(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Junho será de bandeira vermelha patamar 2 para o consumidor

Publicados

É bem Mato Grosso


A energia estará mais cara, novamente, em junho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que a bandeira tarifária para este mês será  vermelha – patamar 2. Isso gera um custo de R$6,24 para cada 100 kWh consumidos e, consequentemente, encarecimento da conta de energia.

Maio foi o primeiro mês da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) e registrou condições hidrológicas desfavoráveis. Junho, segundo a Aneel, já começa com os reservatórios em níveis mais baixos que o normal para esse período, o que significa pouca geração hidrelétrica e maior demanda por termelétricas – que são mais caras. 

Em maio, o Procon-MT publicou um alerta aos consumidores mato-grossenses sobre a antecipação das bandeiras vermelhas 1 e 2, considerando o atual cenário hídrico brasileiro. Segundo a Aneel, o balanço hidrológico do período úmido 2020-2021 resultou no pior aporte hidráulico da história do Sistema Interligado Nacional (SIN), medido desde 1931. 

Ou seja, está chovendo pouco no Brasil, e essa condição pesa no bolso e na qualidade de vida do consumidor. Diante do atual cenário hidrológico, a bandeira vermelha poderá ser acionada até dezembro, avalia o engenheiro eletricista Teomar Magri, membro do Conselho de Consumidores de Energia Elétrica de Mato Grosso (Concel-MT). 

Leia Também:  PM forma 27 novos policiais militares no Curso de Operações Rotam

Frente a isso, o Procon Estadual tem reforçado as ações de monitoramento e fiscalização para que não haja abusos e descumprimento da legislação. Paralelamente, a instituição vem realizando uma avaliação detalhada do sistema que envolve o serviço de fornecimento de energia elétrica em Mato Grosso. 

Os consumidores devem acompanhar o histórico de consumo, identificar os meses em que há aumento da demanda por energia elétrica e, assim, adequar sua rotina a hábitos de consumo mais econômicos. Ao acompanhar mensalmente a fatura, também fica mais fácil identificar qualquer irregularidade na cobrança. 

Entenda aqui como é composta a fatura de energia elétrica. 

Bandeira Tarifária

O sistema de bandeiras tarifárias da Aneel foi criado como forma de sinalizar o custo referente à energia gerada, permitindo que os consumidores façam um uso consciente de energia elétrica. Conforme determinado, as bandeiras nas cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se o custo da energia será maior ou menor em razão das condições de geração.

Leia também: 

Leia Também:  Domingo (24): Mato Grosso registra 545.098 casos e 13.910 óbitos por Covid-19

Procon-MT alerta para a fatura mais cara; especialista defende mudanças no sistema elétrico

Procon-MT autua concessionária em mais de R$ 3 milhões por descumprimento de lei

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Nininho destaca a importância da retomada dos trabalhos do Incra em Rondonópolis

Publicados

em


Foto: Renato Cordeiro / Assessoria de Gabinete

Na tarde de quinta-feira (20), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, participou da cerimônia de reativação do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) – Unidade Avançada Sul de Mato Grosso, acompanhado da superintendente regional substituta, Marina Reis Souza. O parlamentar acompanha as dificuldades das famílias que precisam se dirigir até Cuiabá, desde 2020, quando os atendimentos foram transferidos para a capital. Ele destacou a importância do retorno dos atendimentos na região.

“Os processos precisam andar, são famílias que esperam há mais de 30 anos pelos títulos definitivos, e precisamos dar o direito a essas famílias de terem não apenas seus documentos, mas também o direito de desenvolver e prosperar em suas propriedades. Tenho certeza que esta unidade será fundamental para agilidade dos processos”, pontuou Nininho.

O deputado agradeceu os esforços de todos que contribuíram para a retomada dos atendimentos e agradeceu os servidores da região. “O superintendente do Incra, coronel Cunha, tem feito gestão e concentrado esforços para agilizar a regularização fundiária em todo o estado. Quero aproveitar e agradecer os servidores Flávio Simões, chefe da unidade de Rondonópolis e ao Robson Fonzar, que pessoas capacitadas para a missão que temos aqui”, lembrou Nininho.

Leia Também:  PM forma 27 novos policiais militares no Curso de Operações Rotam

De acordo com o Incra, além de Rondonópolis outros 16 municípios serão atendidos na unidade: Alto Garças, Alto Araguaia, Alto Taquari, Araguainha, Campo Verde, Dom Aquino, Guiratinga, Itiquira, Jaciara, Juscimeira, Pedra Preta, Poxoréu, Primavera do Leste, São José do Povo, São Pedro da Cipa e Tesouro.

Também participaram da cerimônia de reativação da unidade, o deputado estadual Gilberto Cattani; os vereadores Roni Cardoso, Marisvaldo Gonçalves, Ozeias Reis, Kaza Grande, Dico e Dr. Jonas Rodrigues;  o diretor da Sema Ailnton Fonseca; os servidores do Incra Flávio Simões e Robson Fonzar; o presidente do Comitê de reabertura do Incra, Nelsivon e lideranças dos 17 municípios da região Sul.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA