(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Governo de Mato Grosso destina novas viaturas ao Corpo de Bombeiros Militar

Publicados

É bem Mato Grosso


O Governo do Estado entregou, por meio da Secretaria de Segurança Pública (Sesp-MT), em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (03.05), 4 novas viaturas que reforçarão a frota do serviço operacional do 1° Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar (1°BBM). O lote inclui uma viatura Auto Rápida modelo Duster e 3 Unidades de Resgate modelo Master.

As viaturas poderão ser utilizadas em ocorrências de salvamento e serviços pré-hospitalares, dando melhores condições de trabalho aos servidores além de melhorar o atendimento à sociedade durante os chamados de urgências e emergências.

A cerimônia de entrega foi realizada apenas para autoridades, respeitando protocolos de biossegurança contra a Covid-19.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Alessandro Borges, destacou que as novas viaturas vão proporcionar um melhor atendimento às vítimas socorridas pelos militares do CBM-MT, além de gerar mais economia com manutenção.

“Os maiores beneficiados dessa atualização da frota é a população Mato-grossense que receberá um atendimento com mais qualidade. Além disso, essas novas viaturas demandam menos manutenção e consequentemente menos custos ao Estado. As viaturas poderão ser utilizadas imediatamente em ocorrências e salvamento de atendimentos pré-hospitalares”.

Leia Também:  Professores da rede estadual terão notebook e internet paga por três anos

Além disso, o comandante-geral adjunto, Coronel BM Ricardo Antônio Bezerra Costa, afirmou “que o Governo está investindo e trabalhando garantir uma boa estrutura para os atendimentos de resgate a sociedade mato-grossense”.

A solenidade contou com a presença do secretário de estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, o secretário adjunto Carlos George de Carvalho Davim, comandante-geral do CBMMT, Coronel BM Alessandro Borges Ferreira, o comandante-geral adjunto, Coronel BM Ricardo Antônio Bezerra Costa e demais coronéis da corporação.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Seduc esclarece comunidade sobre mudanças em escolas do Grande Cristo Rei

Publicados

em


A secretaria de Estado de Educação esclarece que o redimensionamento da Educação Básica é uma ação de planejamento da rede pública estadual e municipal. É feito com base nas necessidades e particularidades de cada município.

Em Várzea Grande, a Seduc vai ceder o prédio da Escola Heroclito Leôncio Monteiro, no bairro Cristo Rei, para o município de Várzea Grande. O redimensionamento, neste caso, também envolve a Escola Estadual Dom Bosco, localizada na mesma região. Para tirar dúvidas da comunidade escolar e explicar como será essa etapa do redimensionamento, a Seduc realizou uma reunião na unidade nesta terça-feira (21.09).

Hoje, a Escola Heroclito Leôncio Monteiro possui 492 estudantes matriculados, sendo 241 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 251 nos anos finais do Ensino Fundamental.

A Escola Dom Bosco atende 639 alunos, sendo 291 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 348 nos anos finais.

Planejamento para 2022

Recebendo o prédio da Escola Heroclito, a partir de 2022, o planejamento da secretaria municipal de Educação é atender estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e vai abrir matrículas para crianças de 4 e 5 anos.

Leia Também:  Operação cumpre 24 mandados em MT e MG contra envolvidos em esquema de desvio e receptação de cargas de soja

Além dos 241 alunos dos anos iniciais que já estão na escola, vai receber os 291 da Escola Dom Bosco.

A Escola Dom Bosco continuará atendendo os 348 estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental e receberá os 251 dos anos finais da Heroclito.

Entenda o redimensionamento

O redimensionamento cumpre a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB – 9.394/96), que passou a ser estruturada por etapas e modalidades de ensino, englobando a Educação Infantil, o Ensino Fundamental obrigatório de nove anos e o Ensino Médio.

Trata-se da organização dos alunos que estão na mesma etapa/modalidade em uma única unidade escolar, otimizando, assim, o espaço existente, ampliando o número de vagas, buscando garantir o acesso à educação básica.

O reordenamento das estruturas físicas de educação inclui a cessão de uso de escolas aos municípios, transferência de alunos para outras unidades e entrega dos prédios alugados pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Nos casos da cessão aos municípios, o Governo dará todo suporte, inclusive financeiro, com as reformas necessárias.

Leia Também:  Empaer homologa rescisão de servidores que aderiram ao Plano de Demissão Voluntária

Profissionais

O profissional pedagogo pode escolher se permanece na escola que for cedida ao município ou se quer ser atribuído para outra unidade da rede estadual. Vale destacar que o profissional que permanecer na unidade, o Estado fará um termo de cooperação com o município. Esse profissional não terá nenhum prejuízo em sua carreira, continua com o mesmo subsídio e pode participar dos processos seletivos da Seduc.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA