(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Deputado Claudinei reivindica vacinação para os profissionais de imprensa e comunicação de MT

Publicados

É bem Mato Grosso


Foto: Marcos Lopes

Com o aumento de número dos profissionais de imprensa e comunicação contaminados pela Covid-19, em Mato Grosso, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) solicitou, durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (5), a inclusão da categoria como grupo prioritário para receber a vacinação contra o novo coronavírus. O pedido foi encaminhado à Presidência da República do Brasil, Ministério das Comunicações, Secretaria de Saúde de Mato Grosso (SES) e Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM).

Em março do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) havia inserido, por meio de decreto, a imprensa como atividade essencial que não poderia ser paralisada durante as medidas restritivas para o enfrentamento ao coronavírus. Conforme a Lei de n.º 13.979/2020, é apontada que não poderá ser afetado o exercício e serviços à liberdade de imprensa. “Essa atividade de imprensa é considerada essencial por não ter sido interrompida, mesmo perante a situação que enfrenta o país e o mundo há mais de um ano. É importante incluir os profissionais desta categoria na vacinação, que são linha de frente”, frisa Claudinei.

Leia Também:  Max quer professores na primeira etapa de vacinação do "Plano Estadual de Imunização"

O parlamentar diz que os profissionais de comunicação têm um papel de suma importância para levar a informação de forma transparente, responsável e séria para Mato Grosso e todo o país. “Eles estão arriscando a vida para nos manter informados sobre a situação da Covid-19, em Mato Grosso, no Brasil e no mundo. Infelizmente, a jornalista da deputada Janaina Riva (MDB) está internada, já saiu da intubação e, se Deus quiser, estará na Assembleia Legislativa trabalhando conosco”, ressalva.

Categoria – A categoria conta com a atuação de jornalistas, publicitários, radialistas, relações públicas, fotógrafos, cinegrafistas, profissionais de marketing e assessores de imprensa que realizam a criação e divulgação de materiais com informações de interesse público, seja por meio escrito (internet, jornais e revistas) ou audiovisual (televisão e rádio). “Estes profissionais levam a informação com qualidade, seriedade e segurança, o que evita qualquer mal-entendido por meio da divulgação de fake news distribuídas nas redes sociais que podem prejudicar, principalmente, o combate à Covid-19. Afinal, o papel jornalístico exige apuração, levantamento de dados, contato com fontes confiáveis para o fornecimento de informações”, salienta o deputado.

Leia Também:  Secretaria de Saúde lamenta falecimento de servidor

Sindicato – Atualmente, a junta administrativa do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor) levanta informações junto aos profissionais da categoria para ter um valor estatístico preciso para ser encaminhado e fomentado aos dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

De acordo com informações divulgadas pelo jornal A Gazeta, cerca de 150 profissionais da comunicação de Mato Grosso, entre jornalistas e radialistas, testaram positivo para Covid-19, entre março de 2020 a março de 2021, sendo que 13 entraram em óbito e cinco foram intubados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Pandemia – Na última atualização do Boletim Epidemiológico do Governo do Estado de Mato Grosso, do dia 04 de abril de 2021, já são 315.087 casos confirmados de Covid-19, com 7.999 óbitos.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

PM prende cinco suspeitos e apreende drones que levariam celulares para o presídio da Mata Grande

Publicados

em


Policiais da 14ª Companhia de Força Tática prenderam no final da tarde desta sexta-feira (14.05) cinco pessoas, entre elas uma mulher (39 anos) e um adolescente (15 anos), que teriam a intenção de levar celulares para a Penitenciária da Mata Grande, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá), usando drones.

As prisões aconteceram a partir de uma denúncia anônima. A equipe da Força Tática passou a fazer rondas na região do presídio e na rodovia MT-130, perto de uma antiga lanchonete, avistou um veículo modelo Etios com cinco ocupantes. No veículo havia alguns celulares, um drone e entorpecente.

Dois ocupantes, de 18 e 20 anos, assumiram serem os proprietários dos materiais. Eles também indicaram o local, um matagal próximo, onde estavam outros celulares e mais um drone.

O casal, formado pelo homem de 33 anos e a mulher de 39, contou aos policiais que trabalham como motoristas por aplicativo e foram contratados pelos suspeitos para auxiliar no transporte dos celulares.

Os cinco suspeitos, todos os celulares, drones e demais produtos apreendidos foram entregues no plantão da 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis.

Leia Também:  Comissão dá parecer favorável ao projeto 'Órfãos da Covid-19'

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA