro com o chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e o secretário de estado Planejamento e Gestão (Seplag), Basílio Bezerra Guimarães dos Santos, teve como pauta única, a valorização salarial da Polícia Penal. Também participaram do encontro o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen), Amaury Neves, o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Jean Carlos Gonçalves e demais policiais penais.

A agenda intermediada pelo deputado, que também é policial penal de carreira, teve como intuito a entrega de um estudo no qual aponta os impactos financeiros, com uma possível valorização salarial direcionada aos agentes de segurança do Sistema Penitenciário. 

“Fico muito feliz em ver que o chefe da Casa Civil atendeu ao nosso chamado e está aberto ao diálogo. Uma fala tanto do governador como do próprio Mauro Carvalho, é de que algumas categorias foram ‘deixadas para traz’ nos Governos passados, como é o caso da Polícia Penal, e isso faz com que eles não descartem um ganho real no futuro” disse o deputado.

Leia Também:  ALMT mantém funcionamento em horário especial neste mês

O estudo foi elaborado pelo sindicato e passará por uma análise técnica realizada pelo Poder Executivo, voltando as negociações após a primeira quinzena do mês de outubro. O presidente do Sindspen, logo após o encontro, disse que avalia como “positivo” a reunião, lembrando que é preciso que os policiais penais tenham a oportunidade de poder “negociar” com os gestores.

“Apresentamos um estudo muito bem elaborado e fundamentado, na qual mostramos os impactos econômicos e financeiros, relacionados a Polícia Penal. Mostramos todo o embasamento do nosso pedido, sem causar nenhum ônus aos cofres públicos de Mato Grosso, corrigindo e equiparando o nosso salário em relação as outras Forças de Segurança. Agradeço ao empenho do nosso irmão policial penal e deputado João Batista pelo empenho, nos dando a oportunidade que precisamos para poder dialogar com o Poder Executivo”, explicou Amaury. 
 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Domingo (26): Mato Grosso registra 534.484 casos e 13.769 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (26.09), 534.484 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.769 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 95 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 534.484 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.412 estão em isolamento domiciliar e 516.554 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 101 internações em UTIs públicas e 67 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 26,86% para UTIs adulto e em 11% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (110.579), Várzea Grande (37.675), Rondonópolis (37.587), Sinop (25.825), Sorriso (18.166), Tangará da Serra (17.684), Lucas do Rio Verde (15.576), Primavera do Leste (14.677), Cáceres (11.785) e Barra do Garças (10.552).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Continua suspenso o prazo para regularização das CNHs vencidas desde março de 2020

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (25.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.343.304 casos da Covid-19 no Brasil e 594.200 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha casos da 21.327.616 Covid-19 no Brasil e 593.663 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (26.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Governo finaliza construção de cinco pontes de concreto na Transpantaneira

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA