(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Faissal propõe linhas de crédito para energia solar através da Desenvolve MT

Publicados

É bem Mato Grosso


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão da manhã de quarta-feira (24), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), a indicação nº 8242/2021 para abertura de linhas de crédito para aquisição e implantação de sistemas de energia fotovoltaica para pessoas físicas e jurídicas. Os recursos, de acordo com a proposta do parlamentar, seriam disponibilizados por meio da Agência de Fomento de Mato Grosso (Desenvolve MT).

As linhas de crédito, segundo o deputado, são fundamentais para que a população e as empresas possam fazer a compra e instalação de placas solares e demais equipamentos, tendo em vista a enorme dificuldade que os moradores de Mato Grosso vêm enfrentando com o aumento na conta de energia elétrica. A energia fotovoltaica é produzida a partir de luz solar, e pode ser obtida mesmo em dias nublados ou chuvosos, sendo uma fonte limpa e renovável.

“Mato Grosso está em quarto lugar no ranking de geração de energia solar no país, ficando atrás apenas de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo. Entre 2020 e 2021, a Energisa registrou aumento de 200% nos pedidos de análises de projetos para a inclusão de geração solar na rede de distribuição. Esses dados nos mostram que cada vez mais consumidores estão migrando para esse sistema, demonstrando que iniciativas como a abertura de linhas de crédito, principalmente para pessoas físicas, é fundamental para que esse número aumente ainda mais”, afirmou Faissal.

Leia Também:  Quarta-feira (28): Mato Grosso registra 486.675 casos e 12.720 óbitos por Covid-19

O valor médio de instalação de painéis de energia solar pode chegar a cerca de R$10 mil em residências e até R$30 mil nas redes comerciais. Além dos valores de instalação, há também custos de manutenção e aprovação da concessionária de energia. Recentemente, a Caixa Econômica Federal anunciou uma linha de crédito para financiamento exclusivo de energia sustentável, com uma taxa de juros a partir de 1,17% ao mês.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Mais de 280 profissionais são capacitados em urgência e emergência psiquiátrica

Publicados

em


Mais de 280 profissionais de diferentes áreas e que atuam na região do Teles Pires participaram do curso de atualização em Atenção à Crise em Urgência e Emergência Psiquiátrica, que foi promovido por meio de unidades geridas à Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT).

A capacitação foi oferecida pelo Escritório Regional de Saúde de Sinop em parceria com a Escola de Saúde Pública (ESP-MT), o Núcleo de Educação Permanente do CIAPS Adalto Botelho, a Comissão de Residência Médica, a Comissão Intergestores Regional (CIR) e a Comissão de Integração Ensino Serviço (CIES).

Na primeira etapa do curso, foram realizadas aulas teóricas presenciais e online, com 280 participantes. Já na segunda etapa, que contou aulas práticas ministradas por profissionais do CIAPS Adauto Botelho, foram capacitados 168 profissionais dos 14 municípios da Região Teles Pires.

O diretor geral do CIAPS Adauto Botelho, Paulo Henrique de Almeida, destacou que o objetivo da capacitação é oferecer instrumentos teóricos e práticos para a avaliação, intervenção e encaminhamento das principais emergências e urgências psiquiátricas em Mato Grosso.

Leia Também:  Unidade do Detran-MT no Shopping Estação é fechada para reforma

“Além de capacitar, o curso visa fortalecer a RAPS dos municípios e oferecer um atendimento mais humanizado à população que necessita do serviço. Cada participante será multiplicador do conhecimento para os seus municípios”, pontuou o gestor.

Neste curso, foram contemplados profissionais de diversas áreas que compõe a rede de atenção psicossocial, dentre eles: médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, técnicos de enfermagem, policiais, bombeiros, nutricionistas, educadores físicos, professores, fonoaudiólogos, motoristas condutores de ambulância, cuidadores da Casa Lar, agentes de segurança, assistentes administrativos, fiscais sanitários, agentes comunitários de saúde, acadêmicos e recepcionistas.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA