(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Elizeu Nascimento protocola ofício na Sesp e pede investigação em irregularidades no concurso

Publicados

É bem Mato Grosso


O deputado estadual Elizeu Nascimento (PL) protocolou nesta terça-feira (22), um ofício direcionado ao secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante solicitando providências quanto as irregularidades ocorridas no concurso da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec).

Após a prova que aconteceu no último domingo (20), diversas denúncias começaram a circular nas redes sociais e chegaram ao conhecimento do deputado que recebeu algumas delas. Circulam nas redes sociais fotos de candidatos utilizando celular na hora do prova, a confirmação de inexistência de fiscalização para o porte indevido de equipamentos eletrônicos, e até a prisão de um candidato preso em Cáceres, por suspeita de estar realizando a prova no lugar de outro inscrito.

Elizeu é membro titular da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa, e disse que vai acompanhar de perto as investigações que serão instauradas.

“Tomando ciência de possíveis fraudes nas provas do concurso da Segurança Pública entrei com pedido de investigação junto a Sesp para apurar tais fatos e dar resposta a nossa população mato-grossense. Irei estar acompanhando o andamento do certame e ver quais medidas irão ser tomadas daqui para frente”, declarou o deputado.

Leia Também:  Terça-feira (08): Mato Grosso registra 714.295 casos e 14.779 óbitos por Covid-19

O Ministério Público de Mato Gosso (MP-MT) informou que recebeu por meio da ouvidoria cerca de 30 denúncias de irregularidades durante a aplicação da prova do concurso. Ao todo, 66 mil pessoas realizaram a prova para a formação de cadastro reserva.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Atendimento de excelência é tema de capacitação para 800 servidores do Judiciário estadual

Publicados

em

O Poder Judiciário de Mato Grosso aposta na capacitação do publico interno para oferecer à sociedade um serviço cada vez melhor. Esta semana a Corregedoria- Geral da Justiça, encerrou o Curso “Praticas eficazes para atendimento de excelência” direcionado a oficiais de justiça, agentes da infância e juventude, distribuidores, técnicos, analistas e gestores gerais de diversas comarcas do Estado. A capacitação, realizada pela Escola dos Servidores, além de ser elogiada pelos participantes, é em atenção a Resolução 192/2014, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que trata sobre a Política Nacional de Formação e Aperfeiçoamento dos Servidores do Poder Judiciário.
 
“Com muita alegria concluímos mais um ciclo de capacitações. Durante a pandemia o desembargador José Zuquim assumiu um risco, mas decidiu que era necessário investir em capacitações presenciais e, inicialmente, até dezembro do ano passado, trouxemos 300 servidores a Cuiabá. E depois, agora em 2022, após recebermos feedback positivo, vieram mais 500, totalizando 800 servidores. Esperamos que todos tenham aproveitado esse momento de aprendizado, de vivência, de calor humano tão necessário, de olhar para si, pois se não estamos bem como vamos atender nosso usuário com eficiência?”, indagou o coordenador da Corregedoria, Flávio de Paiva Pinto.
 
Na última etapa, 40 gestores e oficias de justiça participaram do curso que sensibilizou e capacitou os servidores que fazem atendimento direto com a sociedade e, principalmente, com os usuários do Judiciário mato-grosssense. Entre os principais pontos trabalhados no curso destacam-se temas como mudança comportamental, práticas de bons hábitos e técnicas, comunicação como instrumento essencial, competências e ferramentas na busca pela eficácia.
 
“Foram dois dias de aprendizado, troca de experiências com o intuito de ajudar os servidores a fazer um atendimento ainda melhor ao nosso usuário, além de melhorar o relacionamento com o cliente interno. Para tanto, mostramos algumas ferramentas para convidá-los a avançar em autoconhecimento e nas relações humanas de uma maneira que o atendimento de excelência passa a ser uma consequência”, exemplificou Meire Dias, palestrante e consultora da capacitação.
 
Meire Dias acrescentou que foi feito um mapeamento de perfil de identidade organizacional do Tribunal de Justiça onde cada servidor, cada servidora, das mais variadas unidades judiciais presentes no treinamento, internalizou a missão, visão, valores e princípios institucionais, mas também identificou e construiu valores pessoais e missão profissional. A consultora entende que a contribuição dos participantes é o que se sustenta e faz existir de fato a grande missão do Tribunal.
 
Para a gestora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Sorriso (420 Km de Cuiabá), Eliane Pandolfo Martini, o grande diferencial da capacitação foi ser voltado para o autoconhecimento. “Ao longo dos meus 25 anos de Judiciário já fiz diversos cursos, mas gostei muito desse, porque teve essa preocupação com o olhar interno, de como estamos sentindo. O que vimos é que não adianta conhecer muitas leis, ter aquele conhecimento técnico e não sabermos lidar com as pessoas e com os nossos problemas. E quando a gente se conhece melhor, consequentemente, consegue atender melhor. Saímos daqui todos mais renovados e felizes”, pontuou Martini.
 
Flávio de Paiva Pinto agradeceu a parceria entre a Presidência e a Corregedoria Geral que oportunizou o ciclo de capacitações, e desejou aos participantes do treinamento que empreguem com desenvoltura todo o aprendizado para que atinjam com habilidade e competência sucesso e excelente desempenho no atendimento interno e externo em cada unidade judicial que atuam. Flávio lembrou que os conteúdos trabalhados no curso são baseados nos planejamentos da gestão e de acordo com as sugestões recebidas dos próprios servidores durante o Programa Corregedoria em Ação, que visita comarcas no Estado.
 
#ParaTodosVerem: esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência. Imagem 1: Foto horizontal colorida o coordenador da Corregedoria discursa para os participantes. Todos os alunos estão sentados e ele está de pé e terno azul e óculos preto. Imagem 2: Foto horizontal colorida a palestrante fala com a turma no encerramento do curso. Todos os alunos estão sentados na sala de aula. 3: Foto horizontal colorida em que todos os participantes da última turma estão perfilados em pé na escadaria da Escola dos Servidores.
 
Larissa Klein
Assessoria de Imprensa CGJ
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  JORNALISTA MARCELO FERRAZ: A propaganda governamental em ano de eleição e as informações manipuladas, forjadas ou abusivas
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA