(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Nova remessa da CoronaVac contemplará idosos de 80 a 84 anos

Publicados

É bem Mato Grosso


O Governo de Mato Grosso recebeu, nesta quinta-feira (25.02), 11,8 mil doses da vacina CoronaVac. O quantitativo foi encaminhado pelo Ministério da Saúde e será destinado aos grupos da primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, mais especificamente aos idosos entre 80 e 84 anos. 

As unidades da nova remessa poderão ser utilizadas como primeira ou segunda aplicação. Para a vacina CoronaVac, o prazo para a aplicação da segunda dose varia entre 14 e 28 dias.

“A imunização dos grupos prioritários é fundamental para a contenção da pandemia pelo coronavírus e a vacina é a forma mais eficaz de conseguirmos diminuir as mortes e a transmissão da Covid-19. O estado de Mato Grosso segue estritamente as recomendações da Campanha Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde e espera que mais e mais doses cheguem para dar celeridade à imunização”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

Com a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalham no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

Leia Também:  Autoridades reivindicam efetivo à Polícia Militar de Santo Antônio do Leste.

Até o momento, o Estado de Mato Grosso recebeu 224.560 mil doses de vacina do Ministério da Saúde. O Estado é o segundo que mais aplicou doses de vacina contra a Covid-19 no Centro-Oeste do país. 

Segundo o Ministério da Saúde, desde o início da vacinação, em 19 de janeiro, um total de 111.289 doses foram aplicadas no estado.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Quatro das 141 prefeituras de Mato Grosso contratam mão de obra de recuperandos

Publicados

em


Nove prefeituras de Mato Grosso têm parceria com a Fundação Nova Chance (Funac) na contratação da mão de obra de recuperandos. Quatro delas – Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Alta Floresta e Nobres – estão com presos trabalhando atualmente, as demais estão em processo de renovação do convênio.

Juntas, as quatro prefeituras empregam a mão de obra de 169 pessoas. Eles são remunerados com um salário e o benefício é revertido em parte para família, uma parte para ele poder comprar algo na cantina da unidade penal e a terceira parte ele acessa quando sair o alvará de soltura.

Atualmente 570 recuperandos estão trabalhando em Mato Grosso. As prefeituras, empresas e outros órgãos públicos realizam contratações sem necessidade de licitação, sem encargos trabalhistas e beneficia pessoas em situação de vulnerabilidade.

“A contratação da mão de obra de recuperandos reflete diretamente na segurança pública, pois reduz a reincidência além contribuir com a renda familiar. São vagas de trabalho remunerado, que também impactam na economia”, destacou o presidente da Funac, Emanoel Flores.

Leia Também:  Max Russi quer rapidez na liberação de crédito às micro e pequenas empresas

Os órgãos públicos estaduais são os maiores empregadores de mão de obra de presos, com 232 presos contratados. Além disso, há mão de obras de presos contratados pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso (OAB/MT), Defensoria Pública e 14 empresas entre cooperativas e empresas privadas.

Também está em tramitação na Funac a parceria com a empresa VG Reciclagens para 18 vagas de recuperandos do regime fechado e Termos de Cooperação com a MTI e ampliação da mão de obra utilizada pela Sesp. Novo contrato será para serviços de jardinagem para as forças de segurança.

Sobre a Funac

A Fundação Nova Chance – Funac é a instituição vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública que tem a missão contribuir para a reinserção social de homens e mulheres privados de liberdade e egressos, ressocializando-os por meio de educação, profissionalização, trabalho, geração de renda e assistência à família, com servidores qualificados e parceiros corresponsáveis.

Com forte atuação no encaminhamento para o trabalho, a Funac tem firmado parcerias com instituições públicas e privadas. A seleção das pessoas do regime semiaberto é feita pela Fundação, apoio na regularização documental e bancária, além de orientação e fiscalização.

Leia Também:  Autoridades reivindicam efetivo à Polícia Militar de Santo Antônio do Leste.
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA