(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Profissionais da Segurança Pública serão vacinados contra a Covid-19

Publicados

É bem Mato Grosso


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) buscou, incansavelmente, garantir a imunização dos profissionais da segurança pública de Mato Grosso que atuam desde o início da pandemia da Covid-19. O parlamentarapresentou as Indicações de n.º 1.984/2021 e n.º 1.356/2019 que foram direcionadas à Presidência da República, aos Ministérios da Saúde e da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e para a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES) no intuito de garantir a vacinação. 

Além desses órgãos competentes, o parlamentar também solicitou, por meio de ofícios, ao deputado Dr. Leonardo (SD), coordenador da bancada federal de Mato Grosso, e ao presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, para articular com os gestores das 141 cidades de Mato Grosso a inserção dos agentes da segurança pública no grupo prioritário de imunização devido ao Ministério da Saúde ter dado autonomia para essa definição por parte dos Estados, Distrito Federal e municípios do país.

Programa Nacional – A confirmação da categoria no Programa Nacional de Imunização foi dada, no dia 31, por meio de Nota Técnica de nº 297/2021, emitida pelo Ministério da Saúde. “Foi a melhor notícia que recebemos para as forças de segurança. Só para se ter uma ideia, um levantamento da minha assessoria jurídica, aponta que foram mais de 2 mil profissionais ativos infectados e cerca de 21 óbitos por causa da Covid-19. Já faz um ano que estamos na pandemia e essa categoria sendo linha de frente. Estes servidores são merecedores desta atenção! Afinal, trabalham em prol da sociedade e colocam as suas vidas em risco”, explica Claudinei.

Leia Também:  Botelho anuncia emendas para infraestrutura e transporte escolar em Poconé

Conforme o documento, os profissionais mais expostos às ações de combate à Covid-19 serão contemplados. Com isso, será antecipado o envio de um quantitativo de doses de vacinas, de maneira escalonada e proporcional, direcionado, exclusivamente, para a vacinação dos trabalhadores de segurança, e salvamento e forças armadas.

Governo – O governador Mauro Mendes (DEM) e o secretário de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo, se posicionaram sobre a vacinação para as forças de segurança pública de Mato Grosso. “Acabamos de ser informados pelo Ministério da Saúde, nesta nota técnica, que já autoriza iniciar a imunização dos profissionais da segurança pública. Já existe um percentual de 6% destinados, para iniciarmos a imunização destes profissionais. É uma notícia boa, agora vamos nos preocupar em fazer as pactuações regionais para o encaminhamento destas doses”, disse o secretário.

 Mendes ressaltou que juntamente com outros governadores do Consórcio da Amazônia fizeram forte ação junto ao Ministério da Saúde para que houvesse essa liberação das vacinas. “Dialogamos, falamos com o ministro, organizamos este pleito, pedimos apoio da bancada federal e, assim, foi feita essa autorização que vamos iniciar, imediatamente, a vacinação das forças de segurança”, frisou o chefe de Estado.

Leia Também:  Segunda-feira (29): Mato Grosso registra 304.416 casos e 7.485 óbitos por Covid-19

 As instituições beneficiadas serão a Polícia Judiciária Civil (PJC), Polícia Militar (PM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Sistemas Penitenciário e Socioeducativo, Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e Departamento de Trânsito (Detran) de Mato Grosso.

Vacinas – O governo estadual anunciou também, no mesmo dia, a compra direta de 1,2 milhão de doses da vacina russa Sputnik V que possui eficácia comprovada de 91,6%, sendo preciso a aplicação de duas doses por pessoa para a devida imunização. Em Mato Grosso, já foram aplicadas 227.829 vacinas que estão relacionadas a 164.898 e 62.931, respectivamente, de pessoas que receberam a 1° e a 2° dose.

Pandemia – No Boletim Epidemiológico do Governo do Estado de Mato Grosso, do dia 31 de março de 2021, já são 310.337 casos confirmados de Covid-19, com 7.675 óbitos.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Sábado (16): Mato Grosso registra 542.919 casos e 13.882 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (16.10), 542.919 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.882 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 152 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 542.919 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.032 estão em isolamento domiciliar e 526.375 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 93 internações em UTIs públicas e 42 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 28,35% para UTIs adulto e em 7% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (112.673), Várzea Grande (39.573), Rondonópolis (38.161), Sinop (26.144), Sorriso (18.352), Tangará da Serra (17.777), Lucas do Rio Verde (15.688), Primavera do Leste (14.762), Cáceres (11.899) e Alta Floresta (10.613).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Contribuintes podem renegociar débitos de IPVA e ITCD até 31 de agosto

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (15.10), o Governo Federal confirmou o total de 21.627.476 casos da Covid-19 no Brasil e 602.669 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.612.237 casos da Covid-19 no Brasil e 602.099 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (16.10).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Segunda-feira (29): Mato Grosso registra 304.416 casos e 7.485 óbitos por Covid-19

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA