(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Procon-MT aprimora fluxo interno de trabalho e define prazo máximo de resposta a consumidores

Publicados

É bem Mato Grosso


O Procon de Mato Grosso vem desenvolvendo uma série de ações no último ano para agilizar o atendimento e o prazo de resposta aos consumidores que procuram o órgão. A principal delas é a criação e implementação de uma nova dinâmica de trabalho, que estabelece prazo máximo de até 120 dias para dar uma resposta aos consumidores que possuem processos administrativos por problemas de consumo.

O secretário adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo Taques, explica que 78% das demandas que chegam ao Procon-MT são resolvidas rapidamente, na fase preliminar, muitas vezes já no primeiro atendimento prestado ao consumidor. No entanto, os 22% restantes que não puderam ser resolvidos no contato inicial com o fornecedor, que é feito por telefone, carta ou e-mail, são transformados em processos administrativos. 

“É para esses casos que, a partir de agora, o prazo máximo de resposta será de até 120 dias”, salientou o secretário, informando que, conforme estudo realizado pelo Procon-MT, mensalmente são instaurados em média 400 processos administrativos novos no órgão de defesa do consumidor, além dos atendimentos.  

Conforme o novo fluxo interno do órgão de defesa do consumidor estadual, o prazo de 120 dias para que seja proferida decisão administrativa de 1º grau – cabendo recurso, conforme o caso – vale para os processos novos, registrados a partir de 15 de fevereiro de 2021, uma vez que estudos realizados em 2020 apontam um passivo de aproximadamente 10 mil processos sem finalização.

Leia Também:  Servidora é presa por repassar celular a recuperando na PCE

Edmundo Taques defende que a normatização dos fluxos internos da instituição é fundamental para aumentar a transparência do órgão, bem como mensurar e gerar estatísticas que sirvam como base para as ações de defesa do consumidor. 

“Desde abril de 2020, trabalhamos internamente para remodelar os fluxos internos e, assim, entregar ao cidadão um serviço mais qualificado. Desejamos que o consumidor, ao dar entrada em uma reclamação no Procon-MT, tenha clareza de quanto tempo este processo deve durar e, assim, possa organizar sua vida econômica com base nisso. O que resulta ainda em mais transparência e controle social”, pontuou o secretário.  

A nova dinâmica de trabalho contempla expectativas de consumidores, fornecedores e do Governo do Estado, como por exemplo a necessidade de dar respostas mais rápidas ao cidadão, adequar o serviço do Procon-MT às normativas vigentes e permitir a transição do modelo de processo físico para o virtual, que será em breve implementado no Procon-MT, conforme o secretário. 

Legislação

Ao reduzir para 120 dias o prazo máximo para uma decisão referente a um processo, o Procon-MT se adequa ao que estabelece a Lei Estadual (nº 7.692/02), que trata do prazo de resposta a qualquer requerimento apresentado pelo cidadão ao Governo de Mato Grosso. 

O prazo também foi ratificado na Instrução Normativa nº 05 da Setasc/Procon/2020, de outubro de 2020, que dispõe sobre a aplicação da Lei Estadual 7.692/2002 nos atos processuais de apuração de infrações às normas de proteção e defesa dos direitos dos consumidores instaurados a partir de reclamações, fiscalizações ou de ofício. 

Leia Também:  Diagnóstico tardio da tuberculose compromete pulmões, alerta pneumologista

Passivo 

Além de garantir resposta mais rápida aos novos processos iniciados no Procon-MT, a nova dinâmica de trabalho também objetiva acelerar a finalização de processos administrativos que já estavam tramitando no Procon ou que aguardam decisão (de 1º ou 2º graus). 

Em inventário realizado no último semestre de 2020, foram identificados cerca de 10 mil processos em tramitação no Procon – instaurados entre 2009 e 2020 – e que ainda não foram finalizados. Para isso, ficou definida a criação de quatro Grupos de Trabalho, compostos exclusivamente por conciliadores de defesa do consumidor. 

Pela metodologia, cada equipe terá a duração de 120 dias e atuará em fases distintas. Após esse período, é apresentada nova escala, com redistribuição dos servidores de forma a garantir o revezamento dos profissionais.

O prazo de resposta para os processos registrados antes de 15 de fevereiro de 2021 não se enquadra na regra dos 120 dias. “Queremos julgar todos os processos pendentes no Procon e zerar o passivo em até 24 meses. Além de garantir a resposta ao cidadão, o Procon está na iminência de começar a trabalhar com o processo digital. Para isso, precisamos finalizar as demandas em aberto, garantindo uma transição harmônica do modelo físico para o virtual”, informa o secretário.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Governador entrega novo complexo que vai melhorar atuação da Polícia Civil: “Mais eficiência no atendimento à população”

Publicados

em


O governador Mauro Mendes entregou o novo complexo que abriga cinco delegacias de Sinop (500 km de Cuiabá). Durante a solenidade, ele fez questão de destacar que um ambiente de trabalho adequado irá refletir em melhor prestação de serviço à população.

A nova estrutura foi inaugurada na tarde desta quarta-feira (05.05) e abriga no mesmo prédio todas as unidades da Polícia Civil de Sinop: Delegacia Regional; 1ª Delegacia de Polícia; Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso; e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos e a Central de Flagrantes. 

“Melhorar a qualidade das unidades otimiza o trabalho e cria um ambiente mais profissional, muito melhor para o trabalho da Polícia Civil. E, no final do dia, temos como reflexo a melhor prestação de serviço para a população”, pontuou o governador, lembrando que a implantação do complexo foi possível com as parcerias da prefeitura, iniciativa privada, Assembleia Legislativa, Ministério Público e Judiciário.

Mauro Mendes destacou que o Governo de Mato Grosso tem feito uma série de investimentos na Segurança Pública, por meio do programa Mais MT. “Vamos ampliar esse trabalho de adequação das unidades das forças de segurança, para que nossas Polícias Civil e Militar e os bombeiros possam prestar um serviço mais eficiente e de qualidade para todos”.

Para a construção do complexo, cujas obras iniciaram em setembro de 2020, foi investido R$ 1,5 milhão. Também foram adquiridos mobiliários e equipamentos de Tecnologia da Informação com R$ 500 mil oriundos de emenda do deputado estadual Dilmar Dal Bosco. 

Leia Também:  Escola aposta em conteúdo dinâmico para motivar alunos nas aulas não presenciais

“Acreditamos no seu governo e em todas essas retribuições, governador, principalmente, para beneficiar a segurança pública. Parabéns por dar esse retorno à população”, disse o deputado.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, frisou que a recuperação fiscal do Estado tem permitido investimentos na melhoria da área, com a entrega de novas viaturas, armamento, tecnologia de qualidade e novas unidades às forças de segurança.

“Este ano ainda, vamos entregar o melhor armamento para cada policial de cada unidade e 100% da Polícia Civil vai ter instrumento de investigação de qualidade, com tecnologia de ponta, o que vai acabar com o uso do papel. Só pedimos que os policiais trabalhem com mais afinco, o que tenho certeza que vai acontecer, pois temos homens e mulheres de qualidade e que merecem equipamentos e locais de trabalho dignos”, destacou Bustamante.

O novo complexo possui quase 4 mil metros quadrados, sendo mais de 2,2 mil de área construída. As delegacias têm salas climatizadas e um espaço amplo e confortável para o trabalho das equipes e atendimento à população.

A estrutura conta com 67 salas, 33 banheiros, estacionamento coberto para 16 veículos e aberto para aproximadamente 35 carros, área verde com 700 metros quadrados, além de uma sala destinada à Polícia Militar.

Leia Também:  PGE empossa procuradora aprovada em concurso

O delegado-geral da Polícia Judiciária Civil, Mário Dermeval, agradeceu ao empenho da gestão estadual para implantar a nova estrutura. “A população pode ter certeza de que não mediremos esforços para garantir o bom desempenho de nossa atuação”.

Para o delegado regional de Sinop, Carlos Eduardo Muniz, o novo complexo de delegacias representa a garantia de exercer o bom serviço policial para a comunidade, que, segundo ele, só procura a Polícia Civil porque tem algum problema e merece ser tratada com respeito e dignidade.

“Esse complexo é fruto de muita luta e estou emocionado hoje, pois todos nós policiais merecemos um ambiente como esse, excepcional, salubre e digno, porque servimos às pessoas e para servir bem, temos que estar bem. É uma honra muito grande estar nessa função e ter a confiança de nossos gestores”, finalizou ele.

Também participaram o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, o secretário de Educação, Alan Porto, o comandante-geral da Polícia Militar, José Jonildo de Assis, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Alessandro Borges, o deputado federal Juarez Costa e os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Xuxu Dal Molin e João Batista.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA