(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Polícia Civil esclarece feminicídio em Lucas do Rio Verde, em que envolvidos simularam suicídio de vítima

Publicados

É bem Mato Grosso


A Polícia Civil em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá) esclareceu um feminicídio ocorrido no início do mês e prendeu uma, das três pessoas envolvidas no crime. A vítima, Indiana Geraldo Tardett, 42 anos, foi morta a golpes e o corpo foi encontrado com simulação de um possível suicídio.

Na sexta-feira (26.06), a Delegacia de Lucas do Rio Verde deflagrou a Operação Encruzilhada para cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão contra os alvos da investigação. Contudo, dois deles estão foragidos, sendo um, o mandante do crime e ex-marido da vítima. 

Conforme a investigação presidida pelo delegado Eugênio Rudy Junior, foram identificadas três pessoas- o ex-marido da vítima, de 48 anos, e um casal, que teria executado o crime sob encomenda do ex-companheiro de Indiana.

Além dos mandados de prisão, foram expedidos mandados de busca e apreensão domiciliar, que foram cumpridos na residência dos envolvidos na sexta-feira (25) e nesta segunda-feira. 

A vítima teve um relacionamento durante cinco anos com o investigado e estava separada dele.

Crime

No dia 01 de junho, a filha vítima procurou a Delegacia da Polícia Civil informando que não estava conseguindo contato com a mãe desde o domingo, 30 de maio.

Leia Também:  Serviços de cidadania são oferecidos gratuitamente para moradores do Pedra 90

As investigadoras do Núcleo de Atendimento a Mulher Vítima de Violência foram até residência da vítima e verificaram que o veículo da vítima estava estacionado na garagem e a porta encontrava-se apenas encostada.

Ao entrar na residência, a equipe policial avistou o corpo de Indiana no quarto, com a cabeça enrolada em um cobertor e deitada sobre um lençol branco. Uma faca estava na mão direita da vítima e o pulso apresentava um corte. As policiais civis acionaram a Politec para a perícia na casa.

Diante do cenário encontrado, o delegado instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Indiana e com as informações coletadas no decorrer da investigação foi apurado que os envolvidos tentaram, claramente, fraudar o local do crime, simulando que se tratava de um suicídio.

“A perspicácia e experiência dos investigadores, aliada ao entendimento da perícia, demonstrou que se tratava de um homicídio”, pontuou Eugênio Rudy.

As investigações avançaram e a Polícia Civil conseguiu esclarecer que o ex-marido de Indiana Tardett teria planejado toda a ação criminosa, contratando outras duas pessoas para executar o crime. O casal contratado era conhecido da vítima e do ex-marido dela. 

Leia Também:  Deputado Claudinei defende autonomia da Polícia Civil

Para atrair Indiana e impossibilitar qualquer forma de resistência, o casal simulou que faria um ritual de magia com ela. Porém, tratava-se apenas de uma simulação para tirar qualquer chance de defesa da vítima. A vítima foi morta com um golpe certeiro na cabeça, que pela posição, evidencia que ela possivelmente estava de joelhos quando foi atingida.

Com o objetivo de confundir a Polícia, os envolvidos cortaram os pulsos e pescoço da vítima, situação que poderia levar a polícia a crer que se tratava de um suicídio.

Com os elementos informativos coletados durante a investigação, o delegado representou pela prisão temporária dos envolvidos. Buscas foram realizadas em Campinas (SP), Cuiabá e Lucas do Rio Verde pelos envolvidos no crime, sendo que até o momento apenas a mulher foi presa.

“A Polícia Civil considera que os outros dois são foragidos da justiça, uma vez que, para se escapar da responsabilização criminal, fugiram do distrito da culpa”, pontuou o delegado Eugênio Rudy.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Rádio Assembleia amplia programação em 2021 e prepara novidades para 2022

Publicados

em


Programa Lugar de Mulher

Foto: Ronaldo Mazza

Com três programas totalmente novos e três repaginados, a Rádio Assembleia 89,5 FM encerrou o ano de 2021 com grande produção. Atualmente, a rádio conta com 17 programas em sua grade, que abordam diferentes assuntos e estilos musicais, além das transmissões ao vivo e notícias sobre as atividades realizadas no Legislativo Estadual.

A superintendente da Rádio Assembleia, Tatiana Medeiros, afirma que o resultado positivo é fruto do comprometimento e profissionalismo de todos os integrantes da equipe.

“Devido à pandemia da Covid-19, nós tivemos que nos adaptar e conseguimos fazer isso muito bem. Desde 2020, a equipe passou a trabalhar de forma híbrida e manteve a mesma agilidade e dinamismo. A rádio não só manteve toda a sua produção de conteúdo, como ainda colocou no ar vários programas novos”, destaca.

Entre as estreias de 2021, está o “Balança Mato Grosso”, que foi ao ar em outubro. O programa é exibido todas as sextas-feiras, às 13h, e apresenta diferentes ritmos musicais. Seu comando fica por conta de Felippe Botelho, servidor da Assembleia Legislativa e professor de dança.

O programa “Pela Ordem” estreou em novembro. Apresentado pelos jornalistas Thayana Bruno, Bruno Pini, Lucky Marlon e Laurindo Neto, servidores da ALMT que se revezam em duplas, a nova atração exibe semanalmente informações e reportagens sobre as ações realizadas pelo Parlamento estadual, além de entrevistas com deputados estaduais e pessoas envolvidas em trabalhos e discussões que estão ocorrendo no momento.

Leia Também:  MT Hemocentro promove campanhas de doação de sangue no mês de maio

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O “Pela Ordem” vai ao ar toda sexta-feira, às 20h, logo após a Voz do Brasil. “O programa faz um resumo, uma análise, do que aconteceu durante a semana na Assembleia Legislativa, com a cobertura das comissões, audiências públicas e sessões plenárias”, explica o gerente da Rádio Assembleia, Eduardo Ferreira.

O “Arquivo Musical” é outra novidade na programação da Rádio Assembleia 89,5 FM. O programa estreou em dezembro e faz uma revisitação ao passado musical. “São músicas antigas que nunca envelhecem, músicas de qualidade, que são eternas”, ressalta Ferreira.

Produzido por Paulo de Tarso e apresentado por Edson Pires, o “Arquivo Musical” vai ao ar todas as sextas-feiras, às 20h30, e sábados, às 13h.

Repaginados – Em 2021, alguns programas que já faziam parte da programação passaram por mudanças de perfil ou ampliação. É o caso do “Sons de Mato Grosso”, que antes era exclusivamente radialístico e, após grande sucesso e aceitação do público, também passou a ser transmitido pela TV Assembleia, com a exibição de videoclipes e entrevistas com músicos do estado. 

Leia Também:  Segundo leilão de bens inservíveis do Indea-MT arrecada mais de R$ 72 mil

O programa “Gol a Gol” também passou por uma restruturação e agora é exibido todas as sextas-feiras, às 12h. Já o “Lugar de Mulher”, apresentado por Tatiana Medeiros e Hend Santana, teve seu tempo de duração ampliado. Para acompanhá-lo, basta sintonizar a Rádio Assembleia 89,5 FM, todas as sextas-feiras, às 11h. 

“Nós avaliamos o desenvolvimento do programa e a aceitação do público. Felizmente, todos os programas estão dando certo e aí vamos aumentando a carga horária deles”, explica Tatiana Medeiros.

Programação ampliada – Em 2021, a Rádio Assembleia 89,5 FM, que integra a Rede Legislativa de Rádio, encabeçada pela Rádio Câmara, da Câmara dos Deputados, otimizou o tempo destinado à programação local.

Às sextas-feiras são exibidos 11 programas regionais, que, juntos, somam quase 15 horas de transmissão. Aos sábados, a programação regional se estende das 6h às 20h, com a transmissão de 13 programas.

2022 – Este ano, a parceria com a TV Assembleia será ampliada, com a transmissão de outros programas no formato rádio/TV, como o “Lugar de Mulher”.

A estreia de um programa voltado ao lambadão mato-grossense e a ampliação do programa “Pela Ordem” são outras possibilidades que já estão sendo analisadas.

Além disso, a Rádio Assembleia, assim como a TV Assembleia, fará a cobertura completa das Eleições 2022, com transmissões ao vivo.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA