(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Estado aciona Justiça para que Prefeitura de Cuiabá desbloqueie imediatamente leitos de UTI Covid-19

Publicados

É bem Mato Grosso


A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) acionou a Prefeitura de Cuiabá para o desbloqueio imediato de 33 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo 30 para adultos e três pediátricos, para o tratamento de pacientes da Covid-19, no Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.

A ação por obrigação de fazer foi protocolada na Vara Especializada de Fazenda Pública, nesta quinta-feira (25.02), após a gestão municipal não cumprir notificação do Governo do Estado para o desbloqueio dos leitos UTI Covid-19.

Relatório de supervisão da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontou que o bloqueio se dá por falta de medicamentos e falta de médico cirurgião pediátrico.

Conforme a ação, o bloqueio dos leitos de UTI Covid-19 impacta na taxa de ocupação hospitalar e acarreta no descumprimento do Plano de Contingência Municipal. Nesta quinta-feira, a taxa de ocupação de UTIs é de 83%.

“Caso a conduta do Município persista, o principal prejudicado será o cidadão que venha a necessitar dos leitos de UTI, uma vez que o Estado terá de suspender o repasse de elevado valor referente ao cofinanciamento das diárias dos citados leitos, o que poderá impactar na própria manutenção ou na diminuição do número de leitos destinados aos pacientes Covid-19”, de acordo com trecho extraído da petição.

Leia Também:  EDUARDO MAHON ASSUME RACHA NA ACADEMIA: Fiquem aí com coquetéis e convescotes, ficamos cá com a literatura

O município recebe R$ 1,6 mil por leito de UTI pactuado com o Governo do Estado e Ministério da Saúde.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Deputado João Batista visita Unidade de Referência Tecnológica

Publicados

em


Local visitado por João Batista tem planta técnica para produzir capim Capiaçu

Foto: FERNANDA BORRALHO / ASSESSORIA DE GABINETE

Levantando a bandeira da agricultura familiar em Mato Grosso, o deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), em parceria com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), visitou a Unidade de Referência Tecnológica (URT), no assentamento Sadia I, nesta última semana. O local, que está dentro dos limites territoriais do município de Várzea Grande, possui a única planta técnica para produção de capim Capiaçu, alimento que é destinado ao gado leiteiro.

A visita foi coordenada pelo extensionista da Empaer e responsável pela URT, Gilmar Brunetto, mais popularmente conhecido como Gauchinho, que guiou o parlamentar pela plantação de capim Capiaçu, mostrando todo o manejo e a tecnologia usada para a produção.

De acordo com João Batista, a visita foi realizada em “caráter educativo”, para que na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) seus trabalhos possam ir ao encontro dos interesses da categoria de trabalhadores da agricultura familiar de MT.

Leia Também:  Oficinas propõem aprendizado sobre tradição e cultura africana por meio da música

“Conhecemos a rotina do assentamento Sadia I, assim como a cooperativa Coopergrande. Tivemos uma manhã de muito aprendizado, com toda a certeza vamos nos aproximar ainda mais da agricultura familiar. Vamos trabalhar juntos à Seaf e  Empaer, em busca de mais estrutura e mais investimentos para os pequenos produtores, principalmente aqui da baixada cuiabana”, disse o deputado.

Gauchinho explica que a Empaer, por meio dos seus técnicos, identificou a deficiência dos produtores em obter a alimentação necessária para manutenção do gado leiteiro. Este problema, como apontou o extensionista, foi detectado em boa parte das propriedades que integram a cooperativa.

“Fico feliz com o interesse demonstrado pelo deputado João Batista em conhecer a nossa URT, implantada aqui na propriedade da senhora Eliete Rosa, no assentamento Sadia I. A cultura do leite não é realizada pelos agricultores da baixada cuiabana por conta da deficiência na alimentação adequada para gado. Sendo assim, com a ajuda da cooperativa, da Seaf (Secretaria de Estado de Agricultura Familiar) e da Prefeitura de Várzea Grande, conseguimos viabilizar o plantio do capim Capiaçu”, explicou Brunetto.

Leia Também:  Quarta-feira (17): Mato Grosso registra 237.239 casos e 5.544 óbitos
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA