(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Detran-MT retoma aplicação de prova prática no interior com bancas volantes

Publicados

É bem Mato Grosso


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) retomou a aplicação dos exames práticos de direção no interior do Estado com a banca volante de examinadores. Em um primeiro momento, as provas serão aplicadas em 46 municípios que estavam aguardando a realização dos exames agendados para o primeiro semestre de 2021.

Serão realizadas as provas para categoria A (moto) e mudança de categoria C, D e E (caminhão, ônibus e carreta).

“Esse é o calendário de retomada das bancas volantes. Serão oito rotas simultâneas de examinadores para a aplicação dos testes práticos nos 46 municípios”, explicou o gerente de Exames Teóricos e Práticos do Detran-MT, Ruytter Almeida.

Na próxima semana será publicado um novo calendário de aplicação das provas práticas com as bancas volantes e fixas.

O candidato deverá procurar a sua autoescola para que faça o agendamento das suas provas junto ao Detran-MT.

Prevenção a Covid-19

Para a aplicação das provas práticas de direção, o Detran-MT vem tomando todas as medidas na prevenção a proliferação da Covid-19, seguindo as determinações do Ministério da Saúde e do Governo do Estado.

Leia Também:  Proposta permite que militares de MT exerçam função de piloto de aeronaves

Entre as medidas aplicadas estão: uso obrigatório de máscaras por todos os profissionais credenciados, candidatos/condutores e examinadores; disponibilização, por parte das autoescolas, de álcool em gel com concentração mínima de 70% ou produto similar específico para assepsia do candidato e do instrutor.

Também está proibida a presença de acompanhantes ou terceiros no local de prova, inclusive de candidatos não agendados.

“Sabemos que muitos candidatos estão ansiosos por sua primeira habilitação ou para mudança de categoria. Por isso o Detran está retomado os exames práticos de forma gradual e segura, tanto para o examinador quanto para o candidato”, destacou o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.  

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Rosário Oeste comemora 160 anos com parcerias do Estado para melhorar infraestrutura

Publicados

em


Rosário Oeste, cidade na Baixada Cuiabana com 17 mil habitantes e distante 103 quilômetros de Cuiabá, comemora 160 anos de fundação nesta sexta-feira, 25 de junho, com parcerias do Governo na pavimentação e manutenção de rodovias, em suporte à agricultura familiar, entre outras ações.

O município foi beneficiado, neste mês de junho, com a entrega, pelo Governo do Estado, de uma motoniveladora para manutenção de 404 km de rodovias não pavimentadas no município. No total, foram entregues 74 maquinários a 22 instituições, entre prefeituras, consórcios intermunicipais e associações, com investimentos de R$ 42,2 milhões.

Município recebeu uma motoniveladora para manutenção de rodovias não pavimentadas – Tchélo Figueiredo

Foi dada ordem de serviço para a construção da ponte de concreto, com 151 metros de extensão, sobre o Rio Manso na MT-244, no sentido distrito de Marzagão. Também está em fase de elaboração e revisão de projetos a pavimentação das MTs 241 e 244, que cruzam seu território, parte de um lote beneficiando 12 municípios com a pavimentação de 256,56 quilômetros e construção de cinco pontes de concreto.

Os projetos são parte do Programa Mais MT, com investimentos de R$ 4,73 bilhões em infraestrutura na atual gestão (2019-22).   

Agricultura familiar

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer) mantém no município um campo experimental, onde, entre outras experiências, estão sendo desenvolvidas técnicas de produção de mudas enxertadas de Castanha-do-Brasil. 

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, além da recente entrega de 1.769 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes do município 2.915 cestas básicas entre 2020 e 2021, pelo programa Vem Ser Mais Solidário, e 1.873 cobertores, pelo Aconchego, em 2019.

Leia Também:  Alta Floresta reivindica posto policial no bairro Cidade Alta

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde repassou ao município 1.450 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 62.771 comprimidos, entre azitromicina (7.718), ivermectina (6.174) e dipirona (48.880), também distribuído em gotas, com 1.201 frascos.              

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 17,648 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 3,255 milhões em assistência social, transporte escolar e emendas parlamentares entre 2019 e 2020; e R$ 1,138 milhão em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Segundo dados do IBGE de 2018, os setores de administração pública, com R$ 103,115 milhões, agropecuária (R$ 86,338 milhões) e serviços (R$ 85,010 milhões) se equilibram na composição do Produto Interno Bruto (PIB) municipal de R$ 315,492milhões. Impostos (R$ 27,191 milhões) e indústria (R$ 13,836 milhões) fecham a soma. O PIB per capita é R$ 18.303,21.

No mesmo ano, R$ 46,516 milhões foram pagos, entre salários e outras remunerações, por 168 empresas e organizações atuantes a 1.565 pessoas ocupadas (9,1% da população), das quais 1.369 assalariadas. Média de 2,7 salários mínimos mensais.  

Quinto produtor mato-grossense de mamão em 2019, com 300 toneladas e sétimo na produção de abacaxi, 900 toneladas, conforme o IBGE, Rosário Oeste tem a soja (87,5 mil toneladas) e o milho (43,7 mil toneladas) como carros-chefes de sua produção agrícola. O município cultivou ainda banana, coco-da-baía, limão, manga, maracujá, algodão, arroz, cana de açúcar, feijão, mandioca, melancia, melão e sorgo.  

Leia Também:  Festival de Narração de Histórias de Primavera do Leste encerra neste sábado (27)

Rosário Oeste foi o quinto maior produtor mato-grossense de mamão em 2019

Na pecuária, detém um rebanho bovino, com 213,88 mil cabeças, das quais 950 vacas ordenhadas, com 1,1 milhão de litros de leite; rebanho galináceo com 69,1 mil cabeças, das quais 18,5 mil galinhas, com 129 mil dúzias de ovos; 3,8 milhões de alevinos; 8.511 suínos (773 matrizes), 4.383 ovinos, 5.314 equinos, 204 toneladas de peixes em cativeiro, 4,24 toneladas de mel de abelha.

Na silvicultura, o município registra 2,7 mil hectares de eucalipto e 1,68  mil de outras espécies plantados e uma produção de 48,37 m2 de madeira em tora e 1,65 mil m3 de lenha; além da extração de 8,86 m3 de lenha.

História

A fundação de Rosário Oeste está ligada ao ouro e ao bairro Monjolo. Por volta de 1750, chegaram à região os primeiros moradores, onde se encontravam os Bakairi. No século seguinte, o povoado foi mudado para onde se localiza atualmente o centro urbano.

Em 1833 foi elevado a distrito, como Nossa Senhora do Rosário do Rio Acima, subordinado a Cuiabá. Em 25 de junho de 1861, a vila, ainda como Nossa Senhora do Rosário do Rio Acima. Foi instalado janeiro de 1865.

Em junho de 1915, passou a se chamar Rosário Oeste e, em janeiro de 1918, foi  elevada a município. Já teve como distrito o atual município de Nobres.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA