(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Governo de MT já distribuiu 99,5% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicados

É bem Mato Grosso


O Governo de Mato Grosso recebeu até esta quarta-feira (07.04), do Ministério da Saúde, 561.210 mil doses das vacinas contra Covid-19 e já disponibilizou aos 141 municípios do Estado 558.742, ou seja, 99,5% do total recebido.

Após a distribuição de forma célere aos 14 Escritórios Regionais de Saúde, espalhados por todo o Estado, cabe a cada município fazer a retirada do imunizante, organizar o agendamento e a aplicação da vacina nos grupos prioritários.

Das 558.742 mil doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 290.882 (52%), sendo 218.514, como primeira dose; e 72.368, como segunda dose. 

Os municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Aripuanã (88%), General Carneiro (83%), Alto Boa Vista (77%), Ribeirãozinho (77%), Juína (76%), Sorriso (73%), Jaciara (72%), Santo Afonso (72%), Luciara (70%) e Campos de Júlio (69%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo n° 395 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Contra Covid-19

Leia Também:  MIRANDA MUNIZ: Li entrevista em que ex-reitora Maria Lucia Cavalli Neder aventou possibilidade de ser candidata ao Senado. Confesso que me empolguei

Devido à população indígena, os municípios podem registrar as doses aplicadas nas aldeias localizadas em territórios vizinhos. Por essa razão, alguns municípios podem ultrapassar o limite de 100% de doses aplicadas.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa de vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Em alguns casos onde há necessidade, o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população. Ou seja, estados com o maior número de idosos e profissionais de saúde recebem mais vacinas nesse primeiro momento.

Leia Também:  Faissal visita escola que ajudou a reformar e promete nova emenda para climatização
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Deputado João Batista visita Unidade de Referência Tecnológica

Publicados

em


Local visitado por João Batista tem planta técnica para produzir capim Capiaçu

Foto: FERNANDA BORRALHO / ASSESSORIA DE GABINETE

Levantando a bandeira da agricultura familiar em Mato Grosso, o deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), em parceria com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), visitou a Unidade de Referência Tecnológica (URT), no assentamento Sadia I, nesta última semana. O local, que está dentro dos limites territoriais do município de Várzea Grande, possui a única planta técnica para produção de capim Capiaçu, alimento que é destinado ao gado leiteiro.

A visita foi coordenada pelo extensionista da Empaer e responsável pela URT, Gilmar Brunetto, mais popularmente conhecido como Gauchinho, que guiou o parlamentar pela plantação de capim Capiaçu, mostrando todo o manejo e a tecnologia usada para a produção.

De acordo com João Batista, a visita foi realizada em “caráter educativo”, para que na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) seus trabalhos possam ir ao encontro dos interesses da categoria de trabalhadores da agricultura familiar de MT.

Leia Também:  Adesão às recomendações da CGE aumenta 100%

“Conhecemos a rotina do assentamento Sadia I, assim como a cooperativa Coopergrande. Tivemos uma manhã de muito aprendizado, com toda a certeza vamos nos aproximar ainda mais da agricultura familiar. Vamos trabalhar juntos à Seaf e  Empaer, em busca de mais estrutura e mais investimentos para os pequenos produtores, principalmente aqui da baixada cuiabana”, disse o deputado.

Gauchinho explica que a Empaer, por meio dos seus técnicos, identificou a deficiência dos produtores em obter a alimentação necessária para manutenção do gado leiteiro. Este problema, como apontou o extensionista, foi detectado em boa parte das propriedades que integram a cooperativa.

“Fico feliz com o interesse demonstrado pelo deputado João Batista em conhecer a nossa URT, implantada aqui na propriedade da senhora Eliete Rosa, no assentamento Sadia I. A cultura do leite não é realizada pelos agricultores da baixada cuiabana por conta da deficiência na alimentação adequada para gado. Sendo assim, com a ajuda da cooperativa, da Seaf (Secretaria de Estado de Agricultura Familiar) e da Prefeitura de Várzea Grande, conseguimos viabilizar o plantio do capim Capiaçu”, explicou Brunetto.

Leia Também:  Sexta-feira (19): Mato Grosso registra 284.432 casos e 6.696 óbitos por Covid-19
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA