(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Metamat inaugura escritório regional em Guarantã do Norte

Publicados

É bem Mato Grosso


A Companhia Mato-Grossense de Mineração (Metamat) inaugurou nesta quinta-feira (22-07), o escritório regional de Guarantã do Norte. A unidade tem como finalidade realizar orientação técnica e executar projetos do setor mineral, com ênfase àqueles que contribuam para geração de emprego e renda na região.

O escritório, fruto da assinatura do termo de cooperação entre a empresa estadual e a prefeitura de Guarantã, contará com um geólogo, um técnico e dois estagiários.

O prefeito de Guarantã do Norte, Érico Estevan Gonçalves, ressalta a importância da empresa mineradora no município. “Essa é mais uma parceria que vem trazer conhecimento para a região, que irá criar emprego e fortalecer a economia local, por meio da orientação ao garimpeiro, ao minerador para que esses profissionais trabalhem da forma correta”.

Dentre as atribuições da sede regional estão ações de ordenamento, regularização e de fiscalização das atividades mineradoras, que visam coibir o trabalho clandestino de garimpagem e a comercialização ilegal de minerais. A equipe também ficará responsável pelo cadastro dos produtores de bens minerais no município.

Leia Também:  Comunidade indígena de General Carneiro recebe ambulância via emenda parlamentar

Segundo o presidente da Metamat, Juliano Jorge Boraczynski, a estrutura do novo escritório é diferenciada. “Nós teremos, inclusive, uma geóloga que mora na cidade. E com isso poderemos dar suporte para aumentar a Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM), não só para as cooperativas de ouro, mas para todos os tipos de minérios produzidos na região. Hoje, o município tem um depósito de cobre a ser explorado e faremos pesquisa para que esse recurso seja utilizado por uma multinacional”, destaca.

Ampliação

Com o novo espaço, a Metamat passa a ter três escritórios regionais, eles estão sediados nos municípios de Alta Floresta, Nova Bandeirantes e Guarantã do Norte. A previsão é de que neste semestre seja aberto o quarto regional, dessa vez em Aripuanã.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Mato Grosso não ficará para trás

Publicados

em


Mato Grosso dá, enfim, um grande passo na garantia dos direitos de cerca de 400 mil crianças e adolescentes. Depois de muito planejamento, debates, aumento de repasses para as escolas, capacitações, e respaldo do Ministério Público e do Poder Judiciário, a rede estadual de ensino está pronta para retomar as aulas na modalidade híbrida, o que vai acontecer no dia 3 de agosto. Vamos interromper um processo que ampliava, cada dia mais, o abismo existente entre a educação pública e a privada.

O retorno ocorre com apoio da grande maioria dos profissionais, dos pais e um desejo claro dos próprios estudantes que há mais de 1 ano e 4 meses estão fora das salas de aula e acumulam uma assustadora defasagem na aprendizagem, além de estarem expostos a tantos outros problemas sociais.

No dia 23 de março do ano passado, quando as escolas deixaram de receber os estudantes em Mato Grosso, pouco ainda se sabia sobre este cruel vírus que veio para causar uma grande transformação na sociedade. Hoje, com base na ciência e após investimentos que superam R$ 170 milhões para garantir a biossegurança, é inadmissível impedir que os filhos das escolas públicas retornem.

Sim, porque a rede particular está funcionamento plenamente. Vinte e sete municípios de Mato Grosso também já retomaram as atividades. Vinte e quatro estados já voltaram ou voltam neste mês de agosto. E Mato Grosso não pode, não merece e não ficará para trás.

Leia Também:  Seduc-MT publica edital para construção de nova escola no município de Cláudia

Nestes 16 meses de escolas fechadas, nossas crianças e adolescentes estão submetidos às atividades não presenciais. Os profissionais da educação se desdobraram, se reinventaram, e de todas as formas tentaram manter seus alunos “presentes”.

O governo vem investindo como nunca, mas além da defasagem na aprendizagem tivemos um crescimento assustador no índice de evasão escolar. E reforço, essas não são as únicas sequelas graves deste afastamento das salas de aula.

O ambiente escolar configura também espaço de proteção para os menores, especialmente os compreendidos na Primeira Infância e os que são vítimas de abusos e todas as formas de violência, inclusive no âmbito da família, além de ser espaço estratégico na segurança alimentar infanto-juvenil.

Nossas crianças e adolescentes já tiveram prejuízos que levarão anos para serem recuperados. Não dá mais para aceitar que os filhos da classe menos favorecida precisem ficar dentro de casa e, principalmente, nas ruas, correndo ainda mais riscos.

A rede estadual de ensino de Mato Grosso está sim preparada. Desde o ano passado não medimos esforços para que isso ocorra de forma segura. São mais de seis meses equipando e preparando as escolas para chegarmos ao dia de hoje.

Leia Também:  Comunidade indígena de General Carneiro recebe ambulância via emenda parlamentar

No final do ano passado as escolas já começaram a receber verbas para ações de prevenção à disseminação do vírus. Os recursos para as escolas investirem em manutenções preventivas e corretivas foram triplicados. Os repasses automáticos para as escolas aumentaram 47%.

As secretarias de Estado de Educação e de Saúde elaboraram todos os protocolos de volta segura.

A Comissão Intergestores Bipartite inseriu os profissionais da educação como grupo prioritário à vacinação. O governo do Estado já garantiu a 1ª dose da vacina contra a covid-19 para todos os profissionais da educação de Mato Grosso.

A Seduc preparou materiais complementares para a recuperação da aprendizagem. Ampliou as capacitações dos profissionais da educação, que se tornaram contínuas.

O planejamento é sério e visa garantir que profissionais e alunos retomem, aos poucos, a educação olho no olho, que tecnologia nenhuma supera.

Estamos prontos para o retorno e contamos com o apoio dos nossos profissionais, dos pais e responsáveis.

Juntos somos mais fortes e vamos superar este momento. E logo vamos ter os resultados e saberemos que todo o esforço, dedicação e cuidados valeram a pena.

*Alan Porto é secretário de Estado de Educação de Mato Grosso

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA